fbpx

sábado, 16 de janeiro de 2021

Campanha de imunização contra sarampo é intensificada na Aleam

A vacinação vai muito além da prevenção individual, explica o médico da Aleam, afirmando que ao se vacinar, o indivíduo está ajudando toda a sociedade a diminuir os casos.

13 de setembro de 2020

Compartilhe

A população adulta de 20 a 49 anos tem até o dia 31 de outubro para se vacinar (Foto: Divulgação)

A população adulta de 20 a 49 anos tem até o dia 31 de outubro para se vacinar contra o sarampo, é o que avisa o diretor de Saúde da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), médico Arnoldo Andrade. A imunização faz parte da campanha nacional de vacinação organizada pelo Ministério da Saúde (MS), que foi prorrogada em razão de baixa cobertura vacinal em todo país.

“Por isso, alertamos os servidores da Aleam, nessa faixa etária, da importância de buscarem um posto de saúde e se imunizarem contra o sarampo”, destacou Andrade, explicando que apenas 8,53% do público alvo no Amazonas foi alcançado. A meta é vacinar 95%.

A vacinação vai muito além da prevenção individual, explica o médico da Aleam, afirmando que ao se vacinar, o indivíduo está ajudando toda a sociedade a diminuir os casos de sarampo. Doenças altamente contagiosas e bastante comuns no passado, como sarampo, rubéola e paralisia infantil, por exemplo, praticamente foram erradicadas no Brasil em razão das campanhas de vacinação efetuadas pelos governos. Assim sendo, as vacinas são essenciais para blindar o organismo contra doenças que ameaçam a saúde, em todas a idades.

A Assembleia Legislativa, por meio de sua Diretoria de Saúde, possui um calendário de ações de conscientização e prevenção contra doenças, incluindo campanhas de vacinação nas dependências da Aleam. Anualmente é montado um posto de vacinação, aberto à toda população, para vacina trivalente, que imuniza contra os vírus da gripe Influenza A (H1N1), H3N2 e Influenza B. “Esse ano, em razão das medidas de distanciamento impostas pela pandemia d novo coronavírus, não pudemos realizar essas atividades presenciais”, lamentou o diretor de saúde, solicitando, porém, que os servidores da Casa busquem a rede pública de vacinação e se imunizem contra o sarampo. O servidor que já tiver tido a doença não precisa ser vacinado, visto que o organismo já desenvolveu imunidade à doença.

A doença

Sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal especialmente em crianças pequenas, mas de fácil prevenção por meio da vacina. Os sintomas aparecem apenas de 10 a 14 dias após a infecção, que incluem tosse, coriza, olhos inflamados, dor de garganta, febre e irritação na pelo com manchas vermelhas.  Sua transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas.

Segundo o Ministério da Saúde o país enfrenta dois surtos de sarampo: em Roraima e Amazonas. De acordo com o órgão, até o último dia 1 de agosto foram confirmados 742 casos no Amazonas, e 4.470 permanecem em investigação.

Veja mais notícias

Coari compra usina de oxigênio

A usina terá capacidade para atender o hospital municipal com abastecimento direto e envasar cilindros para unidades de saúde, comunidades interioranas e cidades próximas.

16 de janeiro de 2021

TCE-AM prorroga home office e prazos até o fim de janeiro

A corte considerou a crise no sistema de saúde do Amazonas. A suspensão dos prazos processuais não inclui medidas acautelatórias e eventuais termos de ajustamento de gestão.

16 de janeiro de 2021

Maia critica pedido de intervenção federal na saúde do Amazonas

Delegado Pablo Oliva enviou ofício a Jair Bolsonaro pedindo intervenção federal na pasta pela grave repercussão do caos no sistema de saúde do Amazonas.

16 de janeiro de 2021

Transferência de pacientes obedece protocolo de segurança

Os pacientes são selecionados atendendo a classificação de risco do protocolo de Manchester que estabelece as prioridades de atendimento conforme cada quadro clínico.

16 de janeiro de 2021

Governo do Amazonas tem planejamento para iniciar vacinação

Nos 62 municípios do Amazonas, serão 794 salas de vacinação. Governo estima vacinar na primeira etapa da campanha 1.154.504 pessoas de grupos prioritários em todo o estado.

16 de janeiro de 2021

Parintins tem oxigênio para 10 dias de abstecimento

A Prefeitura recebeu, neste sábado, um tanque que vai garantir 10 dias de abastecimento nos hospitais de Parintins. O município destinou 15 balas de oxigênio para Manacapuru.

16 de janeiro de 2021

Maués fornecerá oxigênio para municípios em crise

A prefeitura anunciou a compra de um equipamento que permitirá envasar oxigênio em cilindros, possibilitando a exportação e distribuição do produto para outros municípios.

16 de janeiro de 2021

Autazes compra cilindros de oxigênio de Porto Velho

O prefeito Andreson Cavalcante adquiriu 70 cilindros de oxigênio para abastecer a rede de saúde de Autazes e também enviou o produto para Nova Olinda do Norte.

16 de janeiro de 2021