fbpx

quarta, 20 de janeiro de 2021

Governo anuncia Policlínica para o interior após solicitação de deputada

Governo do Amazonas anunciou que a Policlínica Gilberto Mestrinho, área central, será unidade referência para pacientes vindos de municípios do interior do Estado.

27 de outubro de 2020

Compartilhe

De acordo com Mayara, a marcação de exames e consultas entram na fila do Sisreg (Foto: Divulgação)

Após a solicitação da deputada, Dra. Mayara Pinheiro (Progressistas), para implantação de uma Policlínica de Atenção a Pessoa do Interior, o Governo do Amazonas anunciou que a Policlínica Gilberto Mestrinho, área central, será unidade referência para pacientes vindos de municípios do interior do Estado. A mudança começa a vigorar em novembro.

De acordo com Mayara, a marcação de exames e consultas entram na fila do Sistema Nacional de Regulação (Sisreg) inviabilizando um planejamento de custos com a estadia em Manaus, por não haver uma data precisa para o atendimento.

“As policlínicas na capital são reconhecidamente um sistema exitoso da saúde no nosso Estado, e a ampliação deste direito a nossa população interiorana para consultas, exames e tratamento em Manaus é uma forma prática de atenuar um dos problemas corriqueiros em nossa forma de atender aos pacientes dos municípios mais distantes da capital”, defendeu.

A partir de segunda-feira (26), a Policlínica Gilberto Mestrinho será a unidade referência para atender a população do interior, por meio do Sisreg, que terá acesso a, pelo menos, 19 especialidades. Caso o paciente conclua todo o atendimento na própria policlínica, ele já retornará ao seu município.

Caso haja necessidade de uma especialidade que não está nos serviços oferecidos pela policlínica, o paciente será encaminhado à unidade especializada na rede de Saúde de Manaus, com marcação feita pela Central Única de Regulação e Agendamentos (Cura), conforme explicou a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM).

O trabalho será feito em parceria com os profissionais de saúde aprovados no concurso de 2009, do Corpo de bombeiros, que atuarão no atendimento das especialidades oferecidas.

A mudança atende os critérios solicitados pela parlamentar como a unidade de saúde referência ser, preferencialmente, localizada no Centro de Manaus próximo ao porto, onde chegam a maioria dos pacientes do interior.

Além da redução do tempo de estadia dos usuários na capital, centralizando todos os serviços (consultas, exames e encaminhamentos) em uma única unidade, como deve ocorrer na policlínica Gilberto Mestrinho.

Fonte: assessoria

Leia Mais:

Veja mais notícias

PSOL pede ao STF que proíba medicamentos para “tratamento precoce”

A sigla também pediu que o governo federal pare de divulgar qualquer informação que propague, induza ou incentive o uso de medicamentos sem comprovação.

20 de janeiro de 2021

Distribuição de vacinas no interior atende à quantidade de indígenas

Uma verdadeira operação de "guerra" está sendo montada para a distribuição dos "kits" com vacinas e seringas. Um avião anfíbio seguiu hoje para quatro municípios do Estado.

20 de janeiro de 2021

Pesquisa avalia se Vacina BCG reduz impactos da Covid-19

A vacina é uma das mais utilizadas no mundo para prevenir formas graves da tuberculose na infância. Sendo assim, pode gerar resposta imune contra outras infecções.

20 de janeiro de 2021

Parintins recebe 3.831 doses da vacina abaixo do esperado

A estimativa inicial da Prefeitura de Parintins era receber 4.900 doses da vacina. Porém, o município recebeu apenas 1.069 doses, sendo 514 para vacinação de índios aldeados.

20 de janeiro de 2021

Governo contará com o reforço de mais cinco usinas de oxigênio

Cada usina tem capacidade para produzir 26 m³/hora. O reforço ajudará a suprir a escassez de O2, ocasionado pelo aumento no número de hospitalizações na rede pública.

19 de janeiro de 2021

Bolsonaro ignora caos na saúde e não prioriza vacinação em Manaus

Doses recebidas pelo AM devem ser aplicadas prioritariamente e obrigatoriamente nos indígenas aldeados. Apenas 36% dos profissionais de saúde devem ser imunizados em Manaus.

19 de janeiro de 2021

Em efeito dominó falta de oxigênio hospitalar atinge cidade no Pará

A cidade de Faro (PA), que faz fronteira com Nhamundá (AM), anunciou o colapso do sistema de saúde e registrou seis mortes devido a falta do insumo.

19 de janeiro de 2021

Amazonas não tem previsão de quando receberá novo lote de vacina

Instituto Butantã ainda aguarda a chegada do princípio ativo para a fabricação das doses, o chamado Insumo Farmacêutico Ativo, que é importado da China.

19 de janeiro de 2021