fbpx

quinta, 06 de maio de 2021

Comportamento irresponsável no primeiro fim de semana do relaxamento

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

12 de abril de 2021

Compartilhe

O primeiro fim de semana após a flexibilização das normas de prevenção ao coronavírus mostrou que a população não aprendeu nada com os dois traumáticos picos de infecção por Covid-19 pelos quais Manaus passou. O que se viu na cidade foi o desrespeito às medidas de prevenção em diversos lugares. Os bares foram lotados pelos clientes, desrespeitando a norma de ocupação restrita a 50%. O mesmo foi visto em alguns restaurantes. Embarcações saindo da Marina do Davi também não respeitavam as regras de 75% de ocupação para viagens de menos de uma hora e 50% para viagens mais longas, saindo com 100% de ocupação.

___

TERCEIRA ONDA

O comportamento irresponsável antecipa a possibilidade de chegada de uma terceira onda da pandemia em Manaus. A parcela da população já imunizada ainda é muito pequena para amenizar os danos de um novo pico de infecção pelo vírus na cidade. Vários relatos chegaram à coluna dando conta que balneários e flutuantes também foram lotados e estabelecimentos como cafés da manhã nas estradas de saída de Manaus tiveram demanda maior do que sua capacidade de ocupação. Trata-se de um cenário que exige medidas enérgicas, sob pena de enfrentarmos uma nova catástrofe.

___

PUNIÇÃO EXEMPLAR

No evento em que anunciou medidas de estímulo à economia no Estado, na manhã desta segunda-feira, o governador Wilson Lima (PSC), anunciou uma medida enérgica que serve de punição exemplar a um dos locais onde mais houve aglomeração durante o fim de semana: os bares e restaurante da praça central do conjunto Eldorado. O governador anunciou o fechamento por 15 dias dos estabelecimentos daquela área. Wilson Lima deixou claro que a mesma punição poderá ser aplicada a outros locais.

___

FISCALIZAÇÃO INSUFICIENTE

Somente entre sexta-feira (9) e sábado (10), a Central Integrada de Fiscalização (CIF) fechou 15 estabelecimentos, entre bares e festas clandestinas. A fiscalização, contudo, não consegue chegar a todos os lugares, o que seria uma tarefa humanamente impossível. Mesmo tendo sua atividade intensificada e circulando por todas as zonas da cidade, ainda assim é insuficiente. A falta de consciência da população só agrava o cenário.

___

IRRESPONSABILIDADE EMPRESARIAL

Os empresários do setor que mais pressiona o Governo do Estado toda vez que medidas restritivas mais rígidas são tomadas – o setor de bares e restaurantes – também se mostram totalmente desprovidos da noção de responsabilidade. Nesse ponto, a seccional amazonense da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-AM) deveria tomar para si o protagonismo e ajudar a fiscalização oficial, cobrando de seus associados a devida parcela de responsabilidade diante da situação. A ocupação de 50% da capacidade, por exemplo, poderia ser fiscalizada e cobrada pela própria Abrasel.

___

AVIDEZ ESTÚPIDA

Chega até a ser compreensível que a população esteja ávida para voltar à normalidade e que o empresariado esteja igualmente voraz no afã de recuperar as perdas causadas pela pandemia. Se continuarem neste ritmo, entretanto, terão que voltar a ver os estabelecimentos fechados e os cidadãos fadados a permanecerem em casa por não terem onde ir novamente. Trata-se, portanto, de uma avidez burra, que pode nos levar a retroceder mais uma vez e trazer mais sofrimento para a cidade.

___

FOTO POLÊMICA

Causou polêmica uma foto postada pelo deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos), na qual ele e seu filho Filipe, quando ainda era uma criança, seguram fuzis. A postagem recebeu muitas críticas e o deputado chegou a perder seguidores. “Aí Capitão você tá dando mau exemplo a essa criança com essa arma presta atenção”, disse um internauta. Alguns chegaram a concordar com a atitude e elogiar o capitão. As reações negativas, entretanto, foram maioria.

___

NEM SIM NEM NÃO

Em resposta às notícias de que estaria de mudança para outro partido com vistas às eleições de 2022, o empresário Romero Reis (Novo) escreveu um artigo no qual não diz nem que sim, nem que não. Muito pelo contrário. No artigo, o empresário tece inúmeros elogios ao partido Novo e diz que não defende pessoas, mas princípios, valores. E enumera: “Deus, Pátria, Família, Prosperidade Fruto de Trabalho, Livre Mercado, Desburocratização, Enxugamento da Máquina Pública”.

___

TFP

Esses valores, no entanto, não são necessariamente valores do partido Novo e lembram a antiga TFP (Tradição, Família e Propriedade), corrente mais conservadora da história do Brasil, a grande responsável pelo golpe militar de 64, o que não é de se estranhar para um major aposentado do Exército Brasileiro.

___

NOVO PARTIDO

Em momento nenhum do artigo, entretanto, Romero Reis afirma que não trocará de partido, o que é dado como certo, segundo fontes da coluna. A direção regional já teria sinalizado que o partido não terá candidato nem para governador, nem para senador e Romero caminharia de braçada em busca de um novo partido para chamar de seu.

Leia mais sobre Política

Tribunal de Justiça escolhe dois novos desembargadores na terça-feira

O Pleno do TJAM vai escolher entre 15 juízes. Na pauta, também está prevista a remoção de magistrados entre comarcas do interior do Amazonas.

6 de maio de 2021

TCE suspende contrato de R$ 3 mi para locação de carros de luxo em Coari

O contrato previa pagamento superior a R$ 3 milhões. por ano, à empresa Adminsitradora de Bens Good LTDA, que alugaria carros blindados para serem usados na prefeitura.

6 de maio de 2021

Pazuello recebe Onyx após pedir mudança na data para depor na CPI da Covid

O encontro entre os dois não consta na agenda oficial do ministro da Secretaria-Geral da Presidência que, no horário, indicava outra reunião no Palácio do Planalto.

6 de maio de 2021

Tasso quer ouvir Abin sobre guerra química citada pelo presidente

Senador pelo Ceará solicitou a presença de um representante da Agência Nacional de Inteligência para falar sobre guerra química empreendida pela China, segundo o presidente

6 de maio de 2021

PT não chega a acordo sobre ‘embarque’ no governo Wilson Lima

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

6 de maio de 2021

Estado vai pagar R$ 300 às famílias afetadas pela enchente no AM

Cartão Auxílio Estadual vai garantir benefício provisório no valor de R$ 300, em parcela única, a aproximadamente 100 mil famílias atingidas pela cheia dos rios no Amazonas.

6 de maio de 2021

Corrupção colaborou para o caos no sistema de saúde, diz Queiroga

O ministro, Marcelo Queiroga, disse que o desvio de recursos federais para estados e municípios pode ter colaborado para o colapso, mas MS não tem investigações.

6 de maio de 2021

‘Presidente foi irresponsável ao prescrever cloroquina’, diz senador

O senador Otto Alencar, que também é médico, afirmou que a 'ciência não pode se render aos leigos' e espera que o ministro Marcelo Queiroga tenha autonomia.

6 de maio de 2021