fbpx

quarta, 19 de janeiro de 2022

Novas normas de saúde para os trabalhadores já entraram em vigor

As regras deveriam entrar em vigor no ano passado, mas o início da vigência foi adiado para 3 de janeiro deste ano por meio da Portaria 8.873, de 23 de julho de 2021.

5 de janeiro de 2022

Compartilhe

Construtoras agora têm que elaborar um programa de gerenciamento de riscos (Foto: Tânia Rego/ABr)

Já estão valendo as novas regras de proteção da saúde e segurança dos trabalhadores em todo o País. As regras deveriam entrar em vigor no ano passado, mas o início da vigência foi adiado para 3 de janeiro deste ano por meio da Portaria 8.873, de 23 de julho de 2021.

De acordo com o Ministério do Trabalho, estão em vigor as alterações promovidas em 2020 nas normas regulamentadoras (NRs) nº 01, nº 07, nº 09, nº 18 e nº 37. As normas tratam de disposições gerais e gerenciamento de riscos operacionais, programa de saúde ocupacional, controle de exposições a agentes físicos, químicos e biológicos, saúde do trabalho na construção civil e em plataformas de petróleo.

No caso da NR 18, por exemplo, as construtoras terão de elaborar um programa de gerenciamento de riscos. Para obras com mais de 7 metros de altura e dez trabalhadores, as normas de prevenção terão de ser assinadas por um engenheiro responsável. O programa será único, devendo considerar os riscos de todos os trabalhadores envolvidos na obra. Nas regras antigas, cada empresa que trabalhasse em uma obra precisava elaborar seu próprio plano de segurança.

A revisão das normas regulamentadoras começou em 2019 e foi conduzidas pela Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP), com representantes do governo, de empregadores e trabalhadores, e levam em conta as convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

A fiscalização do cumprimento das normas pelas empresas é feita por auditores fiscais do trabalho, ligados ao ministério, e também pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).

Com informações da Assessoria

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Greve da Receita Federal pode gerar desemprego no PIM, alerta Cieam

Greve dos auditores fiscais preocupa o presidente do Centro das Indústrias do Amazonas, que teme demissão de postos de trabalho caso empresas precisem se reprogramar.

19 de janeiro de 2022

App se posiciona a favor de motoboys, após encerramento da Uber Eats

Fui App se posiciona a favor de motoboys quee receberam notícia do fim das atividades da Uber Eats, após sanção de lei que amplia direitos de entregadores de refeições.

18 de janeiro de 2022

FGV recebe inscrições até sexta-feira para seleção do Censo 2022 do IBGE

FGV inscreve online para mais de 206 mil vagas para o recenseamento que deve visitar mais de 70 milhões de domicílios em todo o País, de acordo com projeção do IBGE.

18 de janeiro de 2022

Governo do Amazonas investe na piscicultura familiar de Iranduba

Fomento abrange desde entrega de alevinos e kits de análise de água a assistência técnica e compra de pescado. Ao todo, foram beneficiados 700 piscicultores do estado.

18 de janeiro de 2022

Com 70,9% das famílias devendo, país encerra 2021 com recorde de endividados

De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), o nível de endividamento médio das famílias brasileiras em 2021 foi o maior em 11 anos.

18 de janeiro de 2022

Servidores federais realizam ato contra ‘congelamento salarial’

Protestos acontecem em frente ao edifício-sede do Banco Central, em Brasília. Mobilização de servidores federais pede reestruturação de carreiras e reajuste salariais.

18 de janeiro de 2022

Anac autoriza redução no número de comissários em voos da Gol e Azul

Decisão leva em consideração "o recente e ainda crescente surto da variante ômicron do coronavírus no Brasil e seus respectivos impactos na disponibilidade de tripulantes".

18 de janeiro de 2022

Auxílio Gás: R$ 52 começam a ser pagos a 5,47 milhões de famílias hoje

Segundo o Ministério da Cidadania, as famílias podem sacar o vale-gás por meio do cartão usado para receber o Auxílio Brasil ou movimentar os R$ 52 pelo aplicativo Caixa Tem.

18 de janeiro de 2022