fbpx

quarta, 01 de dezembro de 2021

Alessandro Vieira pede investigação de Alcolumbre sobre rachadinha

De acordo com reportagem divulgada na última edição da revista Veja, havia um esquema de contratação de assessorias parlamentares fantasmas no gabinete de Alcolumbre.

30 de outubro de 2021

Compartilhe

Em nota, o senador Davi Alcolumbre negou participação em um esquema de rachadinha em seu gabinete (Foto: Reprodução)

Após denúncia de desvio de R$ 2 milhões, em um suposto um esquema de “rachadinha” no gabinete do presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP), o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) apresentou uma notícia-crime pedindo que o Supremo Tribunal Federal (STF) investigue as acusações.

De acordo com reportagem divulgada na última edição da revista Veja, havia um esquema de contratação de assessorias parlamentares fantasmas no gabinete do senador, em que a maior parte do salário das funcionárias ficava retido. As assessoras tinham previsão de receber entre R$ 4mil e R$ 14mil pagos pelo Congresso Nacional, mas o valor que realmente ficava com elas não passava dos R$ 1,3mil.

Na notícia-crime, o senado solicita ao STF “a imediata apuração dos fatos” e a colheita dos depoimentos das testemunhas, para que se evite a “lenta ou nenhuma apuração de fatos graves envolvendo autoridades”.

“Não se pretende — repise-se — atribuir sumariamente culpa ao senador Davi Alcolumbre, mas apenas levar ao conhecimento desta Corte fatos que, se vierem a ser reputados verdadeiros, merecem a devida e ulterior responsabilização”, destaca o documento.

Em nota, o senador Davi Alcolumbre negou participação em um esquema de rachadinha em seu gabinete e destacou que a matéria é parte de uma campanha difamatória que já havia chegado ao seu conhecimento.

“Nunca, em hipótese alguma, em tempo algum, tratei, procurei, sugeri ou me envolvi nos fatos mencionados, que somente tomei conhecimento agora, por ocasião dessa reportagem. Tomarei as providências necessárias para que as autoridades competentes investiguem os fatos”, declarou Alcolumbre.

Mas na notícia-crime, Alessandro Vieira rebate a alegação de Alcolumbre. “É despiciendo dizer que não pode alegar desconhecimento do que se passa em seu próprio Gabinete – ainda mais considerando-se, segundo o conteúdo veiculado, que as funcionárias ‘fantasmas’ nunca compareceram naquele recinto”.

Do Congresso em Foco

Texto: João Luiz Onety

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

No AM, prefeitura vai gastar R$ 2,6 mi com materiais de expediente e escritório

Duas empresas venceram o processo licitatório e vão receber mais de R$ 2,6 milhões para fornecer materiais de expediente e escritório para a Prefeitura de Boa Vista do Ramos.

1 de dezembro de 2021

Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprova PEC dos Precatórios

A PEC do senador Fernando Bezerra, que já passou pela Câmara dos Deputados, libera espaço fiscal em 2022 para o pagamento do programa social Auxílio Brasil.

1 de dezembro de 2021

Prazo para apresentação de emendas impositivas à LOA encerra hoje

O Governo estima o orçamento para o próximo ano fiscal em pouco mais de R$ 24 bilhões. Os deputados podem dispor de 1,2% da receita corrente líquida para emendas individuais.

1 de dezembro de 2021

Comissão de Educação ignora pedidos do Sinteam e frustra educadores

Sindicato que representa a categoria dos profissionais da Educação diz que a comissão não deu retorno de ofícios protocolados ao longo do ano; reajuste é uma das pautas.

1 de dezembro de 2021

STF mantém foro de Flávio Bolsonaro no caso das rachadinhas

A investigação que atinge o senador foi desidratada por decisões do STJ, que anulou a maior parte das provas colhidas em primeiro grau por considerar o juízo incompetente.

1 de dezembro de 2021

Deputados debatem prática de empinar moto como atividade desportiva

Deputada diz que o 'grau de moto' têm sido muitas vezes reprimido por agentes da polícia e por isso quer transformar a 'acrobacia' em esporte.

1 de dezembro de 2021

Destacando presença de deputados, Bolsonaro oficializa entrada no PL

Durante o evento, o presidente Jair Bolsonaro destacou que a cerimônia foi uma simples filiação ao partido e que não estava “lançando ninguém a cargo nenhum”.

30 de novembro de 2021

Plínio e Marcelo defendem emendas do relator e transparência na aplicação

Senador Plínio Valério e o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, defenderam o instrumento que possibilita liberação de recursos para o Estado e os municípios.

30 de novembro de 2021