fbpx

sexta, 25 de junho de 2021

‘Devemos muito a CoronaVac’, diz presidente da Anvisa

Antônio Barra Torres incluiu a avaliação sobre a qualidade da vacina CoronaVac no rol das divergências que ele tem em relação as posturas de Jair Bolsonaro.

11 de maio de 2021

Compartilhe

A CoronaVac é produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac (Foto: Reprodução)

O presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Antônio Barra Torres, afirmou, nesta terça-feira (11), durante depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, que o Brasil deve muito a CoronaVac, vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

Ele deu essa declaração ao responder uma pergunta do senador Randolfe Rodrigues (Rede/AP) sobre as qualidades da vacina que é muito criticada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que já chegou a chamá-la de “vacina chinesa do Doria”, numa referência ao governador de São Paulo, João Doria Júnior (PSDB).

Discussões sobre a Sputinik V

Em outros momentos do depoimento, Barra Torres fez várias considerações para referendar a decisão da Anvisa de reprovar a importação da vacina russa Sputnik V, um tema que passou pelas perguntas de vários senadores na manhã de hoje.

Barra Torres, em resposta ao senador Marcos Rogério (DEM/RO), disse que a Sputnik V não é usada em mais de 60 países, como o desenvolvedor russo afirma. Ele contou que o assessor internacional fez contatos com estes 60 países e destes 24 informaram que não usavam a vacina. Onze sequer responderam.

O presidente da Anvisa disse ainda que das agências regulatórias importantes, congêneres da Anvisa, apenas as do México e da Argentina tem maturidade e reconhecimento internacional.

“A agência do México não forneceu as informações que pedimos alegando contrato de confidencialidade. A da Argentina apresentou uma resposta, em quatro páginas, que não trouxe informações relevantes”, disse Barra Torres.

Ele explicou que o grande problema da Sputnik é, não só o caso do vírus replicante, um adenovírus, que leva parte do coronavírus e induz a criação de anticorpos, mas sim estudos consistentes sobre o efeito da vacina no sistema reprodutivo humano.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Maioria do STF impede convocação de governadores pela CPI da Covid

Os ministros seguem decisão individual da ministra Rosa Weber, que suspendeu as convocações de governadores determinadas pela CPI da Pandemia.

24 de junho de 2021

Por ordem de Alexandre de Moraes, Daniel Silveira é preso novamente

O ministro do STF alega em sua decisão que Daniel Silveira violou mais de 30 vezes as regras da prisão domiciliar que o deputado está cumprindo desde o início do ano.

24 de junho de 2021

Câmara autoriza candidatura de gestor multado por conta irregular

A lei aprovada por 345 favoráveis, 98 contrários e quatro abstenções, libera para concorrer os gestores que foram punidos apenas com multa. A matéria segue para o Senado.

24 de junho de 2021

Irmãos bolsonaristas prometem ‘bomba’ na CPI para derrubar República

Além de revelar que possuem informações quentes do Governo Federal, os irmãos Miranda pediram segurança à CPI após intimidação de Onix Lorenzoni.

24 de junho de 2021

Filipe Martins ganha liminar para ficar calado em depoimento na CPI

Assessor Internacional da Presidência da República será ouvido para esclarecer a presença dele na reunião com representantes da Pfizer, em novembro, para a compra de vacinas.

24 de junho de 2021

Luis Miranda pede prisão de Onyx Lorenzoni e Elcio Franco à CPI

O deputado federal encaminhou um ofício ao presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz, no qual afirma que Onyx e Élcio estariam buscando coagi-lo antes do seu depoimento.

24 de junho de 2021

Hallal: ‘país precisa vacinar mais de 30 milhões em 21 dias de lockdown’

O epidemiologista, que presta depoimento nesta quinta-feira (24), afirmou que só o fechamento radical e vacinação em massa poderiam jogar o número de casos para baixo.

24 de junho de 2021

Em sessão ‘miojo’, deputados criticam política ambiental de Bolsonaro

Serafim Corrêa comemorou a saída do, agora, ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Wilker Barreto usou o tempo de fala para exaltar a ZFM para manutenção da floresta.

24 de junho de 2021