fbpx

segunda, 18 de janeiro de 2021

Joana Darc diz que atrito entre Legislativo e Executivo foi causado por Josué

Joana Darc disse ao Portal Real Time1 que espera de Josué Neto que a trégua anunciada por ele ao governador Wilson Lima seja estendida aos colegas da Aleam.

11 de agosto de 2020

Compartilhe

Foto: Divulgação

A deputada estadual, Joana Darc (PL), que é a líder do Governo na Assembleia Legislativa (Aleam), disse que nenhum atrito entre o poder legislativo e o poder executivo foi causado pelo governador Wilson Lima (PSC), mas pelo presidente da Casa, deputado Josué Neto (PRTB).

A declaração foi dada durante pronunciamento na tribuna, nesta terça-feira (11). Joana Darc disse ao Portal RealTime1 que espera de Josué Neto que a trégua anunciada por ele ao governador Wilson Lima seja estendida aos colegas da Aleam.

“Ele precisa ter paz não só com o executivo, mas também com os deputados. Parar de perseguir os deputados e deixá-los executar os trabalhos da melhor forma. Permitir que os deputados façam parte das decisões da Casa de forma democrática” disse a parlamentar.

A deputada estadual também citou como exemplo que tem divergências com o deputado estadual Dermilson Chagas (Podemos), mas nem por isso declara guerra contra os parlamentares.

“Assim deve ser aquele que recebeu o voto de 24 deputados para estar no comando dessa casa. Infelizmente, ou felizmente, não receberá mais. Certamente teremos outro presidente porque ele falhou com os deputados”, afirmou.

Josué Neto segue se recuperando de uma cirurgia de emergência no Hospital Samel. Nesta semana, o parlamentar anunciou o destrancamento da votação de pautas que estão em tramitação na Aleam.

Na próxima quinta-feira (13) será discutida e votada a lei que regula o gás natural no Estado. Dependendo das condições de saúde do parlamentar, a vice-presidente da Aleam, deputada Alessandra Campêlo pode assumir os trabalhos durante a votação.

Para a deputada Joana Darc, o anúncio da retomada das votações é positivo, mas poderia ter sido relizado com mais antecedência.

A deputada disse que, por meio de uma propositura de autoria dela, os deputados não tiveram recesso durante o período de pandemia, no entanto, nenhuma proposta foi aprovada.

“Temos também a Lei de Diretrizes orçamentárias que é super importante para o exercício seguinte. Onde vamos discutir se vamos aprovar o duodécimo para a Defensoria, para os outros órgãos, onde temos que debater de forma ampla as demandas e propostas de cada colega”, disse.

Josué Neto responde

Josué Neto disse ao RealTime1  que todos os deputados estão participando das decisões da casa. O presidente da Casa afirmou que a decisão de liberar 30% do público, durante as atividades da Aleam foi definida em conjunto com os deputados, no dia 6 de agosto de 2020.

“Elaboramos uma nova resolução e a maioria da mesa assinou e agora está em vigência. Imprensa e população podem assistir as reuniões ordinárias de forma presencial. A deputada Joana é uma pessoa boa. É jovem e tem tudo para atingir a maturidade política em breve”, disse.

Volta do público e imprensa

O pequeno expediente iniciou, por volta de 9h45, com a presença registrada de apenas oito parlamentares.

Apesar de registrarem presença na Casa, os deputados Abdala Fraxe (Pode), Saullo Vianna (PSB) e Dra. Mayara (PP) ainda não haviam sido vistos no plenário Ruy Araújo.

Os deputados Sinésio Campos (PT), Álvaro Campêlo (PP) e Serafim Corrêa (PSB) acompanharam os trabalhos de forma virtual, em homeoffice.

Por volta das 10h15 o deputado Carlinhos Bessa (PSC) e Felipe Souza (Patriota) chegaram à sessão, em seguida os demais deputados foram registrando presença.

O acesso da imprensa foi liberado e 30% do público pode ter acesso às galerias. No entanto, a galeria não contou com a presença da população.

Texto: Izaias Godinho

Leia Mais:

Veja mais notícias

Vereadores distribuem refeições na frente de hospitais em Manaus

o vereador Daniel Vasconcelos (PSC) divulgou que esteve, na última sexta-feira e sábado (15 e 16/1) na frente de hospitais da cidade distribuindo refeições.

18 de janeiro de 2021

Caos em Manaus reduz apoio a Bolsonaro a 7% dos perfis do Twitter

O mapeamento dessas interações, feito pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV DAPP). Artistas e influenciadores criticaram Bolsonaro.

18 de janeiro de 2021

Mais de 3 mil pessoas com Covid-19 não devem ser vacinadas

Pacientes com Covid-19, ou sob suspeita, ainda não devem receber o imunizante. Plano de Vacinação no Amazonas vai seguir fases definidas pelo Governo Federal.

18 de janeiro de 2021

Rotta quer instalar gabinete de crise contra a covid-19 em Manaus

O vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta sugeriu a instalação de um gabinete de crise na cidade, durante reunião neste segunda-feira, com o presidente, Jair Bolsonaro.

18 de janeiro de 2021

Dados do TSE podem servir de referência para distribuição de vacinas

Simulação feita pelo RT1 cruzando o percentual de eleitores com a quantidade de doses disponíveis da vacina, estima quantidade de pessoas a serem vacinadas em cada município.

18 de janeiro de 2021

Amazonas tem o desafio de vacinar 240 mil indígenas aldeados

Apenas os indígenas aldeados estão no grupo prioritário da primeira fase do plano de vacinação da Covid-19. Estima-se que mais de 35 mil índios vivem nas cidades.

18 de janeiro de 2021

Vacinas serão guardadas a sete chaves pela PM em contêineres

Assim que as doses desembarcarem na cidade elas serão escoltadas até o destino pela Polícia Federal. Depois a Polícia Militar do Estado do Amazonas vai garantir a segurança.

18 de janeiro de 2021

Goiás é o destino de mais 15 pacientes transferidos do Amazonas

Até o momento já foram transferidos 94 pacientes para outros estados. O estado de saúde dos pacientes é estável e, portanto, permite a locomoção área dos internados.

18 de janeiro de 2021