fbpx

domingo, 23 de janeiro de 2022

Surto de gripe gera falta de medicamentos nas farmácias em Manaus

Sindidrogas afirma que setor foi surpreendido pelo surto da gripe. Laboratórios estão em recesso e distribuidores estão impossibilitados de atender demanda das farmácias.

7 de janeiro de 2022

Compartilhe

Surto de gripe gera falta de medicamentos nas farmácias em Manaus (Foto: Reprodução)

O surto de gripe elevou expressivamente a procura por antigripal, analgésico e antitérmico, além de medicamentos correlatos como xaropes e vitaminas, ocasionando a falta desses produtos em farmácias, na capital. De acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Drogas do Estado do Amazonas (Sindidrogas-AM), os laboratórios estão em recesso e a previsão para a retomada das distribuições dos produtos é de 45 dias.

O presidente do Sindidrogas, Alarico Araujo, relata que no mês de dezembro, tradicionalmente, as farmácias abastecem o estoque de medicamentos em volume superior aos meses anteriores por conta da pausa no final de ano na produção dos laboratórios fabricantes das drogas. Mas, as empresas foram surpreendidas pelo surto da gripe e o estoque programado para durar até o retorno da operação dos laboratórios, em alguns casos, já encerrou.

Proprietários de farmácias tentaram efetuar pedidos às dez distribuidoras que operam em Manaus, além de tentativas com fornecedores de Fortaleza (CE), Belém (PA) e São Paulo (SP). Mas, nenhum distribuidor tem medicamentos para tratamento de gripe para atender ao segmento farmacêutico em Manaus, devido à alta demanda nacional.

“O setor não estava preparado para esse surto. Vendemos o dobro ou até o triplo da quantidade de medicamentos para gripe, em dezembro, em relação à quantidade normalmente comercializada. A situação deve ficar ainda mais difícil caso os casos de gripe aumentem ainda mais. Torcemos para que os laboratórios se sensibilizem e voltem a produzir antes do tempo previsto”, comentou Araujo.

Consumidor poderá sentir leve aumento nos preços

Conforme Araujo, é possível que os laboratórios farmacêuticos, ao retomarem a produção, repassem os produtos sem o desconto normalmente considerado no ato do fornecimento às distribuidoras. Com o ‘corte’ no desconto, a distribuidora repassa o medicamento às farmácias por preço que segue a tabela do governo federal.

O consumidor poderá sentir, no caso, a retirada desse desconto (do laboratório), caso aconteça.

“É a lei da oferta e demanda e isso acontece sempre que há aumento na procura por qualquer medicamento”, comentou o presidente.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Sorte grande: Mega-Sena deve pagar R$ 22 milhões neste sábado

O último concurso da Mega-Sena (2.445), na última quarta-feira (19), não teve acertadores. As apostas podem ser feitas até as 18h (horário de Manaus) deste sábado.

22 de janeiro de 2022

Projeto visa combater discriminação racial no acesso ao crédito

Levantamentos indicam que 32% dos empreendedores negros do país já tiveram pedidos de crédito negados sem que houvesse explicações. Problema foi inensificado com a pandemia.

22 de janeiro de 2022

Desempenho do varejo deve ser negativo no 1º trimestre, diz Ibevar

Segundo dados da pesquisa de intenção de compra, projeções do varejo ampliado indicam queda de 2,22% para o primeiro trimestre de 2022, em relação ao mesmo período de 2021.

22 de janeiro de 2022

Abertura de empresas cresce 4,5% em outubro, revela Serasa Experian

De acordo com o Indicador de Nascimento de Empresas, foram abertos 325.732 empreendimentos, sendo que em 2020 haviam sido registrados 311.590 novos negócios no Brasil.

22 de janeiro de 2022

Nubank oferece primeiro fundo da família de renda fixa, o Nu Reserva

Fundo é composto por títulos públicos, operações compromissadas e títulos de crédito privado. É uma opção para quem busca alternativa para investir sua reserva de emergência.

22 de janeiro de 2022

Itaú destina recursos para projetos de proteção à infância no Amazonas

Dois projetos de ações sociais em defesa da infância e da adolescência no interior do Amazonas foram contemplados com recursos oriundos do Fundo Itaú Social .

22 de janeiro de 2022

Dívidas do Simples poderão ser pagas ou renegociadas até 31 de março

Prazo encerraria em 31 de janeiro. Regularização dos débitos é necessária para os micro e pequenos empresários e os profissionais autônomos continuarem no Simples Nacional.

21 de janeiro de 2022

Falha de segurança expõe dados de mais de 160 mil chaves Pix

Dados referentes a 160.147 chaves Pix foram vazados. Segundo o BC, informações expostas são de natureza cadastral e não permitem movimentação de recursos ou acesso às contas.

21 de janeiro de 2022