fbpx

segunda, 08 de agosto de 2022

Covid: Amazonas quer prorrogar calamidade pública até 30 de dezembro

O Governo afirma que, apesar do avanço da vacinação, a crise provocada pela pandemia de Covid-19 continua afetando o sistema de promoção de saúde pública.

5 de outubro de 2021

Compartilhe

Se aprovado pelos deputados, estado de calamidade pública se estenderá até dia 30 de dezembro (Foto: Reprodução)

O Governo do Amazonas submeteu à Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) a prorrogação do estado de calamidade pública devido à Covid-19 por mais 90 dias, a contar do dia 30 de setembro. Em junho, o chefe do Executivo Estadual havia solicitado um prazo de 180 dias, no entanto, a duração foi rejeitada pela Casa.

A mensagem afirma que, apesar do avanço da vacinação, a crise provocada pela pandemia continua afetando o sistema interfederativo de promoção de saúde pública e, portanto, o aumento do prazo se faz necessário. Na mensagem, o executivo alega que há um momento crítico para as finanças, mas que a prioridade segue sendo a manutenção da saúde.

”O Poder Executivo seguirá priorizando os recursos para a área da saúde e envidando esforços para a redução dos impactos econômicos das medidas adotadas, mesmo em face dos efeitos negativos sobre a atividade econômica e, de consequência, sobre a arrecadação tributária”, diz trecho da mensagem.

O estado de calamidade pública é uma situação anormal em que a capacidade de ação do poder público estadual ou municipal fica seriamente comprometida. Nesse caso, a Constituição permite que o Governo adote uma série de medidas excepcionais, como parcelar dívidas, atrasar execução de gastos obrigatórios e antecipar recebimento de receitas.

No dia 18 de março de 2020, o Congresso aprovou o Estado de Calamidade Pública por conta da pandemia do novo coronavírus.

O tema ainda precisa ser votado e aprovado pelos deputados.

Texto: João Luiz Onety

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Wilson Lima se reúne com agricultores no Ramal do Brasileirinho

Governador conversou com cerca de 1 mil agricultores do ramal do Brasileirinho, na zona rural de Manaus, onde ouviu demandas do setor primário do Estado.

7 de agosto de 2022

Multidão invade ruas de Maués em apoio à comitiva do PSD e aliados

A comitiva percorreu ruas do município e foi seguida por uma multidão de apoiadores que prestigiaram o lançamento da candidatura de Sidney Leite à reeleição na Câmara.

7 de agosto de 2022

Bolsonaro paga R$ 89 milhões em campanhas que elogiam sua gestão

Três campanhas institucionais são as mais caras pagas pelo Governo Bolsonaro. 60% do valor gasto até o momento é com ênfase nas redes sociais.

7 de agosto de 2022

Campanha de Lula quer Petrobras fora de privatização e ações da Eletrobras

Proposta da campanha de Lula inclui ainda a fusão da Petrobras com a Eletrobras criando uma estatal da energia. Assessores veem erros nas privatizações de Bolsonaro.

7 de agosto de 2022

Ambev pode sair do Amazonas e causar desemprego, alerta senador

Omar Aziz alertou que decretos de redução do IPI de concentrados ameaçam empregos em Maués, pois a Ambev, que compra guaraná do município; pode sair do Amazonas.

7 de agosto de 2022

Michelle Bolsonaro diz em culto que Planalto já foi ‘consagrado a demônios’

Michelle Bolsonaro reforça aspecto evangélico da campanha de Bolsonaro e tenta diminuir rejeição do presidente junto ao eleitorado das mulheres.

7 de agosto de 2022

1º debate com candidatos ao Governo do AM acontece neste domingo

Band Amazonas mantém tradição com debate e com o formato, anunciando o fim do botão de tempo que era administrado pelos próprios candidatos.

7 de agosto de 2022

Mais de 23 milhões de eleitores estão aptos a votar voluntariamente

A Constituição Federal estabelece o voto facultativo, ou seja, opcional, para os jovens de 16 e 17 anos de idade; pessoas com 70 anos ou mais e também para analfabetos.

7 de agosto de 2022