fbpx

domingo, 16 de maio de 2021

Obesidade foi fator de risco para casos graves e óbitos por Covid em jovens no AM

Levantamento feito pela FVS-AM identificou que esta comorbidade aparece com frequência nas mortes por coronavírus entre as pessoas na faixa etária de 20 a 39 anos.

25 de março de 2021

Compartilhe

De acordo com o estudo, a obesidade foi verificada em 18,4% dos óbitos por Covid (Foto: Reprodução)

Um levantamento feito pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), no período de 1º de janeiro a 18 de março de 2021, aponta a obesidade como principal comorbidade identificada em pessoas que desenvolvem formas graves da Covid-19 e evoluem para óbito, na faixa etária de 20 e 39 anos.

De acordo com o estudo, a obesidade foi verificada em 18,4% dos óbitos por Covid-19, na faixa etária de 20 a 29 anos. As cardiopatias apareceram em 8% dos óbitos; e a diabetes, em 6,9% das mortes confirmadas pelo novo coronavírus, entre 1º de janeiro a 18 de março.

Na faixa de 30 a 39 anos, a obesidade também é o fator de risco mais frequente, identificada em 15,8% das mortes por Covid-19. A diabetes está em segundo lugar (11,1%); e as cardiopatias em terceiro, aparecendo em 10,9% das mortes.

“Pacientes com obesidade possuem um tecido adiposo mais acentuado, e esse tecido é receptivo à infecção e à multiplicação do vírus. Então essas pessoas têm uma maior multiplicação e um tempo maior de permanência do vírus no seu organismo. Por conta desse tecido adiposo elevado, eles também têm um estado de inflamação já crônico. A carga viral nesses pacientes é muito maior”, detalhou o diretor-presidente da Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), Marcus Guerra.

O infectologista ressalta que a dinâmica respiratória é prejudicada em pacientes obesos. “Ele não tem tanta expansibilidade torácica nem diafragmática, então ele já tem um certo grau de dificuldade respiratória, mesmo sem a infecção. Com o processo infeccioso nas vias respiratórias, isso se acentua ainda mais. Há uma dificuldade, também, no manejo do paciente. O decúbito que é vantajoso para o paciente é mais difícil de ser executado em obesos, o benefício da ventilação é bem menor”, destacou Guerra.

Outras faixas etárias

Embora não seja o principal fator de risco, a obesidade também aparece com alto índice nas mortes por Covid-19 ocorridas na faixa etária de 40 a 49 anos, em 14,5% dos casos. É a terceira comorbidade dessa faixa etária, atrás da diabetes (18,5%) e das cardiopatias (17,6%).

A obesidade aparece, ainda, em quarto lugar quando observados os óbitos por Covid-19 na faixa etária de 50 a 59 anos, figurando em 9,2% dos casos. As três comorbidades mais recorrentes nessa faixa etária são diabetes (30%), cardiopatias (26%) e hipertensão (15,3%).

“Nós temos visto trabalhos que têm mostrado que pacientes obesos são mais hospitalizados, vão mais para as UTIs, precisam de ventilação mecânica, e um percentual expressivo dos óbitos tem sido visto em pacientes com obesidade. Obeso desenvolve hipertensão mais do que os não obesos, e insuficiência vascular e cardiovascular também”, acrescenta Marcus Guerra, ao alertar a população para o desenvolvimento de hábitos alimentares saudáveis e para a prática de exercícios.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais sobre a Pandemia

Parecer da Saúde contraindica cloroquina e ‘kit Covid’ aos pacientes

O parecer, segundo a Folha, foi feito por um grupo técnico formado na gestão do atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e coordenado pelo professor Carlos Carvalho, da USP

16 de maio de 2021

Queiroga diz que ministério estuda campanha de testagem contra Covid

Marcelo Queiroga informou neste domingo que o Ministério da Saúde estuda ampla campanha de testagem da população brasileira para o novo coronavírus, causador da Covid-19.

16 de maio de 2021

Governo proibe entrada de estrangeiros por medo de variantes

Voos com origem ou passagem pela Índia, pelo Reino Unido, pela Irlanda do Norte e pela África do Sul não poderão desembarcar seus passageiros no Brasil.

15 de maio de 2021

‘Operação Vida’ encerra com retorno de última paciente ao seu estado

A paciente transferida, de 58 anos, retornou à capital após 55 dias internada em uma unidade de saúde em Santa Maria, município do Rio Grande do Sul.

15 de maio de 2021

Semsa faz repescagem na vacinação para pessoas com comorbidades amanhã

No vacinômetro, as cinco maiores comorbidades na faixa de 18 a 59 anos vacinados são diabetes mellitus, hipertensão, obesidade, imunossuprimidas e doenças cardiovasculares.

14 de maio de 2021

Documento enviado à CPI atesta perda de 2,3 milhões de testes da Covid-19

Um documento enviado pelo Ministério Público Federal à CPI da Covid confirma que o Ministério da Saúde deve perder os testes porque chegaram na data de vencimento.

14 de maio de 2021

Com baixa na ocupação dos leitos, rede hospitalar do AM será readequada

Com recuo de 88% nas internações de pacientes nas unidades de saúde do Estado, uma das primeiras medidas foi anunciar que o Delphina Aziz, deixa de ser exclusivo para Covid.

14 de maio de 2021

Em novo decreto de Wilson Lima, shoppings ganham mais 3h aos domingos

Também para o domingo, bares e restaurantes tiveram ampliação no horário de funcionamento e vão poder fechar às 22h; proibição de circulação segue de 0h às 6h.

14 de maio de 2021