fbpx

sábado, 08 de maio de 2021

Justiça condena Bolsonaro a indenizar jornalista por fala machista

A indenização será pelos ataques machistas proferidos por Bolsonaro quando disse que a jornalista "queria dar o furo a qualquer preço" contra ele, em fevereiro de 2020.

28 de março de 2021

Compartilhe

O presidente fez o comentário de cunho sexual em 18 de fevereiro do ano passado (Foto: Reprodução)

O presidente da República, Jair Bolsonaro, foi condenado a pagar R$ 20 mil à jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S.Paulo, por danos morais. A sentença foi proferida na sexta-feira (26) pela juíza Inah de Lemos e Silva Machado, da 19ª Vara do Foro Central Cível de São Paulo.

A indenização é pelos ataques machistas proferidos por Bolsonaro quando disse que a jornalista “queria dar o furo a qualquer preço” contra ele.

No Twitter, Patrícia afirmou que a decisão “é uma vitória para todas nós, mulheres”. Ao levar o caso para a Justiça, a jornalista pediu uma indenização maior, de R$ 50 mil, porém, a juíza entendeu que o valor era excessivo e determinou o pagamento de R$ 20 mil. Cabe recurso da decisão.

“Não há se falar em liberdade de expressão ou de pensamento, pois não é ilimitada, devendo observar o direito alheio, especificamente a intimidade, a honra e a imagem da vítima […] A abusividade no direito de expressão acarreta o dever de indenizar. Tal assertiva decorre, sobretudo, da premissa de que ainda que haja uma inicial e momentânea preferência do direito à liberdade de expressão, isso não implica afirmar se reste absoluto e imune à responsabilização por excessos no seu exercício”, diz a juíza na decisão.

O presidente fez o comentário de cunho sexual em 18 de fevereiro do ano passado, na porta do Palácio da Alvorada.

Naquela semana, a jornalista foi citada no depoimento da CPI das Fake News, quando foi atacada por Hans River, ex-funcionário da empresa acusada de ter disparado mensagens em massa pelo Whatsapp durante as eleições de 2018. No seu depoimento, ele a acusou de oferecer sexo em troca de informações.

“No depoimento do Hans River, no final de 2018 para o Ministério Público, ele disse do assédio da jornalista. Ela queria um furo. Ela queria dar o furo a qualquer preço contra mim”, afirmou o presidente.

Após os ataques, a Folha de S. Paulo divulgou uma reportagem com as mensagens de Whatsapp trocadas entre o Hans River e a jornalista, desmentindo o depoimento dado por ele na CPI. O ex-funcionário foi acusado posteriormente de falso testemunho junto à Procuradoria-Geral da República (PGR).

Com informações do Congresso em Foco

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Codajás recebe quase R$ 400 mil em projetos de crédito rural do Governo

Os valores foram destinados para pesca artesanal (R$301.656,85) e agricultura familiar (R$96.288,00), sendo financiados pela Agência de Fomento do Amazonas (Afeam).

7 de maio de 2021

Pacheco escreve a embaixador chinês e fala em ‘relação construtiva’

O presidente do Senado finaliza a carta convidando Yang Wanming para uma visita à Casa Legislativa assim que as condições pandêmicas tornarem o encontro favorável.

7 de maio de 2021

Auxílio Enchente começa a ser pago em Anamã pelo governador Wilson Lima

Operação Enchente leva ajuda humanitária, água potável e ações nas áreas social, de saúde e de fomento aos municípios em Situação de Emergência.

7 de maio de 2021

Gasolina do Cotão dos 24 deputados estaduais enche 300 tanques

No período em que a presença física nas sessões é facultativa, dois dos 24 deputados consumiram gasolina suficiente para ir e voltar sete vezes a Boca do Acre.

7 de maio de 2021

Carlos Almeida não deve ser ouvido pela CPI da Covid no Senado

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

7 de maio de 2021

Vereadores gastam R$ 272 mil com assessoria e divulgação

O vereador campeão nesse gasto foi Ivo Neto (Patriota), que utilizou R$ 19.800 nessas atividades. No entanto, assessoria não evitou que ele apresentasse um projeto repetido.

7 de maio de 2021

Não vai ter ‘pizza’: para 38% dos brasileiros, CPI atingirá objetivos

Segundo levantamento EXAME/IDEIA, 38% acreditam que a CPI vai apontar culpados pelas falhas no combate à pandemia, aumentar o ritmo da vacinação e a elevar valor do auxílio.

7 de maio de 2021

Mourão diz que Pazuello foi ‘risco’ à Saúde e o quer em ‘traje civil’ na CPI

Para o vice-presidente, decisão em colocar o general Pazuello à frente do Ministério foi um risco e que ser general 'da ativa ou reserva' não o impede de ir ao Senado depor.

7 de maio de 2021