fbpx

quinta, 30 de junho de 2022

Teto no ICMS do diesel não evita aumento de passagens de ônibus

Os municípios se opõem à criação do teto de 17% no imposto sobre combustíveis, aprovado no Senado. Prefeitos preocupam-se com a queda de receita esperada com a medida.

14 de junho de 2022

Compartilhe

Prefeitos calculam perda de R$ 12 bilhões por ano (Foto: Reprodução)

A Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), que reúne gestores de cidades médias e grandes, afirma que a redução no preço do diesel gerada pela criação de um teto na cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) não evitará novos aumentos nas tarifas do transporte público.

“A redução do preço do diesel na bomba, que, caso aconteça, deverá ser pequena, não impactará nas tarifas. Também não há como assegurar que não teremos novos reajustes nas catracas”, diz o prefeito de Aracaju (SE), Edvaldo Nogueira (PDT), presidente da entidade.

Isso ocorre, segundo ele, porque o valor das passagens está represado. O diesel, que representa 27% do custo do sistema, subiu mais de 65% desde junho de 2021, enquanto as tarifas tiveram relativa estabilidade.

Os municípios se opõem à criação do teto de 17% no imposto sobre combustíveis, aprovado na segunda-feira (13) no Senado. Como houve mudança com relação à versão que veio da Câmara, a matéria terá de ser votada novamente pelos deputados. Mas não são esperadas mudanças.
Os prefeitos, assim como os governadores, preocupam-se com a queda de receita esperada com a medida.

A perda calculada pela FNP, que reúne municípios com mais de 80 mil habitantes, é de R$ 12 bilhões por ano se aprovado o projeto do Senado, com compensação para as áreas de saúde e educação.

No transporte, o diesel, que representa 27% do custo do sistema, subiu mais de 65% desde junho de 2021, enquanto as passagens tiveram relativa estabilidade.

“Os sistemas de transporte coletivo estão na iminência de um colapso. Essa proposta não resolve sequer parcialmente o problema”, diz Nogueira. A FNP pede a aprovação do projeto que destina R$ 5 bilhões de recursos federais aos municípios para ajudar a sustentar as gratuidades de passagens de idosos.​

FolhaPress

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Concurso da Agência de Fomento do AM abre inscrições no dia 18 de julho

São ofertadas 30 vagas para nível superior neste certame, onde os salários chegam até R$ 6,5 mil. O edital já pode ser consultado hoje no site da comissão organizadora.

30 de junho de 2022

Conheça o Empresa Fácil, sistema que facilita abertura de empresas em Manaus

O Empresa Fácil coleta os dados necessários para o funcionamento da empresa pelo preenchimento de formulário eletrônico único, disponível na internet, pelo site da Jucea.

29 de junho de 2022

“Porta-voz da ZFM”, Daniella Consentino deverá presidir a Caixa

Braço direito de Paulo Guedes, Consetino deixa a Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade pouco mais de quatro meses após assumir a predidência.

29 de junho de 2022

PIM fecha primeiro quadrimestre com alta de 8,96% no faturamento

Entre janeiro e abril, o faturamento total do Polo Industrial de Manaus ficou em R$ 52,68 bilhões, o que representa alta de 8,96% em relação ao mesmo período de 2021.

29 de junho de 2022

Amazonas melhora índice e obtém nota A em transparência fiscal

O Amazonas está entre os Estados que tiraram nota A juntamente com Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraná, Pernambuco, Santa Catarina e Tocantins.

28 de junho de 2022

Programa de capacitação em tecnologia para mulheres tem inscrições abertas

Programa Santander Code Girls 2022, uma iniciativa do Santander Universidades, atende a mulheres que têm interesse na área de Tecnologia e desejam trabalhar com programação.

28 de junho de 2022

Postos já recebem gasolina com desconto de impostos federais

Desconto ainda é gradual, já que o repasse depende dos estoques das distribuidoras, mas o governo negocia com o setor uma alternativa para agilizar os cortes nos preços.

28 de junho de 2022

Estados fazem propostas no STF sobre o ICMS dos combustíveis

Governadores, secretários de fazenda e representantes da União participaram de audiência de conciliação marcada por Gilmar Mendes do STF para tratar dos combustíveis.

28 de junho de 2022