fbpx

sábado, 22 de janeiro de 2022

Câmara pode votar nesta quinta projeto de refinanciamento de dívidas

Deputados podem votar um projeto que cria um novo programa de parcelamento de dívidas de micro e pequenas empresas participantes do Simples Nacional, inclusive os MEI´s.

16 de dezembro de 2021

Compartilhe

A sessão do Plenário está marcada para as 9 horas (Foto: Reprodução)

Nesta quinta-feira (16), a Câmara dos Deputados pode votar projetos sobre parcelamento de dívidas, como o Projeto de Lei Complementar (PLP) 46/21, do Senado, que cria um novo programa de parcelamento de dívidas de micro e pequenas empresas participantes do Simples Nacional, inclusive os microempreendedores individuais (MEI) e as empresas em recuperação judicial.

O parcelamento é chamado de Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos no Âmbito do Simples Nacional (Relp), e o contribuinte terá descontos sobre juros, multas e encargos proporcionalmente à queda de faturamento no período de março a dezembro de 2020 em comparação com o período de março a dezembro de 2019.

Parcelamento geral

Para empresas e pessoas físicas não participantes do Simples Nacional, o Projeto de Lei 4728/20, também do Senado, reabre o prazo para devedores do Fisco federal aderirem ao Programa Especial de Regularização Tributária (Pert).

De acordo com o parecer preliminar do deputado André Fufuca (PP-MA), o novo prazo contará da publicação da futura lei até o último dia útil do terceiro mês seguinte e beneficia empresas e pessoas físicas com débitos vencidos até o mês anterior ao de publicação, abrangendo inclusive pessoas jurídicas em recuperação judicial ou falência e as incorporadoras imobiliárias.

Entretanto, durante os 15 anos seguintes à reabertura do Pert, os débitos incluídos no programa não poderão ser objeto de outro parcelamento, exceto a migração para parcelamentos previstos para empresas em recuperação judicial na Lei 10.522/02, sem a possibilidade de cumulação de benefícios.

Para contar com os benefícios, como descontos e parcelamento, o contribuinte deve pagar regularmente as parcelas e as obrigações seguintes depois da adesão.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Prefeito de Manaus, David Almeida, testa positivo para Covid-19

Esta é a segunda vez que David Almeida (Avante) foi diagnosticado com Covid-19. A primeira foi em setembro de 2020, durante a pré-campanha para prefeito de Manaus.

22 de janeiro de 2022

Governo vai enviar doses pediátricas para estados com baixos estoques

Remessa emergencial de vacinas para crianças será enviada a estados com estoques abaixo das 40 mil doses. Segundo o Ministério da Saúde, doze estados estão nessa situação.

22 de janeiro de 2022

‘De novo’: Bolsonaro minimiza números de mortes de crianças por Covid

Bolsonaro voltou a citar remédios sem eficácia comprovada contra o coronavírus e disse que o número de mortes de crianças pela doença foram insignificantes.

22 de janeiro de 2022

Ministério da Saúde prorroga contrato do Programa Mais Médicos em Manaus

O contrato seria encerrado no final deste mês, mas foi prorrogado a pedido da Prefeitura por conta do aumento dos atendimentos por Covid-19 e outras síndromes respiratórias.

22 de janeiro de 2022

Em Manaus, Queiroga defende vacinação mas critica passaporte vacinal

Marcelo Queiroga pediu esforço dos estados para aumentar os níveis de vacinação, mas criticou a adoção do passaporte vacinal ao dizer que o documento não ampliaria os números

22 de janeiro de 2022

Ciro diz que falhas do PT são responsáveis pela vitória de Bolsonaro

Na sua avaliação, os presidentes do PT não diferem de Bolsonaro em suas agendas econômicas, criticadas por não estabelecer políticas de tributação de grandes fortunas.

22 de janeiro de 2022

Enchente 2022: Governo do Estado institui Grupo de Ações Coordenadas

As 27 instituições integrantes do Grupo de Ações Coordenadas utilizarão seus recursos e infraestrutura já existentes para atuação integrada aos demais membros.

22 de janeiro de 2022

Eduardo Bolsonaro e Mário Frias atacam publicamente os irmãos Weintraub

Eduardo Bolsonaro e Mário Frias trocaram farpas nas redes sociais com os irmãos Weintraub, agora ex-aliados do presidente Jair Bolsonaro e que estão de volta ao País.

22 de janeiro de 2022