fbpx

sábado, 23 de janeiro de 2021

Deputados pedem e Aleam adia votação de prorrogação da CPI da Saúde

O adiamento atendeu à solicitação, por falta de quórum, de três dos cinco autores do requerimento que pedia a prorrogação dos trabalhos por mais 60 dias.

16 de setembro de 2020

Compartilhe

Após as discussões, a presidente Alessandra Campêlo decidiu adiar a votação, lembrando que é prerrogativa dos autores retirar qualquer projeto da pauta (Foto: Reprodução)

Atendendo a pedidos de três dos seus cinco autores, o requerimento que pedia a prorrogação por mais 60 dias da CPI da Saúde foi retirado da pauta de votação da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) na manhã desta quarta-feira (16). A sessão foi presidida pela deputada Alessandra Campelo (MDB).

O pedido foi liderado pelo deputado Serafim Corrêa (PSB) e acompanhado pelos parlamentares Dermilson Chagas (PP) e Delegado Péricles (PSL). Ele lembrou que, devido ao último dia de convenções partidárias visando às eleições de novembro, o parlamento estadual estava com um plenário esvaziado, o que poderia prejudicar a discussão. Às 10h, apenas 16 dos 24 deputados estaduais tinham as presenças registradas pela Mesa Diretora.

“Estamos com quórum baixo. Votar essa matéria hoje não fará bem para ninguém. Colocar o requerimento em votação hoje passaria a ideia de que estamos tentando enterrar a CPI. Diante deste quadro, retiro o pedido. Vamos votar amanhã, quando teremos um quórum mais elevado”, defendeu Serafim.

Em seguida, a líder do governo na Assembleia, deputada Joana Darc (PL), defendeu a manutenção da votação. Ela argumentou que o pedido para que a matéria fosse votada nesta quarta-feira foi feito pelo próprio deputado Serafim. Da base do governador Wilson Lima (PSC), o deputado Dr. Gomes (PRP), que também é um dos membros da Comissão, acompanhou a colega.

“Não tem problema nenhum votar hoje. [A votação] foi um pedido do deputado Serafim, que estava preocupado com relação ao prazo. Votar hoje ou amanhã não vai fazer diferença”, argumentou.

Da tribuna, Dermilson Chagas foi veemente na defesa do adiamento da votação. Em seu discurso ele chamou a Casa Legislativa de “puxadinho do Governo” e lembrou que a comissão nem sequer elaborou o relatório final das investigações.

“Querem enterrar a CPI. A CPI não preparou o relatório final, que é de interesse da sociedade. Se a base do governo enterrar a CPI, vai enterrar também a esperança do povo. A sociedade não ganha nada enterrando a CPI”, afirmou.

Já o deputado Belarmino Lins (PROS), contrariando os colegas da base, também defendeu o adiamento da votação.

“Os próprios membros da Comissão não estão presentes. É importante que eles estejam presentes porque depois vão dizer que a base se aproveitou da ausência dos membros para enterrar a CPI. Temos que dar oportunidade para que os membros da Comissão deem sustentação ao pedido de prorrogação”, defendeu.

Após as discussões, a presidente Alessandra Campelo decidiu adiar a votação, lembrando que é prerrogativa dos autores retirar qualquer projeto da pauta. Ela, no entanto, não garantiu que a votação irá acontecer nesta quinta-feira (16), como foi sugerido por Serafim Corrêa.

“Sobre a votação ser realizada amanhã, vai depender do quórum”, finalizou a deputada.

Reportagem: Lucas Raposo

Veja mais notícias

AM vai receber mais 132. 500 doses de vacina, afirma Wilson Lima

Ele ainda ressaltou que os imunizantes serão destinadas, prioritariamente, aos idosos acima de 75 anos e profissionais da linha de frente no combate à Covid-19 .

23 de janeiro de 2021

PGR pede que o STF apure conduta de ministro em relação a Manaus

Após analisar as informações, apresentadas em ofício de quase 200 páginas, e atento à situação calamitosa de Manaus, o procurador-geral vai apurar os fatos.

23 de janeiro de 2021

Lista de vacinados será disponibilizada na segunda, às 9h, diz TCE

Técnicos do Tribunal estão cruzando os dados dos vacinados da lista enviada com a folha de pagamento e com os dados da Receita Federal dos respectivos servidores e locações.

23 de janeiro de 2021

Governador endurece medidas de restrição e descarta lockdown

A partir de segunda, Manaus tem horários mais rígidos para funcionamento de comércio e serviços essenciais, além de restrição de circulação de pessoas para conter a pandemia.

23 de janeiro de 2021

Após apertar cerco pela transparência, juíza manda recado pelo twitter

"Se o seu nome consta em alguma lista oficial e você não estava na fila 1 do Ministério da Saúde e cometeu atos ilícitos, você pode ser responsabilizado por cada morte".

23 de janeiro de 2021

Amom quer que David antecipe o “Auxílio Manauara”, para fevereiro

“Auxílio Manauara” foi uma promessa de campanha do atual prefeito de Manaus. A ajuda de R$ 200 serviria para diminuir os impactos causados com o fechamento de comércios.

23 de janeiro de 2021

Supermercados não estão fechados, alerta Governo do Amazonas

O Governo do Amazonas esclarece que não há nenhuma decisão sobre fechamento de supermercados na cidade de Manaus e alerta sobre fake news.

23 de janeiro de 2021

Governo decreta luto de três dias pela morte de Rosemary Costa Pinto

A diretora presidente da Fundação Vigilância e Saúde do Amazonas (FVS-AM) perdeu a batalha para a covid-19. O falecimento da epidemiologista causou comoção na internet.

23 de janeiro de 2021