fbpx

segunda, 08 de agosto de 2022

Bolsonaro insiste na ‘facada encomendada’, sem apresentar provas

Bolsonaro voltou a falar que a facada foi crime encomendado e que Adélio Bispo apenas cumpriu uma missão, durante entrevista concedida para um canal de TV do Nordeste.

7 de janeiro de 2022

Compartilhe

Segundo o presidente, houve um planejamento por parte dos advogados para que Adélio não entregasse quem é o mandante do crime (Foto: Divulgação/ABr)

Após receber alta do hospital por obstrução intestinal, o presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou aos trabalhos nesta quinta-feira (6) e às polêmicas. Em entrevista à TV Nova Nordeste, o presidente voltou a defender a tese de que a facada que sofreu em 2018 foi um crime encomendado por opositores. Sem provas, Bolsonaro disse que Adélio Bispo apenas cumpriu uma missão e que espera a revelação dos mandantes do crime pela Polícia Federal.

Para Bolsonaro, Adélio Bispo, autor da facada, não teria agido sozinho quando o atacou em Juiz de Fora (MG) durante a campanha eleitoral. Ele atacou ainda, na entrevista, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) que, segundo ele, teria atrapalhado as investigações.

Segundo o presidente, houve um planejamento por parte dos advogados para que Adélio não entregasse quem é o mandante do crime. “Três advogados, não são advogados simples, advogados já de certo nome, comparecem em Juiz de Fora em menos de 24 horas. Aqui mesmo na Câmara dos Deputados uma pessoa tentou entrar com documento falso do Adélio para que ele tivesse um álibi. Para comprar uma passagem de avião para Juiz de Fora, é preciso se programar, então esse advogado se programou para, fato, o Adélio tentasse matar, e não fosse linchado. Ele tinha que interferir para ele não abrir o bico”, afirmou.

Dois inquéritos anteriores da própria Polícia Federal descartaram a existência de uma conspiração para matar o presidente e reafirmaram que Adélio Bispo agiu sozinho. A própria maneira de como foi feito o atentado, de forma rudimentar com apenas uma faca, afasta a hipótese de envolvimento de grupos dando suporte para Adélio, conforme relatório do último inquérito da PF sobre o caso.

Ainda assim, o caso foi reaberto e tanto Bolsonaro, quanto seus apoadores têm feito insinuações buscando associar Psol e PT, partidos de oposição, à Adélio Bispo. Também é comum surgirem nas redes sociais narrativas associando Bispo à facções criminosas como o Primeiro Comando da Capital (PCC), o que também já foi descartado pela Polícia Federal.

Com informações do Estadão Conteúdo

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Wilson Lima se reúne com agricultores no Ramal do Brasileirinho

Governador conversou com cerca de 1 mil agricultores do ramal do Brasileirinho, na zona rural de Manaus, onde ouviu demandas do setor primário do Estado.

7 de agosto de 2022

Multidão invade ruas de Maués em apoio à comitiva do PSD e aliados

A comitiva percorreu ruas do município e foi seguida por uma multidão de apoiadores que prestigiaram o lançamento da candidatura de Sidney Leite à reeleição na Câmara.

7 de agosto de 2022

Bolsonaro paga R$ 89 milhões em campanhas que elogiam sua gestão

Três campanhas institucionais são as mais caras pagas pelo Governo Bolsonaro. 60% do valor gasto até o momento é com ênfase nas redes sociais.

7 de agosto de 2022

Campanha de Lula quer Petrobras fora de privatização e ações da Eletrobras

Proposta da campanha de Lula inclui ainda a fusão da Petrobras com a Eletrobras criando uma estatal da energia. Assessores veem erros nas privatizações de Bolsonaro.

7 de agosto de 2022

Ambev pode sair do Amazonas e causar desemprego, alerta senador

Omar Aziz alertou que decretos de redução do IPI de concentrados ameaçam empregos em Maués, pois a Ambev, que compra guaraná do município; pode sair do Amazonas.

7 de agosto de 2022

Michelle Bolsonaro diz em culto que Planalto já foi ‘consagrado a demônios’

Michelle Bolsonaro reforça aspecto evangélico da campanha de Bolsonaro e tenta diminuir rejeição do presidente junto ao eleitorado das mulheres.

7 de agosto de 2022

1º debate com candidatos ao Governo do AM acontece neste domingo

Band Amazonas mantém tradição com debate e com o formato, anunciando o fim do botão de tempo que era administrado pelos próprios candidatos.

7 de agosto de 2022

Mais de 23 milhões de eleitores estão aptos a votar voluntariamente

A Constituição Federal estabelece o voto facultativo, ou seja, opcional, para os jovens de 16 e 17 anos de idade; pessoas com 70 anos ou mais e também para analfabetos.

7 de agosto de 2022