fbpx

sábado, 16 de outubro de 2021

Desembargador derruba decisão que obrigou Braga a deletar publicação

João Simões ordenou a retomada da postagem na rede social do político e o desobrigou de dar direito de resposta e de publicar retratação ao Governo do Amazonas.

20 de setembro de 2021

Compartilhe

A publicação ainda não foi retomada no perfil do senador (Foto: Divulgação)

O desembargador João Simões, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), derrubou decisão de primeiro grau que ordenou o senador Eduardo Braga (MDB) que deletasse uma publicação numa rede social que responsabiliza o Governo do Amazonas pelo aumento do óleo diesel no estado. 

A decisão do desembargador que integra o Tribunal Pleno do TJAM foi emitida no sábado (18). Simões ordenou a retomada da postagem na rede social do político e o desobrigou de dar direito de resposta e de publicar retratação ao Governo. 

Citando uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), o desembargador escreveu que mesmo diante da veiculação de notícias sabidamente falsas, não se pode determinar a retirada do conteúdo se não ficou plenamente provada a intenção de ofender a honra de terceiros.

Pelo fato de o comentário do senador ter base  em matéria publicada em veículo jornalístico, não se pode evidenciar que Braga teve a intenção de veicular notícia falsa. 

“Portanto, a supressão de opinião, ainda mais em medida liminar, afronta o princípio da liberdade de expressão, configurando se uma verdadeira censura, motivo pelo qual a medida deve ser revogada”, decidiu. 

No último dia 10,  o juiz Paulo Fernando de Britto Feitoza da 4° Vara da Fazenda Pública do TJAM entendeu que emedebista teve a intenção de desinformar ao compartilhar um comentário seu em que analisa um projeto de lei que apresentou no Senado para baixar o preço do gás de cozinha.

“Enquanto o Governo do Amazonas autoriza o aumento do ICMS do diesel, o Senado propõe aliviar o bolso do consumidor”. Braga menciona o título de uma matéria do site D24AM: “Governo do Amazonas autoriza aumento do ICMS do diesel”.

O governador Wilson Lima (PSC) reagiu e acusou a postagem do senador de “mentirosa” e “leviana”. Lima disse que não haverá aumento da alíquota do imposto no governo dele.

Nos autos, Paulo Fernando argumenta que a alta do dólar e do barril de petróleo no mercado internacional formaram a “tempestade perfeita” para o aumento dos combustíveis nas refinarias do país.

Segundo os argumentos do juiz, “se houve aumento de preço, este se deve a fatos alheios ao Governo Estadual, como já explicitado, com o aumento da cotação do petróleo e do aumento do dólar, o que impacta na base de cálculo do imposto”.

No entanto, o membro do Pleno não entrou no mérito do aumento dos combustíveis, especificamente, do aumento do óleo diesel, como fez o seu contraparte de primeira instância. 

A reportagem verificou o perfil em uma rede social do senador que ensaia uma candidatura na eleição de 2022, mas não encontrou a postagem ativa novamente.

Texto: Jefferson Ramos

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Luta antiga e futuro incerto: corte no orçamento afeta diretamente a Amazônia

Pesquisadores acreditam que o corte de verbas para C&T acabará sendo direcionado para o agronegócio, que, segundo eles, vem sendo a causa do desmatamento na Amazônia.

15 de outubro de 2021

Jornalistas Alexandre Garcia e Rodrigo Constantino serão citados na CPI

Os dois produziam discurso antivacina em veículos de comunicação e defenderam as teses negacionistas de Jair Bolsonaro durante a crise sanitária.

15 de outubro de 2021

Dia dos Professores: deputados pouco ajudaram educação do Amazonas

Em pleno Dia dos Professores, categoria questiona a falta de diálogo com o poder público e falta de auxílio da Comissão de Educação da Aleam nas demandas dos educadores.

15 de outubro de 2021

Governo destaca ações de 2021 pela valorização dos servidores da Educação

Entre as medidas está o envio de um projeto de lei que visa pagar 14º e 15º salários aos servidores da área. A pauta ainda não tem data para ser votada na Aleam.

15 de outubro de 2021

CPI da Covid: senadores ouvem último depoente na segunda-feira

A CPI ouviria um número maior de convocados, mas nem todos seriam necessariamente ouvidos já que o presidente da CPI, Omar Aziz, decidiu realizar apenas mais uma oitiva.

15 de outubro de 2021

ICMS sobre combustíveis: Rodrigo Pacheco quer ouvir governadores

A Câmara já aprovou o projeto de lei que torna o ICMS invariável frente a variações do preço do combustível. O projeto ainda precisa ser votado pelos senadores.

15 de outubro de 2021

Ministério Público pede anulação de licença do ‘Linhão de Tucuruí’

Ministério Público viu irregularidades no processo de licenciamento ambiental para liberação da obra do 'Linhão' por falta de consulta prévia ao povo Waimiri Atroari.

15 de outubro de 2021

Pesquisadores veem retrocesso de 20 anos após corte de R$ 600 milhões

O RealTime1 ouviu pesquisadores que, ao longo dos anos de carreira dedicados à ciência e tecnologia, estão empenhados em projetos realizados no Amazonas.

15 de outubro de 2021