fbpx

terça, 21 de setembro de 2021

Sedecti apresenta Distrito de Desenvolvimento Regional Manacapuru e Iranduba

Uma das propostas do Projeto, tem como objetivo disponibilizar o gás natural para ser utilizado como parte da matriz energética em substituição à queima de lenha vegetal.

20 de julho de 2021

Compartilhe

Projeto estima a melhoria do IDH (Foto: Divulgação)

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), apresentou nesta segunda-feira (19), o projeto do Distrito de Desenvolvimento Regional Manacapuru e Iranduba, que irá compor a carteira de projetos do modelo de Cidades Inteligentes (Manacapuru).  

Uma das propostas do Projeto, tem como objetivo disponibilizar o gás natural para ser utilizado como parte da matriz energética em substituição à queima de lenha vegetal e resíduos de madeira. Além de prever também o atendimento a outros setores, tais como: agroindústria, indústrias moveleiras, piscicultura e outras atividades internas da região.  

O projeto foi apresentado pelo secretário executivo de Desenvolvimento Econômico, em exercício, da Sedecti, José Sandro Ribeiro, que ressaltou a previsão de geração de dez mil novos postos de trabalhos, diretos e indiretos, além da redução de 40% das emissões de poluentes oriundos da queima de madeira.

Desenvolvimento Regional

“Fizemos a apresentação para a Suframa, Sudam, CBA, Prefeitura de Manacapuru, dentre outras instituições, que ficaram interessados no projeto. A ideia do Governo do Amazonas com esse projeto é a interiorização do desenvolvimento, em parcerias com outros atores federais, municipais e privados, no intuito de impulsionar a economia na região”, enfatizou Ribeiro.

Além de impulsionar o desenvolvimento local, segundo José Sandro, o Distrito de Desenvolvimento Regional Manacapuru e Iranduba também estima a melhoria do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), do Produto Interno Bruto (PIB) e do Índice de Vulnerabilidade Social (IVS).    

A iniciativa faz parte da carteira de projetos do Plano Regional de Desenvolvimento da Amazônia (PRDA 2020/2023), que está alinhado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, ligada à Organização das Nações Unidas (ONU). O projeto também foi aprovado pela Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e Ministério da Economia (ME).

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Segunda prévia do IGP-M aponta variação de -0,58% em setembro

O resultado mensal de setembro é o primeiro com variação negativa desde fevereiro de 2020. Dois dos três indicadores que compõem o IGP-M exibiram variação menor no mês.

20 de setembro de 2021

Manaus recebe 4ª edição da Feira Internacional da Gastronomia Amazônica

FIGA acontecerá em outubro, com objetivo de promover o intercâmbio entre chefs regionais, nacionais e internacionais e divulgar a Gastronomia Amazônica para diversos países.

20 de setembro de 2021

Estado arrecadou R$9,2 bi e cresceu 13,4% no ano, segundo Sefaz

Amazonas arrecadou mais de R$1,1 bi em agosto. Número representa crescimento de 1,75% em relação a agosto de 2020. Enquanto de janeiro a agosto o crescimento foi de 13,4%.

20 de setembro de 2021

A Importância da ZFM é tema do projeto Diálogos Amazônicos desta segunda

Participam do debate o reitor da Universidade do Estado do Amazonas, Cleinaldo Costa; e Juliano Assunção, professor da PUC-Rio e diretor do Climate Policy Initiative no país.

20 de setembro de 2021

EUA liberam a entrada de estrangeiros totalmente vacinados contra Covid-19

Medida entra em vigor a partir de novembro e vale para todos os países, incluindo o Brasil. Turistas terão que comprovar que estão completamente imunizados contra a doença.

20 de setembro de 2021

Governadores negam influência do ICMS na alta dos combustíveis

De acordo com nota assinada por 20 governadores, "nos últimos 12 meses, o preço da gasolina registrou um aumento superior a 40%, embora nenhum Estado tenha aumentado o ICMS".

20 de setembro de 2021

Vagas em home office: veja seleção de oportunidades para trabalhar de casa

Foram elencadas mais de 15 empresas que dispõem de vagas para quem quer garantir renda sem sair de casa. Na pandemia, home office ganhou destaque.

20 de setembro de 2021

Ministro do Desenvolvimento promete investir R$ 7 bi em mobilidade

Segundo Rogério Marinho, o transporte público é a alternativa mais importante para o deslocamento de pessoas. Afirmação foi dada durante abertura da Semana da Mobilidade.

20 de setembro de 2021