fbpx

terça, 20 de abril de 2021

Grileiros vendem terras públicas no Sul do Amazonas até pelo Facebook

Decisão da Justiça Federal mostra que pecuaristas estão comprando terras públicas ou de áreas de conservação ambiental a espera da MP da Grilagem

26 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Pecuaristas são obrigados a retirar rebanho de terras localizadas no Assentamento do Juma, em Apuí

Uma decisão da 7ª Vara da Justiça Federal do Amazonas obrigando dois “grileiros” a retirarem seus rebanhos de áreas embargadas do Projeto de Assentamento Juma, no município de Apuí, no sul do Amazonas, expôs um esquema de venda ilegal de terras públicas ou de áreas de conservação que visam se aproveitar da MP da Grilagem que está em análise no Congresso Nacional. A ousadia dos criminosos é tanta que eles comercializam estas áreas até pela rede social Facebook.

Os grileiros usam como estratégia de venda a possível aprovação pelo Congresso Nacional da Medida Provisória da Grilagem, que, se aprovada,  permitirá a regularização de terras na Amazônia desmatadas após 2014. Pela legislação vigente, somente terras desmatadas antes de 2014 podem ser regularizadas.

No caso em tela, o Ministério Público Federal acusou, com base em investigação do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), os pecuaristas Vandir José Rodrigues dos Santos e Cledisson Diniz Cardoso pelo uso mais de 260 mil hectares de terras desmatadas irregularmente em Apui. A área de Vandir é de 182,448 hectares e fica localizada na margem esquerda do km 65 da rodovia BR-230, a Transamazônica, na direção da comunidade Sucunduri. A de Cledisson tem 74,368 hectares e está localizada na Linha Linhares, também no Juma. No ano passado, o Ibama constatou que as duas áreas embargadas estavam sendo usadas ilegalmente para atividade econômicas.

Os dois apresentaram Certificado Ambiental Rural (CAR) como prova de posse das terras, mas este  documento não tem essa finalidade.

Golpe de grileiros

É aí que está o golpe dos grileiros. Eles usam este instrumento legal, que foi introduzido no ordenamento jurídico fundiário pelo Código  Florestal de 2014, para comercializar terras públicas ou de áreas de conservação.

Um documentário da rede BBC mostrou que até no MarketPlace do Facebook é possível encontrar terras griladas sendo vendidas no Amazonas e em Rondônia dentro deste esquema. O documentário cita explicitamente que no Amazonas terras assim são vendidas dentro da Floresta Nacional do Aripuanã (Flona-Aripuanã), criada em 2016, com uma área de 751.295,11 Hectares que se espalham pelo território de Apuí, Novo Aripuanã e Manicoré, todos no sul do Amazonas e integrantes do chamado Arco do Desflorestamento.

A reportagem da BBC conversou com um corretor de imóveis de Porto Velho (RO) que anunciou no marketplace do Facebook a venda de terras na Flona-Aripuanã, na qual ele confessa que a esperança deles para realizar o negócio é a aprovação da medida provisória.

Texto: Gerson Severo Dantas, com assessorias e BBC

Leia mais sobre Negócios

Produção Industrial deve encerrar em 5,06%, segundo relatório Focus

Além da produção industrial, boletim traz expectativas do BC em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e taxa de câmbio.

19 de abril de 2021

LG vai abrir 250 vagas para produção de monitores e notebooks em Manaus

Produção da LG no Polo Industrial de Manaus está prevista para iniciar em julho. Companhia vai ampliar a planta de operações na capital em mais de 12 mil metros quadrados.

19 de abril de 2021

General Silva e Luna toma posse como presidente da Petrobras

Indicado por Jair Bolsonaro, o general Joaquim Silva e Luna tomou posse nesta segunda-feira como presidente da Petrobras em substituição a Roberto Castello Branco.

19 de abril de 2021

Atividade econômica cresce 1,7% em fevereiro, diz Banco Central

Com alta de 1,7% em fevereiro, na comparação com janeiro, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) apresentou crescimento pelo décimo mês consecutivo.

19 de abril de 2021

Prefeitura registra mais de 10 mil cadrastros para o Auxílio Empreendedor

O Auxílio Empreendedor deve atender 6 mil empreendedores com a quantia de R$ 300 em parcela única. No total, R$ 1,8 milhão serão disponibilizados para os pagamentos.

18 de abril de 2021

Redução de salários na pandemia será reavaliada no Congresso

O Projeto de Lei (PLN 02/21) que prevê a redução de salários e jornada de trabalho pela troca da manutenção dos empregos dos funcionários na pandemia retorna à discussão.

18 de abril de 2021

Brasil investirá R$ 3 trilhões no setor energético até 2030, prevê ministro

O país é uma referência no mercado internacional de energia e projeta ter maiores investimento nas fontes energéticas renováveis como os biocombustíveis.

18 de abril de 2021

Mais de 40% dos contribuintes enviaram declaração do Imposto de Renda

Prazo começou em 1º de março e vai até as 23h59min do dia 31 de maio. Data limite foi adiada por conta das dificuldades no recolhimento de documentos impostas pela pandemia.

17 de abril de 2021