fbpx

terça, 07 de dezembro de 2021

Amom diz sofrer retaliações por cobrar Prefeitura de Manaus

Ao RealTime1, o vereador diz que passou a cobrar a Prefeitura de Manaus desde o episódio dos 'fura-filas' da vacinação contra a Covid-19 e, desde então, é alvo de retaliação.

20 de outubro de 2021

Compartilhe

O vereador Amom Mandel foi um dos mais votados na eleição de 2020 (Foto: Divulgação)

O vereador Amom Mandel (sem partido) falou à TV RealTime1, em entrevista exibida nesta terça-feira (19), sobre as atividades como parlamentar na cidade de Manaus.

Na ocasião, entre os temas abordados, Amom comentou sobre o projeto que pode resultar no aumento da taxa de luz dos manauenses, a costrução de um puxadinho na Câmara Municipal de Manaus (CMM) e também sobre a sua aproximação ao recém-criado União Brasil (partido resultado da fusão entre DEM e PSL).

Amom caminha para candidatura como deputado federal em 2022?

Sobre a possibilidade de disputar as Eleições em 2022 pelo União Brasil, como deputado federal, Amom diz que a sua meta, atualmente, é com os compromissos da última campanha que lhe rendeu o mandato de vereador como um dos mais votados do pleito.

“O meu caminho no União Brasil é comandar a nível estadual a juventude do partido. Eu já comandava a juventude do Podemos, partido anterior, e saí por conta de uma mudança na direção que acabou prejudicando esses projetos de juventude”, explicou o parlamentar.

Amom ressalta que sempre disse que iria para o partido que lhe desse uma maior abertura e condições para desenvolver esse projeto de juventude.

“A única hipótese que eu consideraria em tese qualquer tipo de candidatura seria se eu já tivesse cumprido os compromissos de campanha de 2020. Até então, estou trabalhando para cumprir esses compromissos até o término do mandato”, enfatizou o vereador.

Alvo de retaliações por cobrar e fiscalizar a Prefeitura de Manaus

O parlamentar explica que começou a cobrar a Prefeitura desde janeiro, quando houve o caso dos ‘fura filas’ na campanha de vacinação contra a Covid-19, e desde o início do ano vem sofrendo retaliações por conta disso. Recentemente, além dele, o vereador Rodrigo Guedes (PSC) também passou a sofrer da mesma forma.

O ‘novo e o velho’

Amom comentou, ainda, sobre a posição de Amazonino Mendes, ex-governador, no novo partido o União Brasil. Questionado se Amazonino, de fato, será o candidato do partido nas Eleições de 2022, ele disse acreditar que a é decisão compete a direção nacional do partido e também a estadual, mas que acredita que Amazonino será o candidato.

Atualmente, Amazonino foi anunciado como pré-candidato ao Governo do Amazonas pelo União Brasil. Questionado se se sente confortável em participar de um partido que aposta no velho como o novo. O vereador fez suas considerações.

“Eu me sinto incomodado com partidos que não investem na juventude. Todo partido brasileiro precisa representar todas as classes sociais, tanto a juventude quanto as pessoas mais velhas. Eu me sinto confortável pela abertura que estão dando a mim”, concluiu o parlamentar.

Assista à entrevista completa clicando no vídeo abaixo:

Texto: Isac Sharlon

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Omar critica liberação de garimpo em áreas indígenas no Amazonas

Decisão de liberar projetos de mineração em São Gabriel da Cachoeira foi tomada pelo chefe do GSI, Augusto Heleno, e alvo de críticas do senador Omar Aziz.

6 de dezembro de 2021

Cadastro Nacional vai reunir informações de pessoas condenadas por pedofilia

Os dados serão levantados pelo Conselho Nacional de Justiça. Entre os crimes estão estupro de vulnerável; corrupção de menores; exploração sexual de criança ou adolescentes.

6 de dezembro de 2021

Após tramitação relâmpago, vereadores aprovam Secretaria de Segurança

A criação de 68 cargos para o funcionamento da Segurança Pública gerou críticas dos vereadores Amom Mandel e Rodrigo Guedes. Governistas defenderam a criação dos cargos.

6 de dezembro de 2021

Vitória de Keitton em Coari aumenta poder de fogo dos Pinheiros em 2022

Eleição de Keitton Pinheiro ajuda a 'turbinar' as candidaturas de Adail Pinheiro Filho para deputado federal e de Mayara Pinheiro para permanência da sua vaga na Assembleia.

6 de dezembro de 2021

Absorventes e fundão eleitoral: Congresso analisa vetos de Bolsonaro

Congresso Nacional analisa, nesta terça-feira (7), os vetos do presidente ao fundão eleitoral de R$ 5 bilhões e a distribuição de absorventes para estudantes de baixa renda.

6 de dezembro de 2021

Em novo pacote de projetos de lei, Governo garante pagamento de datas-bases

A reestruturação da Lei 3.510 era esperada há décadas. Com ela, é possível a atualização salarial de vencimento e gratificações. A correção era esperada por 1987 servidores.

6 de dezembro de 2021

Bolsonaro quer Governo Federal decidindo sobre passaporte da vacina

Uma MP assinada por Bolsonaro teria o poder de alterar imediatamente essa lei, interferindo na autonomia de Estados e municípios, mas poderia ser rejeitada pelo Congresso.

6 de dezembro de 2021

General Heleno autoriza avanço de garimpo em áreas preservadas da Amazônia

Ministro Augusto Heleno do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) permitiu sete projetos de pesquisa de ouro em região na fronteira, ato inédito nos últimos dez anos.

6 de dezembro de 2021