fbpx

sábado, 19 de junho de 2021

Venezuela foi o principal destino de exportações amazonenses em 2020

País caribenho recebeu 24,68% de todo o volume de exportações do Amazonas no ano passado. Já a China aparece como destaque da origem das importações, com 20,75% do total.

29 de janeiro de 2021

Compartilhe

Produto com a maior saída do Amazonas foi o óleo de soja para a Venezuela (Foto: Reprodução)

Em 2020, a Venezuela se destacou como o principal país de destino das exportações amazonenses (24,68%), enquanto a China aparece como destaque da origem das importações (20,75%).

É o que aponta o último relatório da Balança Comercial do Amazonas, elaborado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti).

De acordo com o documento, o produto com a maior saída do Amazonas no ano passado foi o óleo de soja para a Venezuela, o equivalente a 58,35% do total das exportações.

Para todo o período de 2020, o item mais exportado pelo estado aparece na Balança Comercial como “outras preparações alimentícias”, com participação de 18,46% e o montante de US$ 145,19 milhões.

O país que mais recebeu esse item foi a Colômbia, ficando responsável por 35,75% de participação no total de exportações.

Para o secretário da Sedecti, Jório Veiga, os números mostram um horizonte otimista para 2021, apesar da crise sanitária que atinge o país e o planeta.

“Os números da Balança Comercial significam que, mesmo em período de crise provocada pela pandemia do novo coronavírus e as restrições por ela impostas, pudemos seguir com as atividades de comércio exterior, diversificando as exportações. Esperamos um aumento na corrente de comércio para o ano de 2021”, ressaltou Veiga.

Importações

Em 2020, a China foi o principal país de origem das importações do Amazonas, representando 42,97% do total das exportações e o total de US$ 4,17 bilhões.

O item mais importado no período aparece na Balança Comercial como “outras partes de aparelhos transmissores”, o equivalente a 27,58% das importações para aquele país. O valor total das importações para o Amazonas foi de US$ 9,71 bilhões em 2020.

Leia mais:

Leia mais sobre Negócios

União ignora há 11 anos alertas do TCU sobre falhas no sistema elétrico

Risco de faltar eletricidade voltou a preocupar o Brasil após o Governo Federal emitir alerta de emergência hídrica no fim de maio; oito falhas foram identificadas por órgão.

19 de junho de 2021

Caixa paga Auxílio Emergencial para nascidos em fevereiro e março

Banco federal antecipou os pagamentos da 3ª parcela do auxílio para esse final de semana; recursos serão depositados diretamente nas contas digitais dos beneficiários.

19 de junho de 2021

ADS inaugura 10ª Feira de Produtos Regionais no CSU do Parque Dez

O novo espaço disponibilizado pelo Governo do Amazonas para os feirantes de Manaus funcionará toda sexta-feira de 14h às 19h, em um espaço de 40 metros quadrados.

19 de junho de 2021

Guaraná Tuchaua lança latas personalizadas dos bois Caprichoso e Garantido

Ação faz parte da estratégia de marketing para divulgação da Live Parintins, apresentação que acontecerá no próximo dia 27 de junho, em Parintins.

18 de junho de 2021

Em live, especialistas discutem o papel do contabilista no combate à corrupção

Live promovida pela Faculdade Martha Falcão (FMF) contará com a participação do conselheiro substituto do TCE-AM, Alípio Martins, e da presidente do CRC-AM, Joseny Gusmão.

18 de junho de 2021

Produção nacional de aços tem aumento de 7,08% em maio, diz Instituto Aço Brasil

Na variação interanual, comparado o mês de maio com o mesmo mês de 2020, o aumento foi de 46,69%, 2.847.145 toneladas a mais.

18 de junho de 2021

Construção civil aumentou mão-de-obra em 12,4%, de 2017 a 2019

Crescimento ocorre após perdas entre 2013 e 2017, quando o setor demitiu 21.592 trabalhadores, o que representou redução de 55,8% da ocupação da mão-de-obra, no estado.

18 de junho de 2021

Integração e desenvolvimento pautam 1º ano de Polsin na Suframa

Autarquia obteve avanços em projetos estratégicos para a geração de emprego e renda e para o fortalecimento do ambiente de negócios em segmentos relevantes para a economia.

18 de junho de 2021