fbpx

quarta, 21 de abril de 2021

Venezuela foi o principal destino de exportações amazonenses em 2020

País caribenho recebeu 24,68% de todo o volume de exportações do Amazonas no ano passado. Já a China aparece como destaque da origem das importações, com 20,75% do total.

29 de janeiro de 2021

Compartilhe

Produto com a maior saída do Amazonas foi o óleo de soja para a Venezuela (Foto: Reprodução)

Em 2020, a Venezuela se destacou como o principal país de destino das exportações amazonenses (24,68%), enquanto a China aparece como destaque da origem das importações (20,75%).

É o que aponta o último relatório da Balança Comercial do Amazonas, elaborado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti).

De acordo com o documento, o produto com a maior saída do Amazonas no ano passado foi o óleo de soja para a Venezuela, o equivalente a 58,35% do total das exportações.

Para todo o período de 2020, o item mais exportado pelo estado aparece na Balança Comercial como “outras preparações alimentícias”, com participação de 18,46% e o montante de US$ 145,19 milhões.

O país que mais recebeu esse item foi a Colômbia, ficando responsável por 35,75% de participação no total de exportações.

Para o secretário da Sedecti, Jório Veiga, os números mostram um horizonte otimista para 2021, apesar da crise sanitária que atinge o país e o planeta.

“Os números da Balança Comercial significam que, mesmo em período de crise provocada pela pandemia do novo coronavírus e as restrições por ela impostas, pudemos seguir com as atividades de comércio exterior, diversificando as exportações. Esperamos um aumento na corrente de comércio para o ano de 2021”, ressaltou Veiga.

Importações

Em 2020, a China foi o principal país de origem das importações do Amazonas, representando 42,97% do total das exportações e o total de US$ 4,17 bilhões.

O item mais importado no período aparece na Balança Comercial como “outras partes de aparelhos transmissores”, o equivalente a 27,58% das importações para aquele país. O valor total das importações para o Amazonas foi de US$ 9,71 bilhões em 2020.

Leia mais:

Leia mais sobre Negócios

Economistas são contra Bolsonaro receber título de Cidadão Amazonense

Classe se posicionou por meio de nota emitada pela Associação Brasileira de Economistas pela Democracia. Eles classificam posição política do presidente como 'nefasta'.

21 de abril de 2021

Confira as vagas de emprego oferecidas pelo Sine Manaus nesta quinta-feira

Ao todo, são 76 vagas. No currículo devem constar os seguintes dados atualizados: números pessoal e secundário, para contato e informações sobre o tempo de experiência.

21 de abril de 2021

Procon-AM notifica postos de combustíveis e revendedores de gás

Os estabelecimentos devem apresentar em até dez dias as notas fiscais com informações sobre os preços de compra e venda para análise de uma possível cobrança abusiva.

21 de abril de 2021

Vacina em ritmo lento compromete a recuperação econômica, alerta estudo

Conclusão é do Relatório de Atividade Fiscal, publicado pela Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado. Documento classifica o atraso como “risco a ser monitorado".

21 de abril de 2021

TVLAR inaugura nova unidade em Eirunepé e soma 57 lojas em todo o estado

TVLAR Eirunepé traz um layout renovado, desenvolvido para atender a operação de forma eficiente num planejamento estratégico que prevê a ampliação da rede de lojas na região.

20 de abril de 2021

Em meio à pandemia, demanda por locação e compra de imóveis tem alta

Para o Creci AM/RR, no último ano, o estado manteve procura elevada por aluguel e financiamentos de imóveis novos. Demanda é justificada por comodidade e empreendedorismo.

20 de abril de 2021

Operadoras de turismo perdem dois terços do faturamento em 2020

Segundo dados da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), o faturamento das empresas caiu de R$ 15,1 bilhões em 2019 para R$ 4 bilhões no ano passado.

20 de abril de 2021

Exportações cedem 1,9% e importações retraem 37,6% até a terceira semana de abril

Com isto, o saldo da balança comercial no período é de US$6.310,28 milhões, salto de 453,0% em relação às três primeiras semanas do mês de março (US$1.141,16 milhões).

20 de abril de 2021