fbpx

quinta, 20 de janeiro de 2022

Comissão apoia arquivamento de impeachment do Governo

Na reunião da Comissão, foram contabilizados 10 votos favoráveis ao relatório, um voto contrário e quatro abstenções. Na terça (4), o parecer de admissibilidade, ou não, será lido.

31 de julho de 2020

Compartilhe

Foto: Divulgação

A Comissão Especial de Impeachment aprovou o relatório final, feito pelo deputado estadual Dr. Gomes (PSC), que pede o arquivamento do processo de impedimento do governador Wilson Lima (PSC) e do vice-governador Carlos Almeida (PRTB).

A votação foi realizada pelos membros da Comissão na Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), nesta sexta-feira (31). Na reunião, foram contabilizados 10 votos favoráveis ao relatório, um voto contrário e quatro abstenções.

A Comissão não contabilizou o voto do deputado estadual Sinésio Campos (PT) por problemas de conexão com a internet e do deputado Dermilson Chagas (Pode), que justificou a ausência.

De acordo com a deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB), na próxima terça feira (4), o parecer de admissibilidade, ou não, da denúncia de crime de responsabilidade feita pelo Sindicato dos Médicos será lido em sessão plenária e publicado.

“Quarenta e oito horas depois, o parecer da Comissão vai ser votado e discutido em uma única sessão”, disse a parlamentar.

Acompanhe os votos:

NÃO AO RELATÓRIO – 1
Wilker Barreto (Pode)

SIM AO RELATÓRIO – 10
Cabo Maciel (PL)
Belarmino Lins (PP)
Therezinha Ruiz (PSDB)
Joana Darc (PL)
Roberto Cidade (PV)
Saullo Vianna (PTB)
Dr Gomes (PSC)
Alessandra Campêlo (MDB)
Adjuto Afonso (PDT)
Carlinhos Bessa (PV)

ABSTENÇÃO – 4
Fausto Jr. (PRTB)
Felipe Souza (Patriota)
João Luiz (PRB)
Delegado Péricles(PSL)

AUSENTES – 2

Sinésio Campos (PT)
Dermilson Chagas (Pode)

Texto: Izaías Godinho

Leia Mais:

Dr Gomes inocenta governador e vice e pede arquivamento do processo

Problemas na internet da Aleam adiam oitivas da CPI da Saúde

Base aliada se defende partindo ao ataque contra Sindicato dos Médicos

Leia mais sobre Política

Governo mantém sigilo de 100 anos e nega acesso a processo de Pazuello

Pazuello foi ministro da Saúde de setembro de 2020 a março de 2021 e encampou, em sua gestão, várias das posições negacionistas bancadas por Bolsonaro no combate à pandemia.

20 de janeiro de 2022

Eleição ficou mais difícil com novas regras, avaliam advogados

Novas regras, como a que instituiu a cláusula de barreira e a formação de federações, foram tema da segunda parte da série de entrevistas promovidas pela TV RealTime1.

20 de janeiro de 2022

Depois de críticas à aglomeração por testagem, prefeito suspende eventos

David Almeida suspendeu por 30 dias a concessão de permissão e licenças para eventos de qualquer natureza. A decisão não proibiu eventos esportivos que serão analisados.

20 de janeiro de 2022

TSE estuda bloquear Telegram no Brasil para evitar fake news nas eleições

Ao menos 11 países já bloquearam ou ainda bloqueiam a plataforma do Telegram, um deles é a Rússia, país de origem, onde o acesso ficou suspenso entre os anos de 2018 e 2020.

20 de janeiro de 2022

Lewandowski manda Ministério Público fiscalizar pais antivacina

No ofício, Lewandowski diz que os MP´s devem garantir que as medidas necessárias para fiscalizar a vacinação das crianças estão sendo adotadas conforme prevê o ECA.

20 de janeiro de 2022

Pandemia pode suspender concursos da Segurança; TCE-AM analisa pedido

A principal linha de questionamento da representação é que a realização do concurso no cenário de alta de casos de Covid-19 colocará em risco a saúde dos candidatos.

20 de janeiro de 2022

MP-AM quer exoneração de parentes do prefeito e vice de Canutama

A recomendação foi feita após denúncias de suposta prática de nepotismo na nomeação de familiares do prefeito José Torres (PSC) e do seu vice, Raimundo Cordeiro (MDB).

20 de janeiro de 2022

Alexandre Saraiva questiona decisão que liberou madeira apreendida pela PF

Ex-superintendente da PF no Amazonas, delegado Alexandre Saraiva, foi o pivô da queda do então ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Saraiva foi transferido para o Rio.

20 de janeiro de 2022