fbpx

domingo, 01 de agosto de 2021

Wilson Lima anuncia prorrogação do Crédito Emergencial até novembro

Governador destacou os mais de R$ 110 milhões aplicados em atividades produtivas, em todo o estado, por meio de linha de crédito, criada para minimizar impactos da pandemia.

2 de julho de 2021

Compartilhe

Crédito Emergencial concedido pelo Governo do estado foi prorrogado até novembro (Foto: Breno Bigi)

O governador Wilson Lima (PSC) aproveitou a cerimônia de lançamento do programa Idoso Empreendedor, nesta sexta-feira (2), para anunciar a prorrogação do Crédito Emergencial até novembro. Durante o evento, o governador destacou os mais de R$ 110 milhões aplicados nas atividades produtivas, em todo o estado, por meio dessa linha de crédito, criada para minimizar impactos da pandemia de Covid-19.

“É uma oportunidade para empreendedores incrementarem os seus negócios incremetar suas atividades, ou iniciar um novo negócio. Temos crédito para todos os segmentos: desde jovens empreendedores, com pequenos negócios de estética, até idosos”, disse o governador.

Além dos valores disponibilizados por meio do Crédito Emergencial, Wilson Lima apresentou o balanço do perdão e a renegociação de dívidas com a Afeam. Esse pacote de ações foi intensificado pelo Estado para socorrer as vítimas da cheia dos rios deste ano e, também, visa reduzir os impactos causados pela pandemia da Covid-19.

Segundo o governador, a estimativa do Governo do Amazonas é chegar a R$ 130 milhões em operações do Crédito Emergencial em 2021.

“Tudo isso é importante nesse momento que a gente tem uma necessidade de recuperar as atividades econômicas do estado do Amazonas. Quem trabalha na informalidade foi muito prejudicado e a gente está investindo pesado, com apoio inclusive da Assembleia (Legislativa do Estado do Amazonas), que aprovou a prorrogação do nosso decreto de calamidade pública e isso permite que a gente amplie, até o final do ano, o nosso Crédito Emergencial”, destacou Wilson Lima.

Estímulo à economia

Desde janeiro de 2021, as medidas de estímulo econômico adotadas pelo Governo do Estado durante a pandemia possibilitaram a geração ou manutenção de mais de 24 mil ocupações econômicas em 8 mil operações de crédito, sendo 6 mil no interior.

Os recursos aplicados pela Afeam em todo o estado representam um crescimento de 136% em relação aos últimos quatro anos, no mesmo período. Despenho também seguido no número de operações e ocupações econômicas.

Com o crédito concedido pelo Governo do Amazonas por meio da Afeam, Mara Cristina de Souza, está investindo em oficinas de conserto de escapamento de veículos. “No momento que eu preciso venho aqui, ou então vou pela internet, faço meus cadastros e a Afeam me ajuda nesse sentido. Eu preciso de um crédito emergencial, preciso de um empréstimo, eles sempre me ajudam a dar esse passo e só tenho que agradecer”, disse a empreendedora.

O Governo do Estado decretou e a Aleam acatou a prorrogação do estado de calamidade na saúde pública por 180 dias, explicou o diretor-presidente da Afeam, Marcos Vinicius Castro. “De igual modo, o Crédito Emergencial, que foi lançado na pandemia, vai acompanhar esse prazo e nós vamos continuar atendendo como estamos fazendo”, disse Marcos Vinicius.

Renegociação

Como uma das iniciativas para estimular os negócios, o Governo do Amazonas, por meio da Afeam, também realiza a Renegociação Emergencial e a medida alcançou, neste primeiro semestre mais de 1.400 clientes em débito, resultando em mais de R$ 24 milhões.

Anistia 

Wilson Lima destacou, ainda, que produtores rurais, micro, pequenos empresários e profissionais autônomos atingidos pela enchente nos municípios onde foram decretados estado de emergência recebem a concessão de anistia total ou parcial da Afeam. Até o momento, foram mais de R$ 3 milhões de anistias concedidas a 619 empreendedores de 21 municípios do interior do Estado.

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Energia mais cara: Aneel mantém bandeira tarifária vermelha em agosto

Segundo a agência, não houve mudança nos cenários hidrológicos do país. Com isso, o custo de cada 100 kilowatt-hora (kWh) consumido continua sendo de R$9,492.

31 de julho de 2021

Lojas do Centro afetadas pela cheia reabrirão na segunda-feira

Normalização das atividades demandará contratação inicial de 250 pessoas, uma parcela de pelo menos 1,5 mil postos que deverão ser gerados até o final do ano.

31 de julho de 2021

Dia dos Pais injetará R$ 6,03 bilhões na economia, estima CNC

Previsão da Confederação Nacional do Comércio é que o setor tenha o maior faturamento no Dia dos Pais desde 2018. Data teve, no ano passado, o pior resultado em 13 anos.

31 de julho de 2021

Urbano Norte: app de mobilidade cadastra motoristas em Parintins

A plataforma de mobilidade urbana, que já oferece serviços em Manaus e Itacoatiara está em fase de cadastramento de motoristas da ilha.

30 de julho de 2021

Guedes diz que orçamento pode acomodar aumento do Bolsa Família

Segundo Paulo Guedes, até o momento, o programa está perfeitamente enquadrado dentro dos planos do ministério, da Lei de Responsabilidade Fiscal e do limite do teto.

30 de julho de 2021

ANP inclui 377 blocos exploratórios na Oferta Permanente

Blocos da Oferta Permanente são os que estão à disposição do mercado para estudos de forma contínua, sem a limitação de tempo imposta pelas rodadas de licitação.

30 de julho de 2021

Ibre/FGV: Incerteza da economia recua 3,0 pontos em julho

Com isso o índice continua em um patamar elevado em comparação com a média histórica, após picos nunca atingidos nos meses de abril e maio de 2020, início da pandemia.

30 de julho de 2021

Azul inaugura voos para Parintins e São Gabriel da Cachoeira

A partir da próxima segunda-feira, a companhia passa a operar voos entre Manaus e Parintins. Na terça-feira, iniciam as operações com destino a São Gabriel da Cachoeira.

30 de julho de 2021