fbpx

sábado, 21 de maio de 2022

Venda da Oi é aprovada e clientes são remanejados para Claro, Vivo e Tim

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou nesta quarta-feira, (9), a venda da Oi para as operadoras Claro, Vivo e Tim. A operação foi de R$ 16,5 bilhões.

10 de fevereiro de 2022

Compartilhe

A Oi entrou em recuperação judicial em 2016, com dívida líquida de R$ 65 bilhões. (Foto: Divulgação)

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou nesta quarta-feira, (9), a venda da Oi móvel para as operadoras Claro, Vivo e Tim. A operação de R$ 16,5 bilhões dos ativos — torres, data centers e imóveis — da Oi móvel deve ser reavaliada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Um pedido de anulação feito pela empresa Copel Telecomunicações foi protocolado na Anatel, que afirma que houve diversos equívocos na negociação. Ainda não há uma data para que a diretoria colegiada da Anatel dê uma resposta sobre a compra.

Recuperação judicial

A Oi entrou em recuperação judicial em 2016, com dívida líquida de R$ 65 bilhões. O montante foi reduzido a R$ 29,9 bilhões, mas mesmo assim a empresa não tem condições de arcar com esse custo. Por isso, a alienação de ativos é considerada essencial para salvar a Oi. A empresa tem 16% de participação no mercado móvel, atrás de Vivo (33%), Claro (26%) e Tim (23%).

Com a venda de sua operação móvel, a Oi diz que vai se concentrar em expandir o serviço de internet fixa por fibra ótica e na criação de um serviço de rede neutra, que fornece equipamentos e infraestrutura para outras operadoras.

Os clientes da Oi foram divididos em:

Claro ficou com 27 DDDs. São eles: 13, 14, 15, 17, 18, 27, 28, 31, 33, 34, 35, 37, 38, 43, 44, 45, 46, 47, 48, 49, 71, 74, 77, 79, 87, 91 e 92.

Vivo ficou com 11 DDDs. São eles: 12, 41, 42, 81, 82, 83, 84, 85, 86, 88 e 98.

TIM ficou com 29 DDDs. São eles: 11, 16, 19, 21, 22, 24, 32, 51, 53, 54, 55, 61, 62, 63, 64, 65, 66, 67, 68, 69, 73, 75, 89, 93, 94, 95, 96, 97 e 99.

Com informações Portal UOL

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

STF valida Lei do AM que iguala salários de escrevente com o de analista

Para o STF, a lei amazonense não promoveu a transposição de servidores ou o provimento de cargos sem concurso público, apenas deu isonomia para categoria em extinção.

21 de maio de 2022

MPAM pede anulação de prova do concurso da Sefaz para Auditor

O Ministério Público identificou que prova tinha questões que fugiram ao que estava previsto no edital e pediu pela suspensão do exame para a categoria.

21 de maio de 2022

Faturamento do varejo cresce 3,5% em relação ao período pré-pandemia

Para a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus, a abertura de novos empregos na capital impulsionou os resultados, contribuindo para a recuperação do segmento.

21 de maio de 2022

Lei de tempo de espera máximo para atendimento é sancionada, no AM

O Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas destaca que, para que o consumidor consiga indenização perante a Justiça, é necessário recorrer ao Poder Judiciário.

20 de maio de 2022

PL destina recursos do pré-sal para políticas de pesca e aquicultura

Projeto de Lei 6114/19 destina para as políticas de aquicultura e pesca dos estados e municípios até 1% dos recursos arrecadados pela União com venda dos barris de petróleo.

20 de maio de 2022

PIM poderá ganhar fábrica da Tesla, empresa de Elon Musk, diz colunista

Informação é do colunista Igor Gadelha, do site Metrópoles. Em setembro do ano passado, a empresa apresentou, pela primeira vez, um protótipo de um veículo de duas rodas.

20 de maio de 2022

Em 4 meses, a arrecadação tributária do AM cresce 4% e supera R$ 5 bi

Crescimento reflete o bom desempenho da atividade comercial, e ainda, do subsetor de postos de combustíveis, que registraram alta na arrecadação, respectivamente, de 6% e 10%

20 de maio de 2022

Governo publica decreto com regras para mercado de carbono

Medida exige que os ministérios do Meio Ambiente e da Economia criem um plano de mitigação das mudanças climáticas, em que serão definidas metas de emissão de gases.

20 de maio de 2022