fbpx

sábado, 23 de outubro de 2021

‘Estado trabalha por segurança jurídica a donos de imóveis’, diz Wilson Lima

O Governo busca obter a confirmação da veracidade e autenticidade dos títulos emitidos e suas cadeias dominiais até os atuais proprietários dos imóveis.

21 de setembro de 2021

Compartilhe

Governador do Amazonas, Wilson Lima (Foto: Diego Peres/Semcom)

O governador Wilson Lima destacou, nesta terça-feira (21), durante reunião com tabeliães e notariais dos 62 municípios, que o Estado trabalha para dar segurança jurídica aos títulos de imóveis no Amazonas. O encontro, na sede do Governo do Amazonas, na zona oeste, foi realizado para promover um alinhamento entre o Estado, Defensoria Pública e os cartórios. O objetivo é avançar no processo de regularização fundiária com a entrega de títulos definitivos.

Participaram do encontro representantes da Associação dos Notários e Registradores (Anoreg), Defensoria Pública do Estado (DPE-AM), Procuradoria Geral do Estado e servidores da Secretaria de Estado das Cidades e Territórios (SECT).

Por meio da SECT, o Governo do Amazonas busca obter a confirmação da veracidade e autenticidade dos títulos emitidos e suas cadeias dominiais até os atuais proprietários dos imóveis, por meio do programa Título Certo. É realizado um trabalho de análise de títulos definitivos emitidos em anos passados e, quando necessário, correções são solicitadas.

Em alguns casos, há conflitos envolvendo um mesmo imóvel, citou o governador. Ele destacou que a regularização dá dignidade às pessoas. “No momento em que você entrega um título definitivo para alguém, isso é um resgate histórico, dá dignidade àquela pessoa, ela vai poder dormir tranquila sabendo que ela tem a sua propriedade, que ela tem a sua casinha ali e que ninguém vai chegar com uma ordem de despejo”, disse.

“A falta de regularização fundiária é um entrave para o desenvolvimento, ela é um entrave para que a gente possa definitivamente promover essa pacificação no campo e também nas cidades. E a gente sabe especificamente que, no caso do Amazonas, a maioria das cidades e dos bairros, principalmente aqui na capital, foram frutos de ocupações irregulares”, completou o governador Wilson Lima.

No setor primário, a regularização é necessária para que produtores possam obter financiamento e possam receber assistência técnica como a que é oferecida pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam).

Entraves 

Segundo o secretário de Estado da Cidades e Territórios, Ricardo Francisco, 88% dos imóveis do estado do Amazonas são considerados subnormais porque não possuem documento do Registro Geral de Imóveis (RGI).

“Estamos reunidos para que possamos, realmente, dar a eles o Título Certo, que é um projeto grandioso exigido pelo nosso governador Wilson Lima, para que a gente entregue essa documentação já definitivamente registrada no RGI dos cartórios, e aí essas pessoas indubitavelmente sejam não só aquelas que têm a posse, mas aquelas que têm o domínio e a regularidade do imóvel, para que eles possam dar continuidade com segurança jurídica”, disse Ricardo.

A reunião contou com a presença do presidente da Anoreg, David Gomes, e da diretora de Imóveis da Associação, Lilian César Gonçalves.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Após viagens na pandemia e diagnóstico de Covid-19, Assis volta à CMM

Vereador chamava a atenção de pessoas por aglomerações e o não uso de máscara, mas na Pandemia emendou duas viagens seguidas em agosto e voltou pra Manaus com Covid-19.

22 de outubro de 2021

Ex-ministro Esteves Colnago assumirá Secretaria de Tesouro e Orçamento

A nomeação foi confirmada há pouco pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em declaração conjunta ao lado do presidente Jair Bolsonaro.

22 de outubro de 2021

Presidência ou Senado? Sérgio Moro confirma filiação ao Podemos

O ex-juiz deve decidir se concorrerá à Presidência ou ao Senado em breve. A expectativa dentro do partido é que Moro concorra ao Palácio do Planalto.

22 de outubro de 2021

Precatórios: mudanças no teto de gastos, vacinas e Auxílio Brasil

O relator, deputado Hugo Motta, destacou que a aprovação é importante para garantir o Auxílio Brasil, com a previsão de R$ 400 para atender 17 milhões de famílias em 2022.

22 de outubro de 2021

Magistrados do TJAM custaram quase 50 mil em 2020, diz CNJ

Relatório Justiça em Números, produzido pelo Conselho Nacional de Justiça, apresenta números detalhados da atividade dos tribunais brasileiros em 2020.

22 de outubro de 2021

Grupo Samel se posiciona sobre estudo com a proxalutamida

Diretoria do grupo Samel explicou, em direito de resposta obtido na Justiça contra o jornal O Globo, qual papel da empresa na pesquisa com medicamento proxalutamida.

22 de outubro de 2021

Senado aprova PL que prevê repasse de R$ 2 bilhões para Santas Casas

As entidades a serem beneficiadas são aquelas que complementam as operações do SUS, recebendo demandas do sistema público. O texto ainda precisa ser votado na Câmara.

22 de outubro de 2021

Governo pede correção na autorização de empréstimo de R$ 452 milhões

Governo alegou que o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) solicitou garantias mais sólidas para a celebração do contrato entre as partes.

22 de outubro de 2021