fbpx

domingo, 16 de maio de 2021

Decreto prorroga auxílio emergencial aos trabalhadores da cultura

Planalto ressaltou que o decreto não representa aumento de gastos públicos, apenas permite a execução dos restos a pagar e traz maior segurança jurídica ao setor da cultura.

21 de abril de 2021

Compartilhe

Nova norma afasta incertezas sobre benefício da Lei Aldir Blanc (Foto: Reprodução)

Os trabalhadores do setor da cultura afetados pela pandemia de Covid-19 terão direito a mais tempo para pedirem o benefício da Lei Aldir Blanc. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) editou decreto que estende para 2021 a utilização do benefício emergencial destinados ao setor.

No fim do ano passado, o governo tinha editado a Medida Provisória 1.019, que permite o pagamento do auxílio da Lei Aldir Blanc ao longo deste ano. Serão pagas apenas as verbas inscritas em restos a pagar (recursos autorizados em 2020 para execução em 2021).

Sem a MP, a Lei Aldir Blanc perderia a validade no fim do ano passado. No entanto, para eliminar incertezas sobre a continuidade do benefício, o governo decidiu também alterar os prazos do Decreto 10.464, de agosto do ano passado, que regulamentava o programa.

Com R$ 3 bilhões destinados a minimizar o impacto da pandemia sobre o setor cultural, a Lei Aldir Blanc introduziu três tipos de apoio: renda emergencial de R$ 600 para os trabalhadores, distribuição de prêmios e subsídio mensal de até R$ 10 mil para a manutenção de espaços artísticos e culturais. Os gestores deverão divulgar em sites públicos as informações sobre os valores a serem pagos e os beneficiários dos recursos neste ano.

Segundo o Palácio do Planalto, dados da Secretaria Especial de Cultura revelam que, no fim do ano passado, 57% dos entes federativos ainda estavam no início do processo de empenho (autorização de gastos) dos recursos da lei e 81% tinham liquidado (verificado a destinação) menos da metade dos recursos empenhados.

O Planalto ressaltou que o novo decreto não representa aumento de gastos públicos, apenas permite a execução dos restos a pagar e traz maior segurança jurídica ao setor da cultura, assegurando a continuidade das ações emergenciais relacionadas à pandemia.

Fonte: Agência Brasil

Leia mais:

Leia mais sobre a Pandemia

Parecer da Saúde contraindica cloroquina e ‘kit Covid’ aos pacientes

O parecer, segundo a Folha, foi feito por um grupo técnico formado na gestão do atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e coordenado pelo professor Carlos Carvalho, da USP

16 de maio de 2021

Queiroga diz que ministério estuda campanha de testagem contra Covid

Marcelo Queiroga informou neste domingo que o Ministério da Saúde estuda ampla campanha de testagem da população brasileira para o novo coronavírus, causador da Covid-19.

16 de maio de 2021

Governo proibe entrada de estrangeiros por medo de variantes

Voos com origem ou passagem pela Índia, pelo Reino Unido, pela Irlanda do Norte e pela África do Sul não poderão desembarcar seus passageiros no Brasil.

15 de maio de 2021

‘Operação Vida’ encerra com retorno de última paciente ao seu estado

A paciente transferida, de 58 anos, retornou à capital após 55 dias internada em uma unidade de saúde em Santa Maria, município do Rio Grande do Sul.

15 de maio de 2021

Semsa faz repescagem na vacinação para pessoas com comorbidades amanhã

No vacinômetro, as cinco maiores comorbidades na faixa de 18 a 59 anos vacinados são diabetes mellitus, hipertensão, obesidade, imunossuprimidas e doenças cardiovasculares.

14 de maio de 2021

Documento enviado à CPI atesta perda de 2,3 milhões de testes da Covid-19

Um documento enviado pelo Ministério Público Federal à CPI da Covid confirma que o Ministério da Saúde deve perder os testes porque chegaram na data de vencimento.

14 de maio de 2021

Com baixa na ocupação dos leitos, rede hospitalar do AM será readequada

Com recuo de 88% nas internações de pacientes nas unidades de saúde do Estado, uma das primeiras medidas foi anunciar que o Delphina Aziz, deixa de ser exclusivo para Covid.

14 de maio de 2021

Em novo decreto de Wilson Lima, shoppings ganham mais 3h aos domingos

Também para o domingo, bares e restaurantes tiveram ampliação no horário de funcionamento e vão poder fechar às 22h; proibição de circulação segue de 0h às 6h.

14 de maio de 2021