fbpx

sábado, 21 de maio de 2022

Produção de motos do PIM cresce mais de 70% entre janeiro e fevereiro

Crescimento se dá na comparação com o primeiro bimestre de 2021, período que registrou paralisação de parte das linhas de produção causada pela segunda onda da Covid-19.

14 de março de 2022

Compartilhe

Em fevereiro, 107.046 motocicletas saíram das linhas de montagem de Manaus (Foto: Reprodução)

As fabricantes de motos instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) fecharam o primeiro bimestre com a produção 190.589 unidades. De acordo com levantamento da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), o volume é 70,7% superior ao registrado no mesmo período do ano passado (111.645 motocicletas). A marca de 190 mil unidades havia sido alcançada no primeiro bimestre de 2020, antes da primeira onda de Covid-19 no país, quando foram produzidas 194.734 motocicletas.

Em fevereiro, 107.046 motos saíram das linhas de montagem, o melhor resultado para o mês, desde 2015. Naquele ano, foram produzidas 110.823 unidades. Ainda de acordo com dados da Abraciclo, o desempenho do setor foi 28,1% superior ao registrado em janeiro (83.543 unidades) e 84,5% maior na comparação com o mesmo mês do ano passado (58.014 motocicletas).

Ao avaliar os números, Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, lembra que no primeiro bimestre de 2021 o Polo de Duas rodas do PIM viveu grandes dificuldades devido a segunda onda da pandemia em Manaus. Já em janeiro deste ano, a variante Ômicron afetou o ritmo da produção. Ele afirma que, neste momento, a produção de motocicletas está em ritmo de retomada.

“Agora, a tendência é de evolução e crescimento para atender a demanda. Seguimos atentos, no entanto, em relação às instabilidades globais e suas consequências econômicas, que podem afetar os fluxos logísticos, o fornecimento de insumos e a produção de motocicletas”.

Fermanian destaca que as associadas têm se esforçado para atender aos pedidos dos consumidores e que a tendência é que a demanda continue em alta.

“O consumidor tem na motocicleta uma alternativa de deslocamento ágil e seguro, com menor custo de manutenção e que pode ser utilizado como instrumento de trabalho ou lazer. Além disso, o fator economia de combustível está levando muitos consumidores a optarem pela motocicleta no dia a dia”, explica.

Vendas no varejo

No primeiro bimestre, foram emplacadas 163.693 motos, aumento de 14,3% na comparação com o mesmo período do ano passado (143.182 unidades). 

Em fevereiro, os licenciamentos somaram 74.032 unidades, o que representa uma queda de 17,4% em relação às 89.661 motocicletas registradas em janeiro. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, as vendas no varejo cresceram 29% (57.384 motocicletas).

O presidente da Abraciclo explica que a redução no número de emplacamentos é resultado do menor volume de produção de motocicletas alcançado em janeiro. “A queda na produção impacta diretamente as vendas no mês seguinte. Agora, com a retomada da produção, os números de vendas devem apresentar crescimento”.

A Street foi a categoria mais emplacada, com 35.522 unidades e 48% do mercado. Na sequência do ranking, vieram a Trail (14.119 motocicletas e 19,1% de participação) e a Motoneta (9.928 unidades e 13,4%).

Exportações

Nos dois primeiros meses de 2022, as exportações de motocicletas apresentaram leve recuo. Foram exportadas 6.643 motocicletas, número 2,7% menor do que o registrado no mesmo período do ano passado (6.830 unidades).

Segundo levantamento do portal de estatísticas de comércio exterior Comex Stat, que registra os embarques totais de cada mês, analisados pela Abraciclo, os três principais destinos foram a Argentina (1.860 motocicletas e 23,3% do volume total exportado), os Estados Unidos (1.684 unidades e 21,1%) e a Colômbia (1.308 motocicletas e 16,4%).

Em fevereiro, os embarques para o mercado externo somaram 3.315 unidades, volume 0,4% inferior ao registrado em janeiro (3.328 motocicletas). Na comparação com o mesmo mês do ano passado, quando foram exportadas 2.926 unidades, houve alta de 13,3%.

No ranking mensal, o Uruguai foi o principal parceiro comercial, com 1.008 unidades e 21,1% das exportações. Em segundo lugar, ficaram os Estados Unidos (922 motocicletas e 19,3% do total exportado), seguidos pela Colômbia (900 unidades e 18,8%).

Fonte: Abraciclo

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Lei de tempo de espera máximo para atendimento é sancionada, no AM

O Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas destaca que, para que o consumidor consiga indenização perante a Justiça, é necessário recorrer ao Poder Judiciário.

20 de maio de 2022

PL destina recursos do pré-sal para políticas de pesca e aquicultura

Projeto de Lei 6114/19 destina para as políticas de aquicultura e pesca dos estados e municípios até 1% dos recursos arrecadados pela União com venda dos barris de petróleo.

20 de maio de 2022

PIM poderá ganhar fábrica da Tesla, empresa de Elon Musk, diz colunista

Informação é do colunista Igor Gadelha, do site Metrópoles. Em setembro do ano passado, a empresa apresentou, pela primeira vez, um protótipo de um veículo de duas rodas.

20 de maio de 2022

Em 4 meses, a arrecadação tributária do AM cresce 4% e supera R$ 5 bi

Crescimento reflete o bom desempenho da atividade comercial, e ainda, do subsetor de postos de combustíveis, que registraram alta na arrecadação, respectivamente, de 6% e 10%

20 de maio de 2022

Governo publica decreto com regras para mercado de carbono

Medida exige que os ministérios do Meio Ambiente e da Economia criem um plano de mitigação das mudanças climáticas, em que serão definidas metas de emissão de gases.

20 de maio de 2022

Eneva mais do que dobra reservas de gás na Bacia do Amazonas

Auditoria de reservas e recursos na Bacia do Amazonas mostra que as reservas de gás natural da Eneva passaram de 7,1 bilhão de m³ (Bm³) no fim de 2021 para 14,8 Bm³ em abril.

20 de maio de 2022

Brasil terá geração mais pobre com fechamento de escolas na pandemia, diz FMI

Aprendizado incompleto na pandemia pode diminuir o rendimento médio dessa geração de estudantes em 9,1%. Prognóstico coloca o país na 3ª pior posição entre os países do G20.

20 de maio de 2022

Startups podem obter crédito para acessar soluções tecnológicas

Programa Serpro Booster seleciona empresas tecnológicas e oferece créditos para que acessem algumas das melhores soluções tecnológicas de administração de dados públicos.

20 de maio de 2022