fbpx

quarta, 21 de abril de 2021

Setor rural do estado adere ao delivery para escoar produção

Com a limitação do funcionamento dos restaurantes e menor poder de compra do consumidor, produtores rurais fazem vendas por delivery.

11 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Setor rural busca novas formas de comercialização (Foto: Reprodução)

Produtores rurais do Amazonas sentem os impactos negativos ocasionados pela pandemia do novo coronavírus. Como alternativa para as vendas, o setor adere à modalidade delivery.  

Segundo o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea-AM), Muni Lourenço, a limitação do funcionamento do ramo de alimentação fora do lar, somada à redução da renda do consumidor, afeta diretamente toda a cadeia produtiva.

“O setor rural vem sentindo impactos econômicos negativos, principalmente diante da queda do consumo, muito em decorrência da redução da renda de famílias, bem como pela paralisação e limitação de funcionamento em canais de comercialização de produtos, tais como, restaurantes”, afirmou o presidente.

Apesar do cenário negativo, o presidente da Faea-AM não detalhou números quanto à queda no faturamento do setor.

Lourenço destacou que, como alternativa para escoamento dos produtos, os agricultores e pecuaristas aderem à modalidade delivery, onde o cliente entra em contato por telefone e faz o pedido do item desejado e a empresa entrega no endereço informado.  

“O setor e os produtores, para minimizar, estão implementando, por exemplo, novas formas de comercialização, como o delivery. É uma forma de atender consumidores que estão ficando boa parte do tempo em suas residências”, informou.

Aumento do combustível deve encarecer alimentos

De acordo com Lourenço, o reajuste no preço do combustível também deverá impactar na produção do setor primário no estado.

“O reajuste nos preços dos combustíveis impacta e eleva o custo de produção no campo, afinal, o combustível é um insumo que compõe a planilha dos custos do empreendimento rural. Mas ainda é cedo para prever aumento no preço final dos alimentos”.

Reportagem: Priscila Caldas

Leia mais:

Leia mais sobre Negócios

Economistas são contra Bolsonaro receber título de Cidadão Amazonense

Classe se posicionou por meio de nota emitada pela Associação Brasileira de Economistas pela Democracia. Eles classificam posição política do presidente como 'nefasta'.

21 de abril de 2021

Confira as vagas de emprego oferecidas pelo Sine Manaus nesta quinta-feira

Ao todo, são 76 vagas. No currículo devem constar os seguintes dados atualizados: números pessoal e secundário, para contato e informações sobre o tempo de experiência.

21 de abril de 2021

Procon-AM notifica postos de combustíveis e revendedores de gás

Os estabelecimentos devem apresentar em até dez dias as notas fiscais com informações sobre os preços de compra e venda para análise de uma possível cobrança abusiva.

21 de abril de 2021

Vacina em ritmo lento compromete a recuperação econômica, alerta estudo

Conclusão é do Relatório de Atividade Fiscal, publicado pela Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado. Documento classifica o atraso como “risco a ser monitorado".

21 de abril de 2021

TVLAR inaugura nova unidade em Eirunepé e soma 57 lojas em todo o estado

TVLAR Eirunepé traz um layout renovado, desenvolvido para atender a operação de forma eficiente num planejamento estratégico que prevê a ampliação da rede de lojas na região.

20 de abril de 2021

Em meio à pandemia, demanda por locação e compra de imóveis tem alta

Para o Creci AM/RR, no último ano, o estado manteve procura elevada por aluguel e financiamentos de imóveis novos. Demanda é justificada por comodidade e empreendedorismo.

20 de abril de 2021

Operadoras de turismo perdem dois terços do faturamento em 2020

Segundo dados da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), o faturamento das empresas caiu de R$ 15,1 bilhões em 2019 para R$ 4 bilhões no ano passado.

20 de abril de 2021

Exportações cedem 1,9% e importações retraem 37,6% até a terceira semana de abril

Com isto, o saldo da balança comercial no período é de US$6.310,28 milhões, salto de 453,0% em relação às três primeiras semanas do mês de março (US$1.141,16 milhões).

20 de abril de 2021