fbpx

terça, 15 de junho de 2021

Enfrentamento à Covid em áreas indígenas vai receber R$ 253 milhões

Abertura de crédito, via Medida Provisória, é para custear diárias de servidores em barreiras nas áreas indígenas e cestas básicas para serem distribuídas nas aldeias.

10 de junho de 2021

Compartilhe

Servidores chegam à aldeia na região do Tupé (Foto: Divulgação)

A Medida Provisória 1054/21 abre crédito extraordinário de R$ 253 milhões para o enfrentamento da pandemia causada pelo novo coronavírus em áreas indígenas. Os recursos serão distribuídos entre os ministérios da Cidadania (R$ 173,4 milhões), da Defesa (R$ 20,9 milhões) e da Justiça e Segurança Pública (R$ 41 milhões).

As medidas, tomadas a partir de decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, visam conter a transmissão da Covid-19, diminuindo a escalada de mortes.

Segundo a Articulação dos Povos Indígenas no Brasil, 1.098 índios já morreram de Covid-19 e 55.246 contraíram a doença. A pandemia atingiu 163 povos.

Recentemente, o Congresso aprovou a MP 1027/21 (Lei 14.160/21), que autoriza a Fundação Nacional do Índio (Funai) a planejar e montar barreiras sanitárias em áreas indígenas, com o objetivo de evitar o contágio e a disseminação da Covid-19 na população local.

Divisão do dinheiro

Os recursos da MP 1054/21 direcionados ao Ministério da Justiça serão utilizados para pagar as diárias da Funai a servidores públicos federais ou militares que trabalharão nas barreiras para controlar o trânsito de pessoas e mercadorias em áreas indígenas. A Funai dá suporte a 300 barreiras sanitárias.

Já os recursos para Defesa vão financiar plano das Forças Armadas para isolar invasores em sete terras indígenas. Os militares vão apoiar a Polícia Federal no cumprimento da decisão cautelar do STF.

A maior parte do dinheiro da MP (R$ 173,4 milhões) se destina à distribuição de cestas básicas de alimentos em aldeias. O objetivo é evitar os deslocamentos a centros urbanos, garantindo a proteção das comunidades com a manutenção do isolamento social. Desde o início da pandemia, a Funai já distribuiu mais de 650 mil cestas básicas a indígenas.

Reais necessidades

Apesar de considerar as medidas importantes, a única representante indígena no Congresso, deputada Joenia Wapichana (Rede-RO), afirmou que as ações não atendem as reais necessidades das comunidades indígenas, que, segundo ela, lutam contra a Covid-19 mesmo sem o apoio do governo.

A deputada havia sugerido 12 emendas à MP 1027/21, mas nenhuma foi adotada. Entre os pedidos estava o pagamento de diárias para os indígenas, que também trabalham voluntariamente nas barreiras.

Joenia Wapichana ainda alerta para a necessidade de quarentena e testes de funcionários que vão trabalhar em áreas indígenas. “O primeiro caso de contaminação foi por meio de um funcionário”, lembrou.

A MP 1054/21 passa a trancar a pauta em 6 de agosto.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Leia Mais:

Leia mais sobre a Pandemia

Coquetel de anticorpos da AstraZeneca não evita sintomas de Covid-19

Terapia AZD7442 foi 33% eficaz na redução do risco de as pessoas desenvolverem sintomas na comparação com um placebo, mas o resultado não é estatisticamente relevante.

15 de junho de 2021

Mais tempo para uso: Anvisa amplia prazo de validade da vacina da Janssen

Agência aprovou a ampliação do prazo de validade da vacina da Janssen contra a covid-19 de três para quatro meses e meio, sob temperatura de 2ºC a 8ºC.

15 de junho de 2021

Vacinação contra Covid é retomada nesta terça nos 7 postos tradicionais

Público com 40 anos, ou mais, pode procurar um dos pontos disponibilizados em Manaus para receber a dose do imunizante; aptos para 2ª dose também devem ir aos locais.

15 de junho de 2021

Auxílio estadual para profissionais do turismo vai ser pago em junho

A previsão da Amazonastur é que neste mês saia a primeira parcela de R$ 600 que contemplará, aproximadamente, 13 mil pessoas que trabalham no setor turístico no Estado.

14 de junho de 2021

Não deixe de tomar a 2ª dose da vacina contra Covid; entenda o porquê

Médicos alertam que, sem a dose de reforço, as vacinas Coronavac, AstraZeneca e Pfizer podem perder completamente o poder de imunização.

14 de junho de 2021

Governo e Prefeitura fazem sua parte, mas muita gente não aproveitou

A "ação conjunta" realizada no fim de semana com o viradão da vacinação foi um sucesso, mas cerca de 50% da população acima de 40 anos ainda não foi se vacinar.

14 de junho de 2021

Prefeitura suspende imunização em Manaus nesta segunda-feira

Em nota a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) informou que a parada será necessária para realizar a consolidação dos dados recebidos ao longo do 'Viradão' da vacina.

13 de junho de 2021

‘Viradão’ da vacina encerra com mais de 135 mil manauaras imunizados

Quem não conseguiu comparecer aos postos ao longo da mobilização do fim de semana, poderá garantir as doses das vacinas durante a imunização de outros grupos.

13 de junho de 2021