fbpx

quinta, 20 de janeiro de 2022

Gasto de R$ 1,2 milhões na Aleam: Saullo, Joana e Nicolau ficam no pódio

Quinze dos 24 deputados estaduais do Amazonas gastaram um valor acima da cota parlamentar de R$ 44.114,74; fretamento de aeronaves está entre os maiores gastos.

5 de dezembro de 2021

Compartilhe

Saullo, Joana e Nicolau gastaram juntos mais de R$ 250 mil reais do cotão (Foto: Reprodução)

Em outubro, os 24 deputados estaduais do Amazonas gastaram juntos R$ 1.270.024,38, referentes à Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), o ‘cotão’. Os gastos foram divulgados somente nesta semana, no site da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Todos os meses, os parlamentares contam com R$ 44.114,74 de verba para utilizarem com a divulgação de seus trabalhos como legisladores. Entretanto, alguns valores chamam atenção porque destoam bastante do princípio básico da prudência com os gastos do erário público.

Visitar bases e acompanhar o governador no interior custa caro

Saullo Vianna (PTB) foi o deputado que mais gastou. Foram R$ 96.412,26 usados pelo parlamentar.

Do total, Saullo usou R$ 56.850,00 com fretamento de aeronaves para vários municípios como Careiro Castanho, Humaitá, Apuí e Borba. O parlamentar é visto com frequência nas coletivas de imprensa dos assuntos do Executivo.

Joana Darc (PL) também usou boa parte de sua cota e mais um valor do seu saldo para essa finalidade. A parlamentar gastou R$ 92.685, sendo R$ 58.000 apenas com fretamento de aeronave para visitar os municípios de Tefé e Japurá.

Mesmo sem pisar na Assembleia, Nicolau é um dos que mais gasta

O pré-candidato ao Governo do Estado em 2022, deputado Ricardo Nicolau (Solidariedade), é um dos campeões de gastos em outubro. O parlamentar gastou quase R$ 70 mil (R$ 69.311,26).

Boa parte desse valor (R$ 25 mil) foi usado com pesquisas socioeconômicas para a atividade parlamentar. O detalhe é que Nicolau é um dos deputados que raramente é visto nas sessões plenárias da Assembleia, sendo mais participativo de forma online.

Com o quê mais gastaram

Onze, dos 24 deputados, gastaram o valor mais expressivo de suas cotas com a divulgação da atividade parlamentar.

São eles: Cabo Maciel (PL), Álvaro Campêlo (PP), João Luiz (Republicanos), Nejmi Aziz (PSD), Serafim Corrêa (PSB), Therezinha Ruiz (PSDB), Tony Medeiros (PSD) e o presidente da Casa, deputado Roberto Cidade (PV).

E o saldo? Economizar? Para quê?

Com o fim de 2021 cada vez mais perto, os parlamentares não estão muito preocupados em poupar, alguns deixam um valor bem abaixo dos R$ 44.114,74 da cota, em caixa.

Dr. Gomes (PSC) deixou em outubro apenas R$ 416,50 para usar no mês subsequente. Já Fausto Junior (MDB) ficou com R$ 444,54 em caixa.

Enquanto isso, o deputado Serafim Corrêa (PSB) é o mais controlado. ‘Sarafa’ deixou nos cofres da Aleam quase R$ 300 mil (R$294.769,65) de suas cotas anteriores. Além disso o parlamentar foi o que menos gastou em outubro, fazendo o uso de apenas R$ 25.900.

Texto: João Luiz Onety

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Governo mantém sigilo de 100 anos e nega acesso a processo de Pazuello

Pazuello foi ministro da Saúde de setembro de 2020 a março de 2021 e encampou, em sua gestão, várias das posições negacionistas bancadas por Bolsonaro no combate à pandemia.

20 de janeiro de 2022

Eleição ficou mais difícil com novas regras, avaliam advogados

Novas regras, como a que instituiu a cláusula de barreira e a formação de federações, foram tema da segunda parte da série de entrevistas promovidas pela TV RealTime1.

20 de janeiro de 2022

Depois de críticas à aglomeração por testagem, prefeito suspende eventos

David Almeida suspendeu por 30 dias a concessão de permissão e licenças para eventos de qualquer natureza. A decisão não proibiu eventos esportivos que serão analisados.

20 de janeiro de 2022

TSE estuda bloquear Telegram no Brasil para evitar fake news nas eleições

Ao menos 11 países já bloquearam ou ainda bloqueiam a plataforma do Telegram, um deles é a Rússia, país de origem, onde o acesso ficou suspenso entre os anos de 2018 e 2020.

20 de janeiro de 2022

Lewandowski manda Ministério Público fiscalizar pais antivacina

No ofício, Lewandowski diz que os MP´s devem garantir que as medidas necessárias para fiscalizar a vacinação das crianças estão sendo adotadas conforme prevê o ECA.

20 de janeiro de 2022

Pandemia pode suspender concursos da Segurança; TCE-AM analisa pedido

A principal linha de questionamento da representação é que a realização do concurso no cenário de alta de casos de Covid-19 colocará em risco a saúde dos candidatos.

20 de janeiro de 2022

MP-AM quer exoneração de parentes do prefeito e vice de Canutama

A recomendação foi feita após denúncias de suposta prática de nepotismo na nomeação de familiares do prefeito José Torres (PSC) e do seu vice, Raimundo Cordeiro (MDB).

20 de janeiro de 2022

Alexandre Saraiva questiona decisão que liberou madeira apreendida pela PF

Ex-superintendente da PF no Amazonas, delegado Alexandre Saraiva, foi o pivô da queda do então ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Saraiva foi transferido para o Rio.

20 de janeiro de 2022