fbpx

quinta, 28 de janeiro de 2021

Aleam aprova suspensão de recesso parlamentar que seria em julho

A proposta, do deputado estadual João Luiz (Republicanos), foi apresentada no mês de maio. O recesso parlamentar na Aleam estava previsto para segunda quinzena de julho.

7 de julho de 2020

Compartilhe

Proposta para a suspensão do recesso parlamentar na Aleam foi feita em maio. (Foto: Divulgação/Aleam).

Com 14 votos a favor e oito contra, a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) aprovou, nesta terça-feira (7/7), a suspensão do recesso parlamentar. O recesso parlamentar estava previsto para julho.

A proposta, de autoria do deputado estadual João Luiz (Republicanos), foi apresentada pelo Republicano ainda no mês de maio.

O recesso parlamentar na Aleam estava previsto para iniciar na segunda quinzena de julho com retorno para a primeira semana de agosto.

Os trabalhos presenciais da casa legislativa foram interrompidos no dia 19 de março. “Isto causou prejuízos e a suspensão do recesso impedirá que votações de projetos importantes sejam adiadas para agosto”, justificou o parlamentar.

Na avaliação de João Luiz, a decisão do plenário atende, por exemplo, aos anseios da população amazonense que requer, neste momento, uma atuação mais eficaz e célere por parte do parlamento estadual.

“O recesso no meio do ano seria imprudente, uma vez que o momento exige um esforço concentrado em prol do Estado do Amazonas e, principalmente, da população amazonense”, salientou João Luiz.

“Os trabalhos da Casa Legislativa são essenciais. Devido às circunstâncias impostas pela pandemia, o Poder Legislativo deve, portanto, manter suas atividades para seguir com a tarefa de legislar, transformando em leis as demandas da sociedade, além de cobrar a aplicação de medidas e fiscalizar, de forma permanente, a aplicação dos recursos públicos por parte do Governo e demais órgãos da administração”, concluiu João Luiz.

Leia mais:

Veja mais notícias

Choy diz que a PGM analisa reação jurídica ao pedido de prisão

O procurador-geral do município declarou que a prefeitura de Manaus ainda não teve acesso à representação criminal movida pelo Ministério Público do Amazonas.

28 de janeiro de 2021

Ex-ministro teme que variante possa provocar megaepidemia no Brasil

A afirmação é do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Ele acredita que a megaepidemia possa acontecer em 60 dias devido ao alto grau de transmissibilidade do vírus.

28 de janeiro de 2021

Governo do Estado recebe mais 44.600 doses da Coronavac

Doses devem ser usadas para a vacinação de 15.167 idosos com idade entre 70 e 74 anos e outros 6.013 trabalhadores que atuam na linha de frente do enfrentamento à Covid-19.

28 de janeiro de 2021

Vinte e quatro municípios do AM já receberam vacinas da AstraZeneca

Outros 19 municípios recebem a vacina nesta quinta-feira. A Fundação de Vigilância Sanitária já distribuiu 31.850 doses da AstraZeneca para municípios do interior do estado.

28 de janeiro de 2021

Com oxigênio acabando, Autazes decreta lockdown por seis dias

A medida foi tomada para conter o aumento no número de casos e a possível falta de oxigênio. Autazes tem, atualmente, 32 pacientes internados e 40 em tratamento domiciliar.

28 de janeiro de 2021

Vacina da AstraZeneca está liberada para distribuição em Manaus

Plano apresentado pela prefeitura está de acordo com as diretrizes da Fiocruz e do Ministério da Saúde, segundo despacho da juíza Jaiza Fraxe.

27 de janeiro de 2021

Wilson Lima contradiz Pazuello e diz que avisou sobre falta de oxigênio

Em entrevista à imprensa, governador afirmou que informou ao Ministério da Saúde assim que a White Martins avisou que teria problemas com a falta de oxigênio.

27 de janeiro de 2021

Indignado, David diz que Ministério Público agiu arbitrariamente

Após MPE solicitar à Justiça sua prisão preventiva, o prefeito emitiu nota em que afirmou estar profundamente indignado com a atuação ilegal e arbitrária de membros do MPE.

27 de janeiro de 2021