fbpx

quarta, 21 de abril de 2021

Caminhoneiros: MEI pode desburocratizar e baratear frete

Como MEI, trabalhadores autônomos poderão ter redução de 30% no pagamento de tributos e acesso à liberação de cargas por meio eletrônico.

26 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Caminhoneiros autônomos avaliam o MEI positivamente. (Foto: Reprodução)

O Sindicato dos Transportadores Autônomos do Amazonas considera que o Programa Microempreendedor Individual (MEI) Caminhoneiro, em estudo no Governo Federal, pode representar desburocratização, viabilidade econômica ao setor e menor custo do frete.

O programa permitirá que trabalhadores com faturamento anual de até R$ 300 mil sejam considerados pequenos empresários. O teto atual é de R$ 81 mil.

Na avaliação do presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos do Amazonas, Antonio Sérgio da Silva, a principal contribuição do programa, caso seja implementado, será a redução de até 30% nos encargos tributários pagos pelos trabalhadores autônomos no ato da contratação do serviço junto às empresas transportadoras.

“Será um instrumento de equilíbrio nos meios de contratação. Um transportador autônomo paga quase 30% de tributos sobre o valor do serviço. Como MEI será possível emitir o conhecimento de cargas, eletronicamente, dispensando as chamadas ‘transportadoras de papel’, que subcontratam o caminhoneiro e oneram o serviço”.

Com MEI será possível emitir conhecimento de cargas

Segundo o presidente, o caminhoneiro terá autonomia para emissão de documentos, recebimento e transporte da carga, com redução de custos à empresa que necessita transportar determinado produto.

“Se o embarcador, que é a empresa, terá menos gastos, consequentemente cidadão receberá o produto por menor valor”, disse. Mas, para que tudo isso aconteça será preciso criar uma plataforma eletrônica, similar ao utilizado por transporte por aplicativo”, disse Antonio Sérgio da Silva.

MEI como categoria

Microempreendedor Individual é uma categoria formal para quem quer abrir um negócio ou já trabalha por conta própria e fatura até R$ 81 mil por ano. 

As condições para se tornar um MEI são: não participar como sócio, administrador ou titular de outra empresa; pode ter no máximo um empregado; exercer uma das atividades econômicas previstas na resolução.

Reportagem: Priscila Caldas

Leia mais:

Leia mais sobre Negócios

Economistas são contra Bolsonaro receber título de Cidadão Amazonense

Classe se posicionou por meio de nota emitada pela Associação Brasileira de Economistas pela Democracia. Eles classificam posição política do presidente como 'nefasta'.

21 de abril de 2021

Confira as vagas de emprego oferecidas pelo Sine Manaus nesta quinta-feira

Ao todo, são 76 vagas. No currículo devem constar os seguintes dados atualizados: números pessoal e secundário, para contato e informações sobre o tempo de experiência.

21 de abril de 2021

Procon-AM notifica postos de combustíveis e revendedores de gás

Os estabelecimentos devem apresentar em até dez dias as notas fiscais com informações sobre os preços de compra e venda para análise de uma possível cobrança abusiva.

21 de abril de 2021

Vacina em ritmo lento compromete a recuperação econômica, alerta estudo

Conclusão é do Relatório de Atividade Fiscal, publicado pela Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado. Documento classifica o atraso como “risco a ser monitorado".

21 de abril de 2021

TVLAR inaugura nova unidade em Eirunepé e soma 57 lojas em todo o estado

TVLAR Eirunepé traz um layout renovado, desenvolvido para atender a operação de forma eficiente num planejamento estratégico que prevê a ampliação da rede de lojas na região.

20 de abril de 2021

Em meio à pandemia, demanda por locação e compra de imóveis tem alta

Para o Creci AM/RR, no último ano, o estado manteve procura elevada por aluguel e financiamentos de imóveis novos. Demanda é justificada por comodidade e empreendedorismo.

20 de abril de 2021

Operadoras de turismo perdem dois terços do faturamento em 2020

Segundo dados da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), o faturamento das empresas caiu de R$ 15,1 bilhões em 2019 para R$ 4 bilhões no ano passado.

20 de abril de 2021

Exportações cedem 1,9% e importações retraem 37,6% até a terceira semana de abril

Com isto, o saldo da balança comercial no período é de US$6.310,28 milhões, salto de 453,0% em relação às três primeiras semanas do mês de março (US$1.141,16 milhões).

20 de abril de 2021