fbpx

sexta, 23 de julho de 2021

Coronel recebeu e-mail da Precisa Medicamentos em conta particular

Troca de mensagens entre entidades privadas e servidores públicos não pode ser feita fora dos canais oficiais do órgão ao qual eles estão ligados.

7 de julho de 2021

Compartilhe

Ministério da Saúde foi militarizado durante a gestão do ex-ministro Eduardo Pazuello (Foto: Reprodução)

Documentos entregues à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, nesta quarta-feira (7), mostram e-mails trocados entre funcionários da Precisa Medicamentos, empresa que fazia a intermediação da venda de 20 milhões de doses de vacinas Covaxin, e servidores do Ministério da Saúde, incluindo um coronel colocado na pasta pelo ex-ministro Eduardo Pazuello.

Em ao menos duas correspondências, datadas dos dias 16 e 18 de março de 2021, há informações sobre autorização para importação da vacina Covaxin, produzida pela farmacêutica indiana Bharat Biotech, que foram enviadas para o endereço eletrônico pessoal do coordenador-geral de Planejamento do Ministério da Saúde, coronel Cleverson Boechat Tinoco Ponciano.

Nomeado em 3 de fevereiro para a subsecretaria de Planejamento e Orçamento da Secretaria-Executiva, Boechat foi copiado nas mensagens com uma conta que não pertence ao domínio do governo federal (@saude.gov.br), mas sim à sua conta pessoal, terminada em @terra.com.br.

Para o advogado e diretor do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro, Ronaldo Lemos, o uso de e-mail particular por servidor público é uma infração da Política Nacional de Segurança da Informação, que se aplica a todos os órgãos da administração pública federal.

No artigo terceiro deste decreto, há uma disposição que afirma ser “dever dos órgãos, das entidades e dos agentes públicos de garantir o sigilo das informações imprescindíveis à segurança da sociedade e do Estado e a inviolabilidade da intimidade da vida privada, da honra e da imagem das pessoas”.

Com informações do Congresso em Foco

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Wilson Lima quer ‘transformar Amazonas’ com 13 projetos do Educa+

Abrangendo 13 projetos, o Educa+ busca transformar a educação em todos os 62 municípios com o intuito de formar estudantes com pensamentos mais críticos.

23 de julho de 2021

E-mails da Saúde atestam que Manaus serviu como ‘cobaia’ na pandemia

Documentos encaminhados a CPI da Covid mostram que Ministério mandou 11 médicos para Manaus no auge da segunda onda com a missão de disseminar uso do tratamento precoce.

23 de julho de 2021

Joice Hasselman é agredida e recebe solidariedade da bancada feminina

Deputada federal por São Paulo revelou que sofreu um possível 'atentado' enquanto assistia séries de televisão na sala do apartamento funcional onde mora em Brasília.

23 de julho de 2021

Criação de leis relacionadas à pandemia não foi prioridade na Aleam

Mesmo com 12% dos projetos de lei apresentados pelos deputados estaduais tratando de temas relacionados à pandemia, apenas seis deles foram transformados em Lei.

22 de julho de 2021

Flávio Bolsonaro é vacinado no Rio e agradece ao pai ‘negacionista’

Após publicar, em janeiro, post em rede social dizendo que não se vacinaria, filho do presidente foi, nesta quinta-feira, a um posto de saúde e recebeu a dose da AstraZeneca.

22 de julho de 2021

Parceria entre Governo e Infraero vai modernizar aeródromos do AM

Há 13 aeródromos em oito calhas do Amazonas. Haverá a execução de projetos, captação de recursos e fiscalização de obras aeroportuárias no Estado.

22 de julho de 2021

Tenente do Exército fala em ‘meter fogo’ em índios isolados no AM

"Vocês têm de cuidar dos índios isolados, porque senão eu vou, junto com os marubos, meter fogo nos isolados”, disse Henry, durante reunião na aldeia Paulinho.

22 de julho de 2021

Guedes: Onyx e Nogueira melhoram laços de Bolsonaro com Senado

O anúncio dos nomes de Lorenzoni e Nogueira para comandar as duas pastas foi feito nesta quinta-feira pelo presidente Jair Bolsonaro.

22 de julho de 2021