fbpx

quarta, 27 de janeiro de 2021

Emenda que destina R$ 50 mi à compra de vacinas contra Covid é aprovada

Os deputados estaduais da Aleam aprovaram a Lei Orçamentária Anual (LOA) que estabelece o direcionamento das receitas do Governo para ano o ano de 2021.

16 de dezembro de 2020

Compartilhe

A Lei Orçamentária Anual (LOA) estabelece o direcionamento das receitas do Governo para 2021 (Foto: RealTime1)

Os deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) aprovaram, nesta quarta-feira (16), a Lei Orçamentária Anual (LOA) que estabelece o direcionamento das receitas do Governo do Estado para ano o ano de 2021.

Dentre as emendas coletivas parlamentares, o deputado estadual Saullo Vianna (PTB), que foi o relator da LOA, destaca a previsão no orçamento do Estado da destinação de R$ 50 milhões para a aquisição da compra de vacinas contra o coronavírus.

A deputada estadual Dra. Mayara Pinheiro (PP) destacou que a proposta inicial era de que fossem destinados R$ 100 milhoes para que o Estado adquirisse a vacina da Pfizer que, segundo ela, é a que está sendo mais difundida mundialmente por ser a mais eficaz no combate à Covid-19.

No entanto, a parlamentar explicou que os deputados optaram por diminuir o valor da emenda para R$ 50 milhões, para que o Estado tenha condições orçamentárias de comprar a vacina e, assim, priorizar a vacinação dos profissionais e às pessoas que estão no grupo de risco.

“Estamos pensando em salvaguardar essas pessoas com essa vacina que tem sido pleiteada mundialmente”, pontou a Dra. Mayara.

Abono Fardamento

Além disso, Saullo Vianna acrescentou a aprovação da destinação de R$ 25 milhões para o abono fardamento dos policiais e bombeiros militares do Amazonas e também disse que R$ 9 milhões estão previstos para a reforma de unidades do Ministério Público do Amazonas (MPAM) em municípios do interior do Estado.

“O relatório foi aprovado por unanimidade por meio de um acordo entre todos os deputados, com destaque a essas emendas”, disse o parlamentar.

Reportagem: Izaías Godinho

Leia Mais:

Veja mais notícias

Comitê solicita que TCE cancele compra de carros de luxo

O valor da compra, R$ 798.970,00, chamou a atenção, principalmente diante do momento inoportuno e das tragédias ocorridas pela falta de leitos e oxigênio nos hospitais.

27 de janeiro de 2021

Oito municípios do interior já enviaram lista com nomes de vacinados ao TCE

Entregaram relação nominal dos vacinados as Prefeituras de Guajará, Silves, Maués, São Gabriel da Cachoeira, Barreirinha, Novo Aripuanã, Jutaí e Uarini.

27 de janeiro de 2021

Prefeitura cria gabinete para acompanhar vacinação contra Covid em Manaus

Os integrantes da comissão farão a auditoria das listas de vacinação e a apuração das irregularidades cometidas por servidores municipais na execução do plano de imunização.

27 de janeiro de 2021

Amom ainda na ‘briga’ para evitar cancelamento do Enem no Amazonas

O Inep solicita que a aplicação das provas no Amazonas sejam suspensas, até que seja finalizado o estado de calamidade pública. Antes o órgão não queria aceitar o adiamento.

27 de janeiro de 2021

Prefeitura de Manaus pede liberação das vacinas à Justiça

O lote referente à capital amazonense está retido na FVS-AM por ordem da juíza federal Jaiza Fraxe que, dentre algumas determinações, quer mais transparência da Prefeitura.

27 de janeiro de 2021

‘Virus amazonense’ faz deputado petista usar a expressão ‘Globo lixo’

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

27 de janeiro de 2021

Deputados reúnem nesta quarta com Pazuello sobre crise no Amazonas

Parlamentares querem que o Ministério da Saúde ajude na transferência de pacientes de municípios do interior para outros estados. Reunião está marcada para o início da tarde.

27 de janeiro de 2021

Clínicas de Manaus podem ter vacina contra Covid a partir de junho

Associação das Clínicas de Vacina está em negociando com a indiana Bharat Biotech. O objetivo das clínicas privadas não é competir com o SUS, mas complementar a oferta.

27 de janeiro de 2021