fbpx

terça, 18 de janeiro de 2022

Candidatos tratam cultura só como entretenimento, dizem artistas

As propostas dos prefeituráveis confirmam a fala do diretor e ator Taciano Soares sobre a falta de percepção dos candidatos sobre como funciona a cultura e sua importância.

29 de outubro de 2020

Compartilhe

O novo gestor precisa fazer funcionar o que está parado, opina artista (F: Michell Dantas)

A cultura é o segmento menos explorado nos planos de governo dos 11 candidatos a prefeito de Manaus. As propostas dos prefeituráveis confirmam a fala do diretor e ator Taciano Soares sobre a falta de percepção dos candidatos sobre o que de fato é cultura.

De acordo com Taciano, muitos candidatos não conseguem entender a cultura como um lugar de produção de políticas públicas.

“Tratam a cultura como entretenimento ou festividade, apenas. Isso é só uma parcela. Existe uma aspetro, da atual gestão, que teve um avanço nessa questão. Mas é preciso que tenha continuidade, senão teremos todo um trabalho jogado fora”, afirmou.

O diretor-geral do Casarão de Ideias, João Fernandes, defende a mesma ideia. Segundo ele, a primeira atitude que o novo gestor precisa tomar é fazer funcionar o que ainda não está funcionando, sem anular as políticas e avanços que já foram construídos.

Apesar de ressaltar a importância da continuidade dos avanços da atual gestão, no segmento cultural, o candidato da coligação Trabalho Bom Merece Continuar, Alfredo Nascimento (PL), que é apoiado pelo prefeito Arthur Neto (PSDB), não registra no seu plano de governo essa continuidade.

Sobre a categoria cultural, Alfredo unifica cultura e esporte, com propostas de incentivar e sistematizar atividades culturais.

Além da questão de compreender que a cultura está inserida em todas as outras áreas, Taciano defende que o próximo prefeito descentralize espaços que, atualmente, se encontram apenas na área central da cidade, para que todas as áreas de Manaus tenham acesso à cultura, através de teatros municipais e centros culturais, por exemplo.

“A gente precisa de mais equipamentos culturais espalhados pela cidade. É muito comum que as pessoas tenham que se descolar até o centro da cidade, para ir ao teatro, biblioteca e museu. Não temos espaços onde as pessoas possam consumir cultura nas suas mais diversas linguagens, em todas as regiões. É preciso construir espaços de consumo”, disse.

O diretor lembrou que Manaus é uma das poucas cidades que não têm um teatro municipal e, segundo ele, é importante que haja avanço nesse aspecto e que tenha mais de um espaço, além do Teatro Amazonas.

Sob esse mesmo ponto de vista de descentralizar espaços, João Fernandes afirmou que além de implantar espaços em todas as zonas, é necessário mantê-los em funcionamento.

“A gente precisa que a prefeitura não coloque apenas um centro cultural em determinado bairro, isso também, mas é entender como tudo isso dialoga”, sugeriu.

“Acredito que, hoje, qualquer administrador que for ocupar [o executivo], precisa entender os mecanismos da administração, atrelando a economia, transformação social e como isso traz bem-estar às pessoas. Esses elos não se separam, não tem como fazer planos separados de saúde, mobilidade e não inserir a cultura, por que ela atravessa todas as áreas”, disse.

Incentivos à cultura

De acordo com Taciano, é preciso pensar também nos grupos culturais que não têm projeto de manutenção, porque mantêm seus espaços com recursos próprios.

“É interessante que tenhamos investimentos para esses grupos pequenos, da mesma forma que é feito no Polo Industrial em que as empresas se instalam em Manaus porque têm incentivos fiscais. Seria interessante pensar em algo dessa maneira para os artistas. Isso é uma ação urgente, por que se os artistas não têm esse incentivo, as pessoas não terão onde consumir cultura”, defende.

Segundo ele, seria interessante também uma efetiva participação do Conselho Municipal de Cultura (Concultura), como fiscalizador das ações, por exemplo, fiscalizar quais empresas que estão aderindo à Lei de Incentivo à Cultura e quais estão abrindo mão do ISS para investir em cultura.

Da mesma maneira, João disse que a Lei precisa receber um olhar especial. “Temos um mecanismo que é a Lei Municipal de Cultura e esse é um objeto que precisa de uma sensibilização. Acho que pode ser um papel do executivo fazer essa relação de sociedade e empresas privadas que estão no munícipio”, afirmou.

Reportagem: Milena Soares

Leia mais:

Veja mais notícias

Teste de publicação agendada

A Bemol comemora nesta sexta-feira (13) mais um aniversário como empresa referência para a sociedade amazonense desde 1942. Nascida em Manaus e presente nos estados Amazonas,

13 de agosto de 2021

Acompanhado da filha, David despede-se da mãe em Igreja no Morro da Liberdade

O candidato David Almeida antecipou o horário de votação para enterrar a mãe, dona Rosa, marcado às 10h deste domingo no cemitério Morro da Liberdade.

28 de novembro de 2020

Ex-candidatos lamentam falecimento da mãe de David Almeida

Após a morte de Dona Rosa Almeida, vários ex-candidatos a prefeito de Manaus que concorreram neste pleito emitiram nota de solidariedade à família.

28 de novembro de 2020

Boa Vista: Pesquisa aponta vitória de Arthur Henrique com 79% dos votos

Levantamento foi feito entre os dias 24 e 26 de novembro e ouviu 602 pessoas na capital Boa Vista. A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral com o n° RR 07926/2020.

28 de novembro de 2020

Belém: Justiça proíbe divulgação de pesquisa que aponta Eguchi à frente

A pesquisa do Instituto Ecodatta coloca Eguchi com 52% das intenções de voto contra 40,4% de Edmilson, dados diferentes da última pesquisa Ibope divulgada.

28 de novembro de 2020

2° turno na capital terá fiscalização do Ministério Público Eleitoral

Crimes como boca de urna, compra de votos, transporte de eleitores por candidatos poderão ser denunciados ao Ministério Público para apuração e fiscalização imediata.

28 de novembro de 2020

Campanha encerra mais cedo após morte da mãe de David Almeida

Os candidatos Amazonino Mendes e David Almeida cancelaram atividades de campanha na tarde deste sábado (28), devido a morte de Dona Rosa Almeida, ocorrida nesta manhã.

28 de novembro de 2020

Mesmo no pior cenário, média das pesquisas aponta vitória de David

Levantamento, comparando as médias das últimas pesquisas eleitorais, revelou que Amazonino perderia o 2º turno e David conquistaria a vitória, elegendo-se prefeito de Manaus.

28 de novembro de 2020