fbpx

sexta, 30 de julho de 2021

Luis Miranda pede prisão de Onyx Lorenzoni e Elcio Franco à CPI

O deputado federal encaminhou um ofício ao presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz, no qual afirma que Onyx e Élcio estariam buscando coagi-lo antes do seu depoimento.

24 de junho de 2021

Compartilhe

O deputado era um defensor do presidente e integrante da base governista (Foto: Divulgação)

O deputado Luís Miranda (DEM-DF) pediu que a CPI da Covid ordene a prisão do ministro Onyx Lorenzoni, da Secretaria-Geral da Presidência, e do ex-secretário executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, por ameaçar testemunhas da comissão.

O parlamentar brasiliense alega que os dois estariam buscando coagi-lo antes do seu depoimento, marcado para esta sexta-feira (25) no Senado.

No ofício encaminhado ao presidente da comissão, o senador Omar Aziz (PSD), Luís Miranda alega que ele e seu irmão, o servidor da saúde Luis Ricardo Miranda, sofreram “ameaças proferidas por ministro de Estado”.

O parlamentar apela ao senador amazonense: “Há ameaças claras desprendidas contra mim e meu irmão em público, ou melhor, com repercussão nacional e internacional, proferidas por um ministro ladeado por um investigado desta CPI.”

“Certamente que o momento escolhido para que o sr. Onyx viesse a público tem a ver, diretamente, com o intuito de coagir e reprimir as atividades desta CPI, com a perversão do devido processo legal, isto é, de prejudicar a espontaneidade de nossos depoimentos”, dispara Luis Miranda, que conclui pelo pedido de prisão de Onyx e Elcio Franco pelo crime de obstrução de Justiça (artigo 344 do Código Penal).

Bolsonarista arrependido

O deputado, antes um defensor e integrante da base governista, está na mira de bolsonaristas após revelar que buscou avisar ao presidente da República que havia problemas no contrato da Covaxin, firmado pelo governo brasileiro com a farmacêutica indiana Bharat Biotech.

A suspeita é de que os valores foram superfaturados em até 1.000% e houve pressão dentro do Ministério da Saúde para que o contrato fosse efetivado com rapidez incomum.

Luís Ricardo Miranda, irmão do deputado, também disse ter  avisado ao presidente sobre a questão, já que o contrato passou por suas mãos na pasta.

Intimidação

Nesta quarta-feira (24), Onyx e Elcio buscaram desmentir, durante uma coletiva, que o contrato tivesse irregularidades.

Onyx separou as palavras mais fortes para o deputado: Deputado Luís Miranda, Deus tá vendo. Mas o senhor não vai se entender só com Deus não, vai se entender com a gente também. E vem mais: o senhor vai explicar e o senhor vai pagar pela sua irresponsabilidade, pelo mau-caratismo, pela má-fé, pela denunciação caluniosa e pela produção de provas falsas.”

A fala intimidatória continuou: “No momento que o senhor trai o presidente Bolsonaro, no momento que o senhor trai o Brasil, no momento que o senhor mente deslavadamente, o senhor se junta a todo mal que existe na política brasileira. Que deus tenha pena do senhor – é o único sentimento que eu tenho, mas o senhor vai pagar na Justiça tudo o que o senhor fez hoje de manhã.”

Fonte: Congresso em Foco

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Bolsonaro ressuscita boatos de fraude nas Eleições e não prova nada

Presidente há um ano diz ter provas de que houve fraude nas Eleições em 2018. Nesta quinta-feira (29), mais uma vez não cumpriu com a palavra ao não revelar provas.

29 de julho de 2021

Punições pelo uso indevido de dados pessoais começam a valer domingo

Quem infringir a lei fica sujeito a advertência, multa simples, multa diária, suspensão parcial ou total de funcionamento, além de outras sanções.

29 de julho de 2021

CPI centrará fogo nas plataformas de redes sociais que divulgaram mentiras

O senador Omar Aziz considera um absurdo a quantidade de mentiras e desinformação que circula nas plataformas de redes sociais a partir de robôs de internet.

29 de julho de 2021

Senador do AM chama procurador do MPF de ‘militante ambiental’

O procurador proibiu que o Ibama realize audiências virtuais para expor o estudo de impacto ambiental para licenciamento da BR-319. Órgão tem 10 dias para acatar a decisão.

29 de julho de 2021

Pazuello depõe em inquérito da PF que apura prevaricação de Bolsonaro

O ex-ministro da Saúde começou a depor às 10h e até o momento segue na superintendência da Polícia Federal em Brasília. Pazuello hoje trabalha na cozinha do Planalto.

29 de julho de 2021

Procurador pede que Coari suspenda festividades pelos 89 anos da cidade

A comemoração dos 89 anos da fundação de Coari, recheada de eventos, deve ser suspensa a pedido Ministério Público do Amazonas devido ao risco sanitário.

29 de julho de 2021

STF desmente Bolsonaro sobre ‘proibir’ a União de atuar no combate à Covid

Desde o início da pandemia a ADI do STF é usada pelo presidente Jair Bolsonaro para mentir sobre a falta de ação do Governo Federal no combate à Covid-19.

29 de julho de 2021

Omar garante que CPI já tem provas que atestam crimes na pandemia

Presidente da CPI da Covid-19, Omar Aziz afirmou que documentos e depoimentos já tomados provam a existência de crimes cometidos por agentes públicos e particulares.

29 de julho de 2021