fbpx

domingo, 01 de agosto de 2021

Acesso a crédito bancário mais fácil: lei dispensa documentos de regularidade

A nova lei estabelece ainda, até o fim do ano, tratamento diferenciado na captação de crédito ofertado com recursos públicos para micro e pequenas empresas.

1 de julho de 2021

Compartilhe

Facilidade alcança cooperativas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões e setores mais atingidos pela pandemia (Foto: Reprodução)

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou a Lei 14.179/21, que estabelece regras para facilitar o acesso ao crédito durante a pandemia de Covid-19. A norma foi publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (1º). Oriunda da Medida Provisória 1028/21, a lei dispensa os bancos públicos e privados de exigirem documentos de regularidade fiscal na hora de o cliente contratar ou renegociar empréstimo, até 31 de dezembro de 2021.

A MP 1028/21 foi aprovada pela Câmara dos Deputados no início do mês, onde foi relatada pelo deputado Ricardo Silva (PSB-SP); em seguida foi aprovada pelo Senado.

Não pode ser cobrado

Entre os documentos que não serão cobrados de empresas e pessoas físicas, estão:

– a comprovação de quitação de tributos federais,
– a certidão negativa de inscrição na dívida ativa da União,
– a certidão de quitação eleitoral,
– a regularidade com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS),
– a regularidade na entrega da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), e
– a comprovação de pagamento do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR) para os tomadores de empréstimo rural.

Também até 31 de dezembro de 2021, os bancos públicos e privados ficarão obrigados a encaminhar à Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil do Ministério da Economia e à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, trimestralmente, a relação das contratações e das renegociações de operações de crédito que envolvam recursos públicos com a indicação, no mínimo, dos beneficiários, dos valores e dos prazos envolvidos.

A nova lei estabelece ainda, até o fim do ano, tratamento diferenciado na captação de crédito ofertado com recursos públicos para micro e pequenas empresas, além de cooperativas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões e aos setores mais atingidos pela pandemia da Covid-19, conforme regulamento a ser editado pelo Poder Executivo.

O governo também deverá regulamentar tratamento diferenciado para aposentados e pensionistas.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Presidente diz que eleição sem voto impresso será ‘farsa’ inaceitável

Presidente Jair Bolsonaro participou, na manhã deste sábado de 'motociata' em Presidente Prudente, criticou a urna eletrônica e ameaçou não aceitar o resultado da eleição.

31 de julho de 2021

Wilson celebra o ritmo da vacinação da população em 53 municípios

Governador Wilson Lima comemorou que o avanço da vacinação permitiu que 53 municípios já tenham vacinado ou estejam vacinando toda a população adulta alvo do PNI.

31 de julho de 2021

Vice do TRE-AM critica Bolsonaro e alerta para ‘clima de guerra’

Desembargador Jorge Lins falou ao RealTime1 sobre as acusações do presidente de eleições fraudadas e o clima de intranquilidade que elas trazem a paz social no País.

31 de julho de 2021

Pazuelo mentiu sobre o TrateCov na CPI, atesta análise do TCU

Conclusão dos técnicos do TCU desmente argumento apresentado pelo ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello à CPI da Covid de que a plataforma teria sido adulterada por hackers.

31 de julho de 2021

PF deve retomar investigação sobre interferência de Bolsonaro

Decisão é do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes. Inquérito apura se o presidente tentou interferir na Polícia Federal, buscando proteger os filhos.

31 de julho de 2021

Bolsonaristas promovem manifestação em apoio ao voto impresso

Grupo Conservador Amazonas espera reunir, neste domingo, na avenida das Torres, apoiadores da proposta defendida pelo presidente em transmissão ao vivo nesta quinta-feira.

31 de julho de 2021

CPI vai analisar 28 requerimentos que envolvem amazonenses

Destaque na lista de requerimentos, está o pedido contra o deputado estadual Fausto Júnior (MDB), a mãe dele, a conselheira do Tribunal de Contas do Estado, Yara Lins.

31 de julho de 2021

MPAM recomenda exoneração de 35 servidores públicos em Itapiranga

A recomendação é dirigida à prefeita, ao presidente da Câmara Municipal e a agentes que detenham a atribuição de nomear e de exonerar ocupantes de cargos comissionados.

30 de julho de 2021