segunda-feira, 24 de junho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

RELATÓRIO DE GESTÃO

Justiça Eleitoral analisou mais de 1.900 processos em 2023

Um dos pontos destacados no relatório foi o julgamento de 216 processos relacionados à fraude à cota de gênero.
COMPARTILHE
Fachada do TSE - Foto: Alberto Ruy/Secom/TSE
Fachada do TSE - Foto: Alberto Ruy/Secom/TSE


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou na última quinta-feira (25/4) o seu Relatório de Gestão Integrado de 2023, que reforça o compromisso com a integridade das eleições e o cumprimento da legislação eleitoral.

Com 162 sessões de julgamento, o TSE avaliou 1.957 processos, dos quais 120 foram presenciais e 42 realizados no Plenário Virtual.

No início do ano passado, o TSE tinha 6.560 processos, dos quais 902 estavam conclusos aos relatores. Durante o período analisado, foram autuados 10.029 processos, resultando em 11.653 processos baixados.

O presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, ressaltou a importância dessas decisões na apresentação do relatório, enfatizando o papel da Corte Eleitoral como guardiã da democracia e da lisura do processo eleitoral.

Um dos pontos destacados no relatório foi o julgamento de 216 processos relacionados à fraude à cota de gênero. Ao menos 60 casos desse tipo foram identificados em disputas ao cargo de vereador nas Eleições Municipais de 2020.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Esse dado reforça a necessidade de vigilância e ação por parte das autoridades eleitorais para garantir a equidade de gênero e a legitimidade dos pleitos.

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMPARTILHE