fbpx

domingo, 18 de abril de 2021

Comércio segue em ‘briga incansável’ por flexibilizações

Faltando três dias para o vencimento de decreto, uma nova rodada de reivindicações será apresentada pelo segmento em reunião com o governo do estado nesta sexta-feira.

4 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Na semana passada, algumas reivindicações do comércio foram atendidas pelo governo (Foto: RealTime1)

“É uma briga incansável”. É desta forma que o vice-presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL Manaus), Ezra Benzion, define as negociações por flexibilizações realizadas pelo setor do comércio junto ao governo do estado.

Faltando três dias para o vencimento do decreto que determinou restrições de circulação de pessoas por 24 horas em todo o estado e o fechamento total de atividades consideradas não essenciais, uma nova rodada de reivindicações deverá ser apresentada pelo segmento em reunião que vai acontecer nesta sexta-feira (5) junto ao governador Wilson Lima (PSC) e ao Comitê de Enfrentamento à Covid-19.

“Temos levado pedidos todas as semana para que sejam feitas flexibilizações. Conseguimos algumas na semana passada, como a liberação de vendas de peças de motos, material escolar e artigos para bebês. Essa semana vamos apresentar novos pedidos. Vamos apresentando esses pedidos de acordo com o que temos de defesa para esses pedidos”, disse Ezra.

Questionado sobre quais seriam estas demandas, o vice da CDL Manaus preferiu não entrar em detalhes, para não atrapalhar as negociações.

“Temos que falar primeiro com o governador e com o Comitê de Crise. São eles que aprovam ou não os nossos pedidos e que comunicam o que será feito”, justificou.

Comércio não é vilão

Já o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amazonas (Fecomércio-AM), Aderson Frota, reclama que, desde o início da pandemia, o comércio sempre foi visto como o causador, ou o contribuinte, para a ocorrência da Covid-19 no estado. Visão que, na opinião dele, não condiz com a realidade.

“Percebemos, quase 20 dias após o fechamento das lojas que os índices de contaminação, as demandas hospitalares e as mortes continuam em ascensão. Por via lógica de raciocínio, isso significa que o comércio não é o vilão que todo mundo aponta”, criticou.

Arrecadação e empregos

Na opinião de Frota, os representantes do setor comercial precisam aprender a conversar com todas as autoridades, principalmente aquelas que determinaram o fechamento do comércio, para mostrar qual é a missão do comércio.

“Nosso papel é atender à população em suas necessidades básicas. Além disso, o comércio é o maior empregador do estado do Amazonas e o maior recolhedor de ICMS. Essas missões têm que ser compreendidas. Não pode ficar sobre os nossos ombros a responsabilidade sobre a proliferação da pandemia. Isso é injusto e, acima de tudo, insensato”, avalia.

Ele finaliza acrescentando que, diante da importância do setor comercial para a economia do estado, a perspectiva é de que as autoridades melhorem suas avaliações e se sintam muito mais próximas da realidade que o comércio representa.

“Esperamos que as autoridades consigam, aos poucos, criar medidas de flexibilização que permita ao setor ir voltando ao normal. Nesse momento, vemos riscos para a queda de arrecadação do governo, vemos riscos pelas perdas e empregos”, acredita.

Reportagem: Lucas Raposo

Leia mais:

Leia mais sobre Negócios

Mais de 40% dos contribuintes enviaram declaração do Imposto de Renda

Prazo começou em 1º de março e vai até as 23h59min do dia 31 de maio. Data limite foi adiada por conta das dificuldades no recolhimento de documentos impostas pela pandemia.

17 de abril de 2021

Senac AM lança projeto para reconectar pessoas com o mercado de trabalho

Projeto “Reconexão com o mercado de trabalho” terá início nesta segunda-feira (19) e segue durante a primeira semana de maio, em menção ao Dia do Trabalhador (1º).

17 de abril de 2021

‘Auxílio Empreendedor’ recebe mais de 2 mil cadastros no primeiro dia

Benefício irá contemplar permissionários, empreendedores e informais já cadastrados no sistema municipal, ativos e com registro atualizado nas galerias populares.

17 de abril de 2021

General Silva e Luna é confirmado no comando da Petrobras

Ex-ministro da Defesa e ex-diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, Joaquim Silva e Luna substitui o economista Roberto Castello Branco na presidência da Petrobras.

16 de abril de 2021

Demanda por voos no Aeroporto de Manaus tem redução de 36% em março

Conforme Infraero, no ano, a demanda por voos no estado apresenta o segundo resultado negativo consecutivo. Abear afirma que o setor é afetado pelo agravamento da pandemia.

16 de abril de 2021

Diesel apresenta reajuste de 3,60% e gasolina 1,97% no preço do litro ao distribuidor

Gasolina sofre reajuste de 1,97% do preço médio por litro e sem tributação entre os dias 15 e 16 do mês de abril, passou de R$2,58/litro para R$2,63/litro.

16 de abril de 2021

LG garante assistência mesmo após fechamento da unidade de celulares

Empresa dará continuidade na fabricação de telefones durante o segundo trimestre de 2021 para cumprir as obrigações contratuais com operadoras. Apoio técnico está mantido.

16 de abril de 2021

Sem verba, Suframa descarta realização da Feira Internacional da Amazônia

As oito edições da Feira Internacional da Amazônia representaram a principal vitrine de divulgação e formalização de negócios do PIM. Última edição aconteceu no ano de 2015.

16 de abril de 2021