fbpx

sexta, 23 de julho de 2021

Agência do governo omite que manifestações são contra Bolsonaro

O texto cita os protestos no Rio de Janeiro, Recife, São Paulo e Brasília de forma genérica e sem mencionar em nenhum momento o nome de Bolsonaro.

4 de julho de 2021

Compartilhe

Agência do governo omite que manifestações são contra Bolsonaro. (Foto: Reprodução)

A Agência Brasil, serviço público de notícias do governo federal, omitiu que os protestos que ocorreram sábado (3) em mais de 300 cidades e em sete países são majoritariamente contra o presidente Jair Bolsonaro e a favor do impeachment.

matéria publicada no site cita apenas que os manifestantes são “contra a corrupção e em defesa de uma educação de qualidade e contra os cortes no orçamento federal para o setor em 2021. Os manifestantes também reivindicam auxílio emergencial de R$ 600, mais vacinas e criticam a atuação do governo federal na pandemia de covid-19”, diz trecho da matéria.

O texto cita os protestos no Rio de Janeiro, Recife, São Paulo e Brasília de forma genérica e sem mencionar em nenhum momento o nome de Bolsonaro.

Pela primeira vez, movimentos e partidos ligados à direita participam dos atos. O Movimento Brasil Livre (MBL) e o PSDB, por exemplo, convocaram seus apoiadores a irem para as ruas.

Originalmente previsto para 24 de julho, os protestos foram antecipados para o sábado após a denúncia de que o governo teria pedido propina na compra de vacinas e a apresentação de um “superpedido” de impechment, que foi protocolado na Câmara na quarta-feira (30).

O ato anterior ocorreu no dia 19 de junho, quando o Brasil registrou 500 mil mortes pela Covid-19. As ruas dos 26 Estados e Distrito Federal foram tomadas por milhares de pessoas contra o governo, que cobravam o retorno do auxílio emergencial ao valor de R$ 600, aceleração no calendário de vacinas e valorização da saúde.

Informações do Congresso em Foco

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Auxílios e soluções tributárias foram destaque na Aleam durante a pandemia

Apesar da baixa quantidade de projetos propostos diretamente pelos parlamentares sobre ajuda financeira, a maioria recebeu celeridade na aprovação na Assembleia Legislativa.

23 de julho de 2021

Wilson Lima quer ‘transformar Amazonas’ com 13 projetos do Educa+

Abrangendo 13 projetos, o Educa+ busca transformar a educação em todos os 62 municípios com o intuito de formar estudantes com pensamentos mais críticos.

23 de julho de 2021

E-mails da Saúde atestam que Manaus serviu como ‘cobaia’ na pandemia

Documentos encaminhados a CPI da Covid mostram que Ministério mandou 11 médicos para Manaus no auge da segunda onda com a missão de disseminar uso do tratamento precoce.

23 de julho de 2021

Joice Hasselman é agredida e recebe solidariedade da bancada feminina

Deputada federal por São Paulo revelou que sofreu um possível 'atentado' enquanto assistia séries de televisão na sala do apartamento funcional onde mora em Brasília.

23 de julho de 2021

Criação de leis relacionadas à pandemia não foi prioridade na Aleam

Mesmo com 12% dos projetos de lei apresentados pelos deputados estaduais tratando de temas relacionados à pandemia, apenas seis deles foram transformados em Lei.

22 de julho de 2021

Flávio Bolsonaro é vacinado no Rio e agradece ao pai ‘negacionista’

Após publicar, em janeiro, post em rede social dizendo que não se vacinaria, filho do presidente foi, nesta quinta-feira, a um posto de saúde e recebeu a dose da AstraZeneca.

22 de julho de 2021

Parceria entre Governo e Infraero vai modernizar aeródromos do AM

Há 13 aeródromos em oito calhas do Amazonas. Haverá a execução de projetos, captação de recursos e fiscalização de obras aeroportuárias no Estado.

22 de julho de 2021

Tenente do Exército fala em ‘meter fogo’ em índios isolados no AM

"Vocês têm de cuidar dos índios isolados, porque senão eu vou, junto com os marubos, meter fogo nos isolados”, disse Henry, durante reunião na aldeia Paulinho.

22 de julho de 2021