fbpx

domingo, 16 de janeiro de 2022

Novo Código Ambiental Urbano deve alavancar economia, dizem empresários

Código Ambiental Urbano foi sancionado pela Lei nº14.285/2021, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira. Legislação atualiza a política ambiental nacional.

30 de dezembro de 2021

Compartilhe

Nova legislação ambiental aprova Código Ambiental Urbano (Foto: Reprodução)

Setores da construção civil e imobiliário comemoram a instituição do Código Ambiental Urbano no país. A atualização da política ambiental foi sancionada por meio da Lei nº14.285/2021, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (30). Empresários afirmam que a legislação viabilizará novas edificações, criações de empregos e desenvolvimento ao estado, garantindo a preservação do meio ambiente.

A Lei é resultante da tramitação do Projeto de Lei (PL) 1877/21 de autoria do deputado federal Marcelo Ramos (sem partido).

De acordo com o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon-AM), Frank Souza, a nova Lei permite que a prefeitura legisle sobre projetos que envolvam a construção civil, por exemplo, em áreas localizadas no entorno de cursos d’água em área urbana. Antes as definições eram de competência do governo federal.

“Pela Lei anterior as construções só poderiam ocorrer com limite mínimo de 30 metros de distância do curso d’água (córrego, igarapé, rio), o que inviabilizava a utilização de áreas na cidade. Agora, a distância mínima será de 15 metros da margem. Isso garantirá a preservação ambiental e em paralelo, a viabilidade econômica”, disse o empresário.

Souza ainda comentou que os segmentos econômicos estão na expectativa de que a legislação entre em vigor, na capital, com brevidade. Isso porque o Sinduscon e outras entidades de classe do mercado imobiliário e do comércio estão em articulações com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas).

O vice-presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário no Estado do Amazonas (Ademi-AM), Hélio Alexandre, destacou a relevância da nova legislação para a economia nacional. Ele afirma que segmentos do comércio, indústria, construção civil e imobiliário serão impulsionados.

Em âmbito local, o empresário acredita que o Código Ambiental Urbano proporcionará reforço na urbanização em novas áreas da cidade.

“Haverá crescimento e novas áreas serão desenvolvidas, urbanizadas, como por exemplo, Compensa, São Raimundo, Bairro da Glória, Educandos. Bairros ganharão novas vertentes de moradia e os igarapés seguirão com proteção garantida”, avaliou.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Parceria busca soluções para desenvolvimento sustentável da Amazônia

Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação e Rede Rhisa querem integrar por meio de soluções tecnológicas ao menos duas mil comunidades rurais.

16 de janeiro de 2022

Sine Manaus oferece 79 vagas de empregos novas nesta segunda-feira

Serviço Nacional de Emprego da prefeitura de Manaus tem vagas novas e remanescentes para diversos profissionais, que devem agendar o atendimento por meio da internet.

16 de janeiro de 2022

Burnout, a ‘nova’ síndrome que vai impactar o mundo do trabalho

Organização Mundial do Trabalho reconhece a Síndrome de Burnout como uma doença ocupacional ligada a atividade do trabalhador. Advogada relata o drama após ser diagnosticada.

16 de janeiro de 2022

Pix é a modalidade de pagamento preferida dos ‘pequenos’

Ao menos 86% dos pequenos negócios realizados no País estão utilizando o Pix como forma preferencial de pagamento. Essa modalidade foi desenvolvida pelo Banco Central.

15 de janeiro de 2022

Pandemia afetou mais empreendedores negros, diz pesquisa do Sebrae

A 13ª Pesquisa de Impacto do Coronavírus nos Pequenos Negócios, feita pelo Sebrae, apontou que 72% dos empresários negros estão faturando menos que brancos.

15 de janeiro de 2022

Supremo Tribunal recebe nova ação contra a PEC dos Precatórios

Ação apresentada ao Supremo Tribunal Federal pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil questiona vários pontos da emenda aprovada no Congresso.

15 de janeiro de 2022

Governo Bolsonaro implodiu mesa de negociação e pode encarar greves

Presidente do Fórum Nacional das Carreiras Típicas de Estado prevê que a falta de diálogo com categorias do serviço público causará sucessivas paralisações e greves.

15 de janeiro de 2022

Pagamento pela internet conquistou a preferência dos brasileiros

Levantamento feito por empresa especializada em novas tecnologias mostrou que em 2021 mais da metade dos brasileiros optaram por realizar pagamentos via internet.

15 de janeiro de 2022