fbpx

quinta, 06 de maio de 2021

Falastrões da Assembleia irritam colegas com longos discursos

Wilker Barreto, Sinésio Campos e Dermilson Chagas formam o trio de deputados que mais pedem acréscimos de tempo para concluir o raciocínio

8 de abril de 2021

Compartilhe

Enquanto os deputados falam para irritação de Felipe Souza, 17 projetos estão em pauta há duas semanas sem serem votados (Foto: Divulgação)

O deputado Felipe Souza (Patriota) reclamou sobre a demora de alguns colegas durante os pronunciamentos do pequeno expediente. O episódio ocorreu na sessão híbrida, desta quinta-feira (8), da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), ato ao qual ele classificou de falta de respeito às regras do Legislativo.

“Isso é uma falta de respeito com a casa. Uma falta de respeito com os colegas. Todos os outros que se inscreveram também querem falar. O tempo é cinco minutos. Quer falar mais tempo? Fala no grande expediente. Todos temos esse período na casa”, reclamou o deputado.

Embora o deputado Souza tenha negado que a reclamação seja direcionada a algum colega, a situação ocorreu após um discurso de Dermilson Chagas (Podemos) o qual, após o acréscimo de três minutos ao seu tempo, indicou que “queria mais tempo para falar”.

Porém, Álvaro Campelo, que presidia a mesa no momento, recomendou que ele se inscrevesse no grande expediente para completar o raciocínio. Ao contrário do que faz o presidente da Aleam, Roberto Cidade (PV), normalmente mais permissivo para os pedidos de acréscimos de tempo.

Além de Dermilson, Wilker Barreto (Podemos) e Sinésio Campos (PT) formam o trio dos que mais pedem acréscimos. Eles inclusive já chegaram a protagonizar longas trocas de farpas nada propositivas, como na sessão do dia 3 de março, quando deixaram na espera os representantes da Defesa Civil do Amazonas, convidados na data para tratar assuntos relacionados a cheia.

Enquanto os deputados se prendem em longos discursos, 17 projetos se arrastam há duas semanas devido ao adiamento das votações.

O uso da tribuna na ALEAM, de acordo com o Regimento Interno, é dividido da seguinte forma: o pequeno expediente, de 45 minutos divididos em cinco para cada parlamentar; e o grande expediente, com 120 minutos divididos por blocos partidários, com 5 minutos para cada deputado.

Texto: Giovanna Marinho

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Tribunal de Justiça escolhe dois novos desembargadores na terça-feira

O Pleno do TJAM vai escolher entre 15 juízes. Na pauta, também está prevista a remoção de magistrados entre comarcas do interior do Amazonas.

6 de maio de 2021

TCE suspende contrato de R$ 3 mi para locação de carros de luxo em Coari

O contrato previa pagamento superior a R$ 3 milhões. por ano, à empresa Adminsitradora de Bens Good LTDA, que alugaria carros blindados para serem usados na prefeitura.

6 de maio de 2021

Pazuello recebe Onyx após pedir mudança na data para depor na CPI da Covid

O encontro entre os dois não consta na agenda oficial do ministro da Secretaria-Geral da Presidência que, no horário, indicava outra reunião no Palácio do Planalto.

6 de maio de 2021

Tasso quer ouvir Abin sobre guerra química citada pelo presidente

Senador pelo Ceará solicitou a presença de um representante da Agência Nacional de Inteligência para falar sobre guerra química empreendida pela China, segundo o presidente

6 de maio de 2021

PT não chega a acordo sobre ‘embarque’ no governo Wilson Lima

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

6 de maio de 2021

Estado vai pagar R$ 300 às famílias afetadas pela enchente no AM

Cartão Auxílio Estadual vai garantir benefício provisório no valor de R$ 300, em parcela única, a aproximadamente 100 mil famílias atingidas pela cheia dos rios no Amazonas.

6 de maio de 2021

Corrupção colaborou para o caos no sistema de saúde, diz Queiroga

O ministro, Marcelo Queiroga, disse que o desvio de recursos federais para estados e municípios pode ter colaborado para o colapso, mas MS não tem investigações.

6 de maio de 2021

‘Presidente foi irresponsável ao prescrever cloroquina’, diz senador

O senador Otto Alencar, que também é médico, afirmou que a 'ciência não pode se render aos leigos' e espera que o ministro Marcelo Queiroga tenha autonomia.

6 de maio de 2021