fbpx

segunda, 14 de junho de 2021

‘Queima de arquivo’: recomendação para uso de cloroquina é tirada do ar

Após 337 dias no ar e com CPI acontecendo no Senado, Ministério da Saúde apagou recomendação para uso de cloroquina em casos leves, moderados e graves de Covid-19.

7 de maio de 2021

Compartilhe

Negacionista, o presidente foi um fervoroso defensor do medicamento (Foto: Reprodução)

Durante 337 dias, entre 20 de maio de 2020 e 22 de abril de 2021, o Ministério da Saúde manteve no ar, contra evidências científicas e pedido formal do Conselho Nacional de Saúde, recomendação para uso de cloroquina em casos leves, moderados e graves de Covid-19. O documento foi apagado no portal do ministério ainda às vésperas da instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado. Veja abaixo:

Segundo a reportagem da UOL, o sumiço da recomendação ao uso de cloroquina ocorreu depois de uma reunião na Casa Civil da Presidência e de uma lista de 23 questões sobre o enfrentamento da pandemia a que os ministérios deveriam responder e que, dentre os itens da lista, a promoção do tratamento precoce sem evidência científica também seria abordado.

O documento, que estava designada como uma nota informativa de nº 17/2020, datada do dia 30 de julho do ano passado, foi removida do site do MS no dia 22 de abril deste ano. O link que dava acesso ao documento era acessado a partir deste endereço: https://www.gov.br/saude/pt-br/media/pdf/2021/marco/08/covid-05mar2021-11h37.pdf

Edição da nota informativa

Com o título “Orientações do Ministério da Saúde para o manuseio medicamentoso precoce de pacientes com diagnóstico da Covid-19”, o documento amplia a orientação de prescrição de difosfato de cloroquina e de sulfato de hidroxicloroquina para pacientes grávidas. A nota, de 40 páginas, afirma levar em consideração “a larga experiência” do uso da cloroquina e da hidroxicloroquina no tratamento de outras doenças infecciosas e de doenças crônicas do SUS e a “inexistência, até o momento, de outro tratamento eficaz disponível para a Covid-19”. A administração da cloroquina deveria ser combinada com a do antibiótico azitromicina desde a apresentação de sintomas leves pelos pacientes, recomendava o documento.

 A nota informativa no 17 substituiu outras duas, de números 9 e 11, editadas em 20 de maio e 17 de junho de 2020. Ou seja, foram editadas entre a demissão do então ministro Nelson Teich, no dia 15 de maio, e a posse do general Eduardo Pazuello, em 16 de setembro, período em que Pazuello respondeu interinamente pelo comando do Ministério da Saúde.

As edições também continham orientações semelhantes para o uso de cloroquina. Desde a primeira versão, as notas são acompanhadas por termos de consentimento a serem assinados pelos pacientes. Eles deveriam concordar com o uso dos medicamentos sabendo não haver garantia de resultados positivos contra a Covid-19 e dos riscos de efeitos colaterais.

Ainda de acordo com a reportagem do UOL, o Ministério alegou que a nota foi removida para que houvesse uma atualização, mas não deu prazo para que estivesse liberada para acesso público no site.

Da Redação, com informações do UOL

Leia Mais:

Leia mais sobre a Pandemia

Auxílio estadual para profissionais do turismo vai ser pago em junho

A previsão da Amazonastur é que neste mês saia a primeira parcela de R$ 600 que contemplará, aproximadamente, 13 mil pessoas que trabalham no setor turístico no Estado.

14 de junho de 2021

Não deixe de tomar a 2ª dose da vacina contra Covid; entenda o porquê

Médicos alertam que, sem a dose de reforço, as vacinas Coronavac, AstraZeneca e Pfizer podem perder completamente o poder de imunização.

14 de junho de 2021

Governo e Prefeitura fazem sua parte, mas muita gente não aproveitou

A "ação conjunta" realizada no fim de semana com o viradão da vacinação foi um sucesso, mas cerca de 50% da população acima de 40 anos ainda não foi se vacinar.

14 de junho de 2021

Prefeitura suspende imunização em Manaus nesta segunda-feira

Em nota a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) informou que a parada será necessária para realizar a consolidação dos dados recebidos ao longo do 'Viradão' da vacina.

13 de junho de 2021

‘Viradão’ da vacina encerra com mais de 135 mil manauaras imunizados

Quem não conseguiu comparecer aos postos ao longo da mobilização do fim de semana, poderá garantir as doses das vacinas durante a imunização de outros grupos.

13 de junho de 2021

Manauaras ganham mais uma hora para garantir a vacina contra Covid-19

Governo e Prefeitura prorrogaram em mais uma hora a vacinação para o público-alvo, deste domingo. Agora os cidadãos com mais de 40 anos tem até às 18h para garantir a vacina.

13 de junho de 2021

Em 24 horas número de vacinados em Manaus cresceu em mais de 68 mil

O 'Viradão' da vacina correu a madrugada, no formato drive-thru. Neste domingo a campanha irá vacinar os manauaras acima de acima dos 40 anos em 57 postos na cidade.

13 de junho de 2021

Saiba quais os pontos do ‘viradão’ da vacina com menos espera no ‘filômetro’

Para evitar longas filas neste domingo (13) nos pontos de vacinação na cidade, a Prefeitura de Manaus disponibiliza uma plataforma que indica locais com menos espera.

13 de junho de 2021