fbpx

quarta, 19 de janeiro de 2022

Sindpam anuncia reajuste de até 25% no preço do pão francês em Manaus

Sindpam anuncia reajuste de 15% a 25% no preço do pão francês, após alta nos preços dos insumos como trigo, energia elétrica, embalagens e combustíveis entre outros.

12 de janeiro de 2022

Compartilhe

Presente diariamente na mesa dos brasileiros, o pão francês vai ficar mais caro (Foto: Reprodução)

O pão francês terá reajuste de preço de 15% a 25%. O anúncio foi feito na noite de quarta-feira (12) pelo presidente do Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria do Amazonas (Sindpam /AM), Carlos Azevedo, por meio de nota, após a realização da Assembleia Geral de Associados, realizada na Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam).

“A medida se dá em decorrência dos sucessivos aumentos nos valores das matérias-primas, como a farinha de trigo (13% em 2020, 34% em 2021 e 22% em janeiro 2022), insumos e ingredientes (18% no ano 2021), energia elétrica (24,97% até outubro de 2021), variação cambial de 8,10% em 2021, reajuste do piso nacional de salários na ordem de 10,12%, mais aumento nos custos de material de embalagens e combustíveis”, relata o presidente.

Em nota, presidente explica que ao longo de 2021, as panificadoras reavaliaram seus custos e mantiveram os preços estáveis, com exceção de algumas que estavam com valores muito defasados em relação aos custos. “Todavia os aumentos já mencionados obrigam o setor ao reajuste de preços de seus produtos, nesta semana, de acordo com os custos de cada empresa associada”, diz a nota.

Azevedo também explica que as empresas de produtos panificados não realizam reajuste de preços desde 2020, e que com a pandemia não foi possível repassar esses aumentos para o consumidor, já que as vendas diminuíram.

O Sindpam conta hoje com 54 associados, entre eles grandes panificadoras, como Panificadora Conde do Pão, Panificadora e Confeitaria Serpan, panificadora Lindopan Casa de Pães, Cinthia e Panificadora Eliza, entre outras.

Com informações da Assessoria

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Santander renegocia dívidas com clientes do Amazonas até 31 de março

Santander lança campanha nacional para negociação de dívidas com prazos estendidos de parcelamento e descontos de mais de 90% tanto pessoa física quanto jurídica.

19 de janeiro de 2022

Greve da Receita Federal pode gerar desemprego no PIM, alerta Cieam

Greve dos auditores fiscais preocupa o presidente do Centro das Indústrias do Amazonas, que teme demissão de postos de trabalho caso empresas precisem se reprogramar.

19 de janeiro de 2022

App se posiciona a favor de motoboys, após encerramento da Uber Eats

Fui App se posiciona a favor de motoboys quee receberam notícia do fim das atividades da Uber Eats, após sanção de lei que amplia direitos de entregadores de refeições.

18 de janeiro de 2022

FGV recebe inscrições até sexta-feira para seleção do Censo 2022 do IBGE

FGV inscreve online para mais de 206 mil vagas para o recenseamento que deve visitar mais de 70 milhões de domicílios em todo o País, de acordo com projeção do IBGE.

18 de janeiro de 2022

Governo do Amazonas investe na piscicultura familiar de Iranduba

Fomento abrange desde entrega de alevinos e kits de análise de água a assistência técnica e compra de pescado. Ao todo, foram beneficiados 700 piscicultores do estado.

18 de janeiro de 2022

Com 70,9% das famílias devendo, país encerra 2021 com recorde de endividados

De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), o nível de endividamento médio das famílias brasileiras em 2021 foi o maior em 11 anos.

18 de janeiro de 2022

Servidores federais realizam ato contra ‘congelamento salarial’

Protestos acontecem em frente ao edifício-sede do Banco Central, em Brasília. Mobilização de servidores federais pede reestruturação de carreiras e reajuste salariais.

18 de janeiro de 2022

Anac autoriza redução no número de comissários em voos da Gol e Azul

Decisão leva em consideração "o recente e ainda crescente surto da variante ômicron do coronavírus no Brasil e seus respectivos impactos na disponibilidade de tripulantes".

18 de janeiro de 2022