fbpx

quinta, 06 de maio de 2021

Apesar das conversas, Ramos diz que pensar em eleições agora seria ‘covardia’

O vice-presidente da Câmara dos Deputados em Brasília, Marcelo Ramos (PL) se encontrou essa semana com lideranças políticas do estado e não descartou a concorrência ao goveno

31 de março de 2021

Compartilhe

Na Assembleia Legislativa, Ramos teve uma longa conversar com Roberto Cidade, Therezinha Ruiz e Tony Medeiros

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL), avalia que não é a hora de articulação política, apesar das movimentações dele nos últimos dias visitando deputados estaduais e vereadores de Manaus. Presidente do diretorio municipal do PL, ele afirma que é necessário focar no combate à pandemia da Covid-19.

Ramos é um dos citados nas conversas de bastidores como um dos pretendes ao governo do Amazonas. Ele não descarta a possibilidade, mas diz que suas funções em Brasília demandam responsabilidade e por isso seria “uma covardia” pensar em eleições agora.

“O momento é de unir o povo para vacinar a nossa gente, para garantir que a gente volte a ter normalidade. Então minha eleição certamente não está na minha pauta”, enfatizou o deputado.

Ao longo dessa semana, em sua passagem por Manaus, Marcelo teve uma agenda cheia com visitas às casas do legislativo estadual e municipal, passando ainda na posse de Defensores Públicos. Aproveitando a viagem ele se reuniu com lideranças do PL, articulando o nome da irmã, Glena Ramos para a disputa de uma vaga de deputada estadual.

Na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) o parlamentar conversou com o presidente da casa, Roberto Cidade (PV), Tony Medeiros (DEM), Therezinha Ruiz (PSDB) e Wilker Barreto (Progressistas), por longas duas horas. Ainda houve conversas com o presidente do partido Democracia Cristã, Cícero Lima.

O PL é um dos partidos mais cobiçados para alianças porque recebe muitos recursos dos Fundos Partidário e Eleitoral e tem tempo de televisão. Apesar disso, na eleição municipal do ano passado se aliou ao prefeito Arthur Neto para colocar em pé a candidatura do ex-prefeito Alfredo Nascimento, que acabou em sétimo lugar, com 31.676 votos (3,29%).

Em 2018, quando ainda se chamava PR, o partido integrou a coligação que apoiava a reeleição do governador Amazonino Mendes, então no PDT, junto a outros nove partidos: PP, PHS, Solidariedade, PV, PPL, PPS, PRP, PTB e AVANTE. A aliança rendeu como resultado apenas a eleição de Marcelo Ramos. Alfredo Nascimento não conseguiu se eleger senador, assim como Hissa Abraão (PDT).

Texto: Da redação.

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Tribunal de Justiça escolhe dois novos desembargadores na terça-feira

O Pleno do TJAM vai escolher entre 15 juízes. Na pauta, também está prevista a remoção de magistrados entre comarcas do interior do Amazonas.

6 de maio de 2021

TCE suspende contrato de R$ 3 mi para locação de carros de luxo em Coari

O contrato previa pagamento superior a R$ 3 milhões. por ano, à empresa Adminsitradora de Bens Good LTDA, que alugaria carros blindados para serem usados na prefeitura.

6 de maio de 2021

Pazuello recebe Onyx após pedir mudança na data para depor na CPI da Covid

O encontro entre os dois não consta na agenda oficial do ministro da Secretaria-Geral da Presidência que, no horário, indicava outra reunião no Palácio do Planalto.

6 de maio de 2021

Tasso quer ouvir Abin sobre guerra química citada pelo presidente

Senador pelo Ceará solicitou a presença de um representante da Agência Nacional de Inteligência para falar sobre guerra química empreendida pela China, segundo o presidente

6 de maio de 2021

PT não chega a acordo sobre ‘embarque’ no governo Wilson Lima

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

6 de maio de 2021

Estado vai pagar R$ 300 às famílias afetadas pela enchente no AM

Cartão Auxílio Estadual vai garantir benefício provisório no valor de R$ 300, em parcela única, a aproximadamente 100 mil famílias atingidas pela cheia dos rios no Amazonas.

6 de maio de 2021

Corrupção colaborou para o caos no sistema de saúde, diz Queiroga

O ministro, Marcelo Queiroga, disse que o desvio de recursos federais para estados e municípios pode ter colaborado para o colapso, mas MS não tem investigações.

6 de maio de 2021

‘Presidente foi irresponsável ao prescrever cloroquina’, diz senador

O senador Otto Alencar, que também é médico, afirmou que a 'ciência não pode se render aos leigos' e espera que o ministro Marcelo Queiroga tenha autonomia.

6 de maio de 2021