sexta-feira, 14 de junho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Expulso de Igreja do Peru, Padre Kelmon será bispo de grupo religioso grego

Na última sexta-feira (16) a Igreja Ortodoxa do Peru no Brasil comunicou o desligamento de Kelmon que ficou impedido de ministrar atividade da denominação religiosa.
COMPARTILHE
Padre Kelmon
Redes sociais

SÃO PAULO, SP – Desligado da Igreja Ortodoxa do Peru no Brasil, o ex-candidato à presidência Padre Kelmon (PTB) afirmou que fará parte de uma outra denominação religiosa, a Igreja Ortodoxa Grega da América e Exterior.

Em sua conta no Instagram, Kelmon diz que havia pedido excardinação (afastamento) da instituição peruana e afirma ter dado início ao processo de incardinação (incorporação) na Igreja Ortodoxa Grega da América e Exterior, já aprovado.

A postagem tem a foto do documento da igreja grega com informações sobre a inclusão de Kelmon e dois colegas, Lucas Soares Chagas e Nildo Lopes de Andrade, na instituição.

“O Padre Kelmon está pois apto para celebrar os Santos Sacramentos e foi ELEITO BISPO (assim mesmo, em amiúsculas) para as missões no Brasil, dentro em breve ocorrerá sua Sagração”, diz o texto que acompanha a foto, e aparece assinado por Pe João Damasceno.

Na última sexta-feira (16) a Igreja Ortodoxa do Peru no Brasil comunicou, pelo Facebook, o desligamento de Kelmon e de Lucas Soares Chagas, que ficaram impedidos de ministrar atividades da denominação religiosa.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Durante a disputa eleitoral, Padre Kelmon ficou conhecido por seu posicionamento aliado ao presidente Jair Bolsonaro (PL), ele também se tornou um dos memes de destaque do pleito pela participação em debates. O ex-presidenciável terminou a disputa em 7º lugar, com 0,07%.

Com informações da Folhapress

Leia Mais:

COMPARTILHE