fbpx

quinta, 26 de maio de 2022

Diretor da Abin ataca Supremo Tribunal: “Estão violando a Constituição”

Amigo da família Bolsonaro e pré-candidato, Alexandre Ramagem também criticou Sergio Moro: "Gatinho mimadinho". O STF chegou a impedir a posse de Ramagem no comando da PF.

13 de março de 2022

Compartilhe

Ramagem também centrou ataques em Sergio Moro, ex-ministro de Bolsonaro que hoje tenta substituí-lo no Planalto (Foto: Divulgação)

O diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Alexandre Ramagem, afirmou neste sábado (12/3) que o STF desrespeita a Constituição e busca o absolutismo. Ramagem também disse que o ex-ministro da Justiça Sergio Moro foi um “gatinho mimadinho” à frente da pasta. Amigo dos Bolsonaro, Ramagem se lançará à Câmara pelo PL, partido do presidente.

Em entrevista a um canal de temática policial no YouTube, Alexandre Ramagem acusou a corte de violar a Constituição Federal. Em abril de 2020, Ramagem foi impedido de assumir o comando da PF por uma decisão do Supremo, que temia uma intervenção de Bolsonaro na instituição.

“Eles [ministros do STF] estão violando a nossa própria Constituição, o princípio de separação de Poderes e o princípio republicano. Parece que estão resgatando o absolutismo, a época em que o monarca era o Estado, eram as leis, e tudo podia”, disse, complementando:

“Está havendo um atropelo de regras e de direitos”, afirmou, usando em seguida o termo “magistocracia”, o que seria um governo dos juízes, para se referir ao Supremo.

Ramagem também centrou ataques em Sergio Moro, ex-ministro de Bolsonaro que hoje tenta substituí-lo no Planalto.

“O Moro no Ministério da Justiça primeiro parecia um grande acerto, uma grande esperança. Depois acabou sendo uma grande decepção. Depois o que se viu foi uma grande traição, uma deliberada traição”, afirmou.

Ramagem analisou as trajetórias de Moro e Paulo Guedes, ministro da Economia, que eram tidos como “superministros” no início da gestão Bolsonaro. Segundo o chefe da Abin, Guedes “está ali guerreando, sabendo da arena política”. Moro, por outro lado, “deu para trás quando foi contrariado no ambiente político”. Ramagem seguiu, em referência a Guedes e Moro:

“O presidente precisava de dois leões grandes ali. Um [Guedes] se mostrou leão, o outro se mostrou o quê? Um gatinho mimadinho, que não pode ser contrariado [Moro]”. Em outro trecho, Ramagem aventou as razões do ex-juiz da Lava Jato: “Não sei se é vaidade, não sei se não sabe ser contrariado… Uma decepção”. “Uma falta de consciência de si próprio”, continuou.

Da Redação, com informações do Metrópoles

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Pacheco quer ouvir governadores antes de votar projeto que limita ICMS

Temendo perdas de arrecadação, Estados prometem pressionar senadores e até mesmo ir ao STF para barrar a proposta que define teto de 17% para ICMS de combustíveis e energia.

26 de maio de 2022

‘Ele foi covarde e pequeno como sempre é’, diz Marcelo sobre Lira

Marcelo Ramos afirmou que sua saída do cargo de vice-presidente da Câmara foi uma questão política motivada pela ira de Bolsonaro e subserviência de Arthur Lira.

26 de maio de 2022

Bolsonaro planeja mais R$ 1,2 bi para trator e ignora famílias carentes

Ministério da Cidadania comprou 247 tratores e outras máquinas agrícolas usando recursos que deveriam ser direcionados para mitigar impacto da pandemia em comunidades pobres.

26 de maio de 2022

Roberto Jefferson usa estrutura do PTB para atacar STF, dizem ex-dirigentes

Parlamentares dizem que Roberto Jefferson utiliza pessoas da estrutura partidária "para proferir xingamentos a ministros e realizar manifestações em frente ao Supremo".

26 de maio de 2022

Senado aprova MP que altera incentivos para indústrias químicas

Aprovação da medida provisória teve a relatoria do senador Eduardo Braga (MDB-AM), que aperfeiçoou o regime tributário cobrando contrapartidas do setor.

26 de maio de 2022

‘Não desisti, mas está muito difícil’, diz Plínio sobre candidatura ao Governo

O senador Plínio Valério (PSDB) afirmou que nos próximos dias deve tomar a decisão final se premanece como pré-candidato ao Governo do Amazonas até as convenções partidárias.

26 de maio de 2022

TSE aprova federação entre PSDB e Cidadania; partidos ficam juntos por 4 anos

Criado para salvar partidos pequenos, a federação pode facilitar a eleição de quadros a cargos proporcionais, como é o caso dos deputados federais.

26 de maio de 2022

Câmara pode votar sobre venda direta de etanol aos postos de combustíveis

A Medida Provisória 1100/22 faz ajustes na tributação da comercialização de etanol para viabilizar a venda direta do combustível dos produtores ao varejo.

26 de maio de 2022