fbpx

sexta, 15 de janeiro de 2021

Empresário do ramo de publicidade é questionado pela CPI da Saúde

Sem conseguir o resultado esperado com o depoimento, os deputados ouviram o empresário explicar que o serviço contratado foi sobre Estudo de Comportamento de Público.

5 de agosto de 2020

Compartilhe

Foto: Reprodução

Instaurada para investigar gastos da Saúde no Estado entre os anos 2011 e 2020, a CPI, estranhamente, convocou o empresário do ramo da publicidade Nilio Portela para prestar esclarecimentos sobre a suspeita de triangulação, com fornecedores do Estado.

A suspeita é de que a marketeira Carla Pollake teria sido paga com recursos públicos por serviços pessoais prestados ao governador.

Nilio Portela, sócio da Mene e Portela Ltda, afirmou que sua empresa contratou sim, palestra da consultora Carla Pollake, entre os dias 29 e 31 de janeiro deste ano e que o valor pago pelo serviço foi de R$ 16 mil.

Estudo de comportamento

Sem conseguir o resultado esperado com o depoimento, os deputados ouviram o empresário explicar que o pagamento feito pela empresa dele à pesquisadora Carla Pollake foi por serviços de Estudo de Comportamento de Público em capitais brasileiras para a sua empresa, e não para o governo do Estado.

Nilio Portela afirmou que contratou a pesquisa, apresentada por Carla, porque mostrava as diferenças de padrões entre os brasileiros, considerando as regiões do país, especificando o perfil do amazonense, área de interesse de sua empresa.

A empresa Mene e Portela Ltda presta serviços de publicidade ao governo do Estado.

O deputado estadual Delegado Péricles (PSL), que preside a Comissão, perguntou ao depoente se ele considerava cara a quantia paga à Carla Pollake por apenas três dias de palestra.

Nilio Portela respondeu que as empresas que prestam serviços aos órgãos públicos devem seguir as especificações do Conselho Executivo das Normas-Padrão e, portanto, são obrigadas a ministrar palestras de capacitação e que não considera o valor oneroso.

“Paguei R$16 mil via emissão de nota fiscal. E após esse pagamento, encontrei com ela duas vezes no máximo. Não vejo a senhora Carla há mais de um ano”, disse o depoente.

Palestra na sede do Governo

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB), porém, mostrou uma foto onde Carla Pollake aparece na sede do Governo do Estado, com servidores públicos, após o término de palestras ministradas pela consultora entre os dias 29 a 31 de janeiro, mesma data da contratação feita por Nilio Portela.

“Ela emitiu essa nota, que a secretaria de São Paulo nos repassou, no valor de R$ 16 mil. Pela fotografia e pela data da nota fiscal, a primeira impressão que se tem, antes dos seus esclarecimentos, é que essa nota se refere ao treinamento que ela deu na sede do governo”, disse Serafim.

Nilio, porém, disse que não teve conhecimento da palestra ministrada da sede do Governo e voltou a afirmar que o valor de R$ 16 mil pago por ele foi para um serviço prestado para sua empresa, e não para o governo do Estado.

“Eu não sei dessa palestra. Não sei se foi na mesma data, pois ela não pode estar em dois lugares ao mesmo tempo”, disse.

Próximos depoimentos

O deputado estadual Delegado Péricles afirmou que na próxima segunda-feira (10), Frank Andrey Gomes de Abreu será ouvido na CPI, às 10h. Segundo o deputado, Frank seria o verdadeiro proprietário da empresa Norte Serviços Médicos, que teria recebido cerca de R$ 25 milhões ao longo de quatro governos.

Leia Mais:

Veja mais notícias

Farmácias de Manaus passam a funcionar somente até as 18h

Após esse horário, o funcionamento é exclusivo pelos canais de delivery. O ajuste deve-se ao decreto estadual que estabelece toque de recolher das 19h às 6h.

15 de janeiro de 2021

Em meio à crise de oxigênio, Planalto insiste em realizar o Enem

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

15 de janeiro de 2021

Justiça veta aumento de ‘cotão’ aprovado por deputados

A decisão do magistrado foi assinada pelo juiz de Direito Ronnie Frank. Segundo ele, a Lei de combate à covid-19 limita essas despesas de Estados até dezembro deste ano.

15 de janeiro de 2021

Governo proíbe acesso às escolas estaduais para aplicação do Enem

A decisão consta no Decreto nº 43.283, desta quinta-feira (14). A medida se une a uma série de ações tomadas nos últimos dias pelo governo para o enfrentamento da covid-19.

15 de janeiro de 2021

Confira o horário de funcionamento dos supermercados em Manaus

A partir desta sexta os supermercados funcionarão entre 7h e 18h, inclusive os serviços de delivery. Os supermercados 24 horas também adotarão novo horário de funcionamento.

15 de janeiro de 2021

Feiras funcionam das 6h às 13h. Tablado da Panair das 14 às 17h

O horário está restrito de 6h às 13h até o dia 24 de janeiro, podendo ser prorrogado. O tablado do peixe da Feira da Panair funcionará das 14h às 17h.

15 de janeiro de 2021

Passagens aéreas até 31 de outubro podem ser adiadas sem multa

Quem comprou passagem para o período entre 19 de março de 2020 e 31 de outubro de 2021 poderá adiar a viagem sem pagar multa, cobrada apenas se o consumidor pedir reembolso.

15 de janeiro de 2021

Tjam determina regularização imediata de estoque de oxigênio no AM

Decisão atende a pedido ajuizado pelo Governo do Amazonas. O estado alega ter dificuldades no recebimento do oxigênio medicinal fornecido pela empresa White Martins.

15 de janeiro de 2021