sexta-feira, 14 de junho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Governo de SP cobra que Eduardo Bolsonaro pague R$ 113 mil em multas

As multas a Eduardo Bolsonaro é por não usar máscara contra a covid-19 em visitas ao Estado de São Paulo e foram aplicadas pelo ex-governador João Doria.
COMPARTILHE
Eduardo Bolsonaro
Ivestigação a empresa de Eduardo Bolsonaro. (Foto/ Divulgação)

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), um dos filhos do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), não pagou até esta sexta-feira (6) as multas que recebeu em 2021, durante a gestão João Doria (PSDB), por não usar máscara contra a covid-19 em visitas ao estado.

Na última terça-feira (3), já durante a gestão de Tarcísio de Freitas (Republicanos), a PGE (Procuradoria-Geral do Estado), vinculada diretamente ao governador, entrou na Justiça com duas ações de execução fiscal contra Eduardo.

O valor cobrado na Justiça é de R$ 113 mil, considerando os juros. As multas custam R$ 47.955 cada (quase R$ 96 mil no total) e foram inscritas na dívida ativa.

As multas foram aplicadas porque, na época, o uso de máscaras era obrigatório no estado. Com os honorários advocatícios, essa quantia pode ser ainda maior.

O UOL tenta localizar Eduardo Bolsonaro. O espaço está aberto para manifestação.Conforme os processos, as duas multas foram aplicadas no mesmo dia, em 15 de dezembro de 2021, por visitas que Eduardo fez a Eldorado (SP) e Iporanga (SP).

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Quando era presidente, Bolsonaro também foi multado diversas vezes pela gestão Doria por não usar máscara nas visitas que fazia a São Paulo. Por não pagá-las, ele foi inscrito na dívida ativa do estado em maio do ano passado. 

Texto: Isac Sharlon

Leia Mais:

COMPARTILHE