fbpx

sábado, 28 de maio de 2022

Eduardo Leite renuncia ao governo do RS e diz que continua no PSDB

Eduardo Leite anuncia saída do governo do Rio Grande do Sul, permanência no PSDB, mas não confirma se concorrerá à presidência e gera reações em defesa de João Dória.

28 de março de 2022

Compartilhe

Eduardo Leite foi derrotado por João Dória nas prévias tucanas do ano passado. (Foto: Divulgação/PSDB)

Eleito para o governo do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB) anunciou nesta segunda-feira (8) a renúncia ao cargo e confirma a permanência no PSDB. O agora ex-governador gaúcho recusou o convite do PSD para concorrer à presidência da República pela legenda.

O movimento de Eduardo Leite coloca em suspense as prévias do PSDB do ano passado, entre ele, o governador de São Paulo, João Dória, e o ex-prefeito de Manaus, Arthur Neto, com a vitória para Dória. Leite não confirma se vai concorrer à presidência, à revelia das prévias.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o dia 2 de abril encerra o prazo de desincompatibilização de candidatos à Presidência. Por força de lei, governadores, magistrados, secretários estaduais, ministros e demais donos de mandato eletivo devem deixar suas funções para que possam concorrer a outros cargos.

A possibilidade de Eduardo Leite não considerar as prévias do PSDB não agradou alguns nomes entre os tucanos. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso postou na internet texto em defesa do pleito do partido no ano passado.

“As prévias do PSDB foram realizadas democraticamente. Assim sendo, penso que devem ser respeitadas”, publicou o ex-presidente em seu perfil no Twitter.

O próprio governador de São Paulo, João Dória, já se manifestou contra a possiblidade de haver outra candidatura tucana à presidência, o que ele chamou de “golpe”.

Da Redação com informações da CNN

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Instituto Datafolha aponta que eleitores confiam na urna eletrônica

Pesquisa divulgada neste sábado (28), aponta que 73% dos eleitores confiam nas urnas eletrônicas usadas nas eleições do país. Enquanto 24% disseram não confiar.

28 de maio de 2022

Senado acompanhará investigação da morte de Genivaldo em ato policial

Senadores querem acompanhar as medidas adotadas pelas autoridades nas investigações sobre a morte de Genivaldo de Jesus, ocorrida durante ação da Polícia Rodoviária Federal.

28 de maio de 2022

Com Bolsonaro, Marcha para Jesus acontece hoje em Manaus

Presidente desembarca pela manhã no aeroporto Eduardo Gomes, almoça com militares no Comando Militar da Amazônia e depois encontra com religiosos na Marcha para Jesus.

28 de maio de 2022

Número de eleitores entre jovens e mulheres cresce no Amazonas

O analista político Helso do Carmo, afirmou ao RealTime1 que o crescimento no número de eleitores já é aguardado e que, apesar de pequeno, deverá alterar o cálculo das vagas.

28 de maio de 2022

Edson Fachin diz que acatar resultado da eleições é inegociável

Em várias ocasiões, o presidente Jair Bolsonaro deu a entender que não aceitará outro resultado que não seja a sua vitória em outubro deste ano.

27 de maio de 2022

Terra Yanomami demarcada há 30 anos vê crescimento de garimpo

Bolsonaro é um defensor da mineração em terras indígenas, apesar da visível destruição e dos problemas que o garimpo ilegal leva para essas áreas socioambientais protegidas.

27 de maio de 2022

Radicalização explica revés de Bolsonaro no Datafolha, diz Lira

Pesquisa Datafolha divulgada nessa quinta-feira (26) mostra que Lula lidera a disputa presidencial com 48% das intenções de voto no primeiro turno, ante 27% de Bolsonaro.

27 de maio de 2022

Ex-militante defende que esquerda deve apostar na rebeldia de jovens

O advogado George Tasso avalia que hoje "falta formação política nas bases da educação e do trabalho para a esquerda avançar pelas ruas de Manaus e reconquistar espaço".

27 de maio de 2022