fbpx

quarta, 27 de janeiro de 2021

Empresa recebeu quase R$ 25 milhões ao longo de quatro governos

Embora valores tenham sido pagos à empresa por quatro governantes diferentes, a CPI da Saúde tem se limitado a questionar os repasses efetuados pela atual administração.

24 de julho de 2020

Compartilhe

Foto: Divulgação

Ao longo de quatro governos, a empresa Norte Serviços Médicos recebeu do Estado do Amazonas cerca de R$ 25 milhões. Acusada pelos parlamentares da CPI da Saúde de obter pagamentos superfaturados, os valores começaram a ser entregues à empresa a contar de 2016, época que o Amazonas era administrado por José Melo (PROS).

A empresa continuou a receber faturas milionárias durante os governos de Amazonino Mendes e David Almeida.

Ainda assim, a CPI da Saúde instaurada na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) tem se limitado principalmente a questionar os valores pagos à empresa pelo atual Governo do Estado.

Um levantamento feito no Portal da Transparência o RealTime1 apurou que a primeira quantia entregue à Norte Serviços Médicos, por meio de contratos feitos com a Secretaria de Estado de Saúde, foi no valor de R$ 894 mil, em dezembro de 2016.

Durante o mandato de Melo, a pasta da saúde teve três secretários, sendo eles: Wilson Alecrim, Pedro Elias e Mercedes Gomes de Oliveira.

Ainda na gestão de Melo, de janeiro a abril de 2017, a Norte Serviços Médicos recebeu a soma de R$ 1,1 milhão.

No governo “tampão” de David Almeida, que entrou no lugar de José Melo, a empresa foi beneficiada com cerca de R$ 5 milhões e quem assumiu a Susam foi Wander Alves.

Com a saída de David Almeida, Amazonino Mendes assume o governo em outubro de 2017 e nomeia Francisco Deodato como secretário de Saúde.

De outubro a dezembro de 2017, empresa recebeu R$ 2,8 milhões. Durante a última sessão da Comissão, na última quinta-feira (23), o deputado estadual Delegado Péricles (PSL), afirmou que durante o governo de David Almeida, a empresa recebeu R$ 868 mil.

O parlamentar disse que a quantia foi paga para custear quatro dias de serviços prestados nos municípios de Guajará, Ipixuna e Envira.

O delegado Péricles afirmou que o valor foi pago para a realização de exames de colposcopia e conização nos dias 28 e 29 de julho e nos dias 10 e 11 de agosto.

Estranhamente, o deputado pesselista não cita os valores repassados à empresa durante o governo-tampão de Amazonino Mendes.

9 milhões em 2017

Somente em 2017, durante a transição de três governadores, R$ 9,5 milhões foram pagos à empresa. De fevereiro a dezembro de 2018, no governo de Amazonino Mendes, a empresa recebeu R$ 7,8 milhões do Estado.

Na gestão do governador Wilson Lima (PSC), R$ 6,1 milhões foram entregues à Norte Serviços Médicos, no período entre de fevereiro a dezembro de 2019. Em 2020, a empresa recebeu R$ 1,2 milhão entre os meses de fevereiro a junho.

No governo de Wilson Lima, a pasta da saúde foi administrada por Rodrigo Tobias e Simone Papaiz. Atualmente a Saúde é administrada, interinamente, por Marcellus Campelo.

Convocação à CPI da Saúde

Apesar de apresentar valores expressivos em contratos sem licitação, nenhum representante da Susam, que ocupou a pasta durante o governo de Amazonino Mendes (Pode) foi convocado a prestar depoimentos na CPI da Saúde.

Os parlamentares que compõem a  CPI aprovaram o requerimento 63/20 que solicita a prestação do depoimento de Narelda da Silva Barros, que foi gerente de compras da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), no governo de Wilson Lima;  Edivaldo da Silva, que foi secretário adjunto de atenção especializada do Interior, durante o mandato de David Almeida (Avante).

Além desses nomes, a CPI da saúde convocou Maria de Belém Martins Cavalcante, ex-secretária executiva do fundo estadual de saúde do governo de David Almeida e a presença  do médico João Carlos dos Santos, responsável por exames suspeitos de superfaturamento.

Ao ser questionado sobre a convocação dos titulares da pasta da saúde dos governo anteriores, o presidente da CPI  da Saúde, deputado estadual Delegado Péricles (PSL) afirmou que a CPI chamará qualquer pessoa, independentemente do cargo ocupado por ela, se os parlamentares considerarem o depoimento importante para o esclarecimento de questões relacionadas às frentes de investigação da CPI.

“Sendo assim, sim, os ex-secretários de pastas também podem ser convocados pela comissão para depoimento. Prova disso foi o senhor Rodrigo Tobias, que mesmo após deixar a pasta, foi chamado, assim como outros secretários executivos. Independentemente da época, nossa metodologia será a mesma”, afirmou o deputado.

Empresa tem multifunções

Conforme um site de consultas de CNPJ, a Norte Serviços Médicos presta serviços de enfermagem e lavandaria hospitalar. 

Curiosamente, como atividade secundária, a empresa realiza instalação e manutenção elétrica, coleta de resíduos não-perigosos, transporte de passageiros e locação de automóveis com motorista.

A empresa era administrada por Victor Vicinicius Souto dos Santos, mas foi vendida para Criselidea Bezerra de Moraes.

O deputado estadual delegado Péricles disse que Criselidea se negou a passar dados básicos referentes à empresa que afirma administrar.

“Estamos na programação agora do depoimento do senhor Vitor Souto, o ex-proprietário que repassou a Norte para a atual dona por R$ 5 milhões. Por duas vezes ele deixou de comparecer à CPI e estamos providenciando formas de trazê-lo via condução coercitiva”, disse o parlametar ao RealTime1.

Texto: Izaías Godinho

Leia Mais:

Comissão do impeachment da Aleam discute defesas na próxima semana

Aleam propõe descongelamento de salário de servidores públicos

Interior do Estado é tema de pronunciamentos em sessão da Aleam

Veja mais notícias

População do AM tem acesso a atendimento clínico via ChatBot

Sistema que utiliza inteligência artificial foi desenvolvido em parceria com a Samel Health Tech e Instituto Transire e entrou no ar nesta quarta-feira (27).

27 de janeiro de 2021

Oito municípios do interior já enviaram lista com nomes de vacinados ao TCE

Entregaram relação nominal dos vacinados as Prefeituras de Guajará, Silves, Maués, São Gabriel da Cachoeira, Barreirinha, Novo Aripuanã, Jutaí e Uarini.

27 de janeiro de 2021

Prefeitura cria gabinete para acompanhar vacinação contra Covid em Manaus

Os integrantes da comissão farão a auditoria das listas de vacinação e a apuração das irregularidades cometidas por servidores municipais na execução do plano de imunização.

27 de janeiro de 2021

Amom ainda na ‘briga’ para evitar cancelamento do Enem no Amazonas

O Inep solicita que a aplicação das provas no Amazonas sejam suspensas, até que seja finalizado o estado de calamidade pública. Antes o órgão não queria aceitar o adiamento.

27 de janeiro de 2021

Prefeitura de Manaus pede liberação das vacinas à Justiça

O lote referente à capital amazonense está retido na FVS-AM por ordem da juíza federal Jaiza Fraxe que, dentre algumas determinações, quer mais transparência da Prefeitura.

27 de janeiro de 2021

‘Virus amazonense’ faz deputado petista usar a expressão ‘Globo lixo’

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

27 de janeiro de 2021

Deputados reúnem nesta quarta com Pazuello sobre crise no Amazonas

Parlamentares querem que o Ministério da Saúde ajude na transferência de pacientes de municípios do interior para outros estados. Reunião está marcada para o início da tarde.

27 de janeiro de 2021

Clínicas de Manaus podem ter vacina contra Covid a partir de junho

Associação das Clínicas de Vacina está em negociando com a indiana Bharat Biotech. O objetivo das clínicas privadas não é competir com o SUS, mas complementar a oferta.

27 de janeiro de 2021